O Que Mórmons Devem Aprender com Lord Acton

Um Curioso Episódio nos Bastidores do Sistema Educacional da Igreja Revela Um Problema Maior

Em seu Sistema Educacional, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias possui funcionários pagos. Apesar disso, dependende grandemente do trabalho voluntário de membros para ministrar aulas. Em 2004, trabalhei como instrutor voluntário no Instituto de Religião, ministrando dois cursos no sábado à tarde – O Livro de Mórmon e Preparação Missionária.

Minha intenção de ajudar outros membros da Igreja através do ensino encontrou um obstáculo que eu já antecipara: devido à cultura do Instituto local, o público mais numeroso estava concentrada no turno da manhã, quando aconteciam as aulas-show do então coordenador do Sistema Educacional da Igreja¹. Pouquíssimos estavam dispostos a frequentar as aulas na tarde, sem a agitação social do turno anterior. Continuar lendo

Curso realizado em Porto Alegre

Durante o mês de junho, realizei em Porto Alegre o curso Introdução à Doutrina de Nauvoo (1939-1844). Com encontros nas tardes de sábado, tivemos 10 horas de estudo sobre o período mais revolucionário do mormonismo do séc. XIX. Com uma abordagem histórica, buscamos compreender os ensinamentos de Joseph Smith em seus últimos anos de vida, as inovações organizacionais e ritualísticas daquele período, incluindo os primórdios do que pode ser considerado o verdadeiro ápice da obra de Joseph Smith: as ordenanças do templo. Continuar lendo

Campanha “sou mórmon” ganha versão brasileira

mormonA campanha publicitária “Sou mórmon” chegou ao Brasil. Iniciada em 2011 nos EUA e Austrália e recentemente levada também para o Reino Unido e Irlanda, a campanha procura mostrar membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias como pessoas normais, com suas diferentes origens, profissões e estilos de vida. Diversidade é um conceito essencial da campanha. No site, pode-se buscar perfis até por etnia e religião anterior. Os vídeos evitam capelas ou homens de camisa branca e gravata. Ambientes e pessoas são alegres e informais.

Dos cinco vídeos brasileiros, quatro mostram algum momento de superação. O empresário que pratica surf fala de como superou a morte do pai. A professora e coreógrafa superou a falta do amor de seu pai alcoólatra. O policial militar que ama dança gaúcha e luta contra o câncer. O ator e dublador e uma fratura exposta.

Que você pensa dessa campanha? Como será percebida pela população brasileira? Como será percebida pelos mórmons brasileiros?

universalAinda, a campanha publicitária da Igreja Universal, “eu sou a Universal“, terá sido inspirada na campanha “eu sou mórmon”?