O Missionário e o Advogado

Conto de Luiz Polito

-“Se os malandros e vigaristas soubessem como é bom ser honesto, eles seriam honestos até por vigarice !”
Essas palavras voltaram à mente de Roberto, depois de mais de trinta anos dele as ter ouvido. Ele as ouvira da boca de um advogado, numa tarde de calor forte, numa praça pública do Rio de Janeiro. Roberto era na época um missionário mórmon – Elder Silveira- e estava fazendo uma exposição na praça Castro Alves, num subúrbio da cidade do Rio. Continuar lendo

O Estranho Sonho de Natalicio – final

Parte Dois

-Pode me chamar de Eliel, Natalício. E agora eu vou explicar melhor essa questão de passado, presente e futuro para você. Para isso, pense num criador e numa criatura. O criador construiu uma estrada muito extensa, cheia de curvas, cheia de subidas e descidas, que começava numa cidade e terminava em outra. Continuar lendo

O Estranho Sonho de Natalicio

Conto de Luiz Polito

Parte Um

Natalício dos Santos recolheu-se tarde ao seu quarto naquela noite. Não estava nem frio nem quente – a noite estava numa temperatura muito agradável para se dormir. Sua esposa Ângela já estava dormindo há algumas horas e Natalício procurou deitar-se com cuidado para não acordá-la. Ele tinha ficado até tarde da noite lendo, como era seu costume, e estivera lendo a respeito dos assuntos de que mais gostava: filosofia e religião. Continuar lendo