Mórmons e a Dança

Hoje comemora-se o Dia Internacional da Dança.

O assunto não é amplamente explorado e pode parecer trivial. Porém, uma das artes cênicas mais populares também faz parte da cultura mórmon.

Bailes

Que mórmon solteiro nunca participou de um baile SUD? Seja no salão sacramental, num salão comum ou até mesmo na garagem da casa de um membro, quem passou pela adolescência ou fase adulta alguma vez participou de um. Eles muitas vezes são Continuar lendo

Spencer Kimball: Por que Pompéia foi destruída?

Pompéia foi uma próspera cidade na Antigüidade dentro do Império Romano. Devido à terrível explosão do vulcão Vesúvio, a cidade se tornou em ruínas e milhares de seus habitantes morreram em instantes, queimados pelas ondas piroclásticas ou por toneladas de cinzas vulcânicas¹.

Ruínas do Foro de Pompéia, com Templo de Júpiter ao fundo e, atrás deste, o Monte Vesúvio. (Foto: Marcello Jun)

Ruínas do Foro (praça central) de Pompéia, com o Templo de Júpiter em primeiro plano e, ao fundo, o Monte Vesúvio. (Foto: Vozes Mórmons, Direitos Reservados)

O presidente da Igreja SUD, Spencer W. Kimball, em seu livro O Milagre do Perdão², ofereceu sua opinião profética sobre o porquê teria ocorrido aquele desastre natural, definindo-o como vontade divina³: Continuar lendo

Manual Missionário e Ensinamentos Esquecidos

Quem serviu uma missão já leu e releu por diversas vezes a conhecida “Bíblia branca”.  Seus padrões conforme a sua introdução foram “aprovados para missionários pela Primeira Presidência e Quórum dos Doze Apóstolos”.

missionários mórmons roupas

Missionários com chapéus e óculos de sol (Imagens: lds.org)

Alguns desses padrões são para proteção física e espiritual dos missionários. Acredito que muitos deles são lembrados no campo missionário e após seu regresso. Porém, há dois ensinamentos importantes que por descuido ou rumos na vida são esquecidos.

Na página 38 temos a seguinte advertência: Continuar lendo

Humor Mórmon no Brasil

Uma das missões do Vozes Mórmons é a de buscar um pouco da história nacional do mormonismo brasileiro.

Acompanhando as redes sociais, vi o sucesso que fez uma paródia da música Hello da Adele em relação a obra missionária:

Outra que atualmente é muito popular é a paródia de California Gurls da Katy Perry entitulada “Provo, UT Girls” do grupo BYU Divine Comedy, mostrando como são ansiosos os casamentos com missionários retornados na cidade onde se situa a BYU:

Porém, nem de longe essas músicas são exclusividade estadunidense recente, sendo talvez brasileiros os verdadeiros pioneiros nesse assunto. Continuar lendo

O Fim da Ordem de Extermínio Mórmon

Alguns mórmons conhecem a Ordem de Extermínio Mórmon, porém, o seu fim é desconhecido pela grande maioria. Hoje é uma data histórica, pois, há 40 anos essa ordem foi formalmente rescindida.

Christopher Samuel “Kit” Bond, nascido em 1939, serviu como Auditor Estadual de Missouri (1971-1973), Governador de Missouri (1973-1977, 1981-1985), e Senador Federal (1986-2010).

Contexto Histórico

Em 1831, mórmons migraram para o Missouri. Quando chegaram ao estado houve um Continuar lendo

Os Roqueiros e o Missionário

Uma Experiência Missionária: Contato com Roqueiros

Uma das bênçãos de servirmos uma missão são as experiências e aprendizados que adquirimos.

Vacaria, SC

Catedral Nossa Senhora da Oliveira no centro de Vacaria, RS

Eu servi na Missão Brasil Florianópolis, um lugar bem diferente do interior de Minas Gerais. Mas uma das áreas que trabalhei era bem parecida com minha cidade. Vacaria é a única cidade gaúcha da missão pertencente à Estaca Lages. Uma das semelhanças era que muitos jovens eram roqueiros e foi um grupo deles que fez um sentido maior na minha missão. Continuar lendo

Mórmons e o Trabalho

Hoje é o dia do trabalho!

Mórmons acreditam que o trabalho é importante e, tal como a tese calvinista, ele dignifica e é um dom divino. O refrão do hino 142 “Nossa Lei é Trabalhar” mostra esse sentimento:

Nossa lei é trabalhar, trabalhar,
Trabalhar com alegria e cantar,
Pois para nós e nossa grei,
Trabalhar é sempre a lei.

Apesar do incentivo e visão trabalhista, há algumas profissões que para muitos mórmons e cristãos no geral afastariam o fiel do evangelho ou de Deus. Culturalmente em um mórmon que decide Continuar lendo

A Inveja Santa

Algo que sempre tenho é a inveja santa.
Alguém poderá se perguntar como um cristão pode ter um sentimento tão ruim dentro de si.  A inveja está entre os 7 pecados capitais e para muitos é considerado o pior deles. Mas há na teologia uma “inveja boa”.
OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Krister Stendahl, teólogo sueco e acadêmico bíblico, Bispo de Estocolomo da Igreja Luterana, e professor emérito na Universidade de Harvard, e colaborador da Enciclopédia do Mormonismo. Cunhou o termo “inveja santa”.

Krister Stendahl, teólogo sueco e acadêmico bíblico, Bispo de Estocolomo da Igreja Luterana, e professor emérito na Universidade de Harvard, e colaborador da Enciclopédia do Mormonismo. Cunhou o termo “inveja santa”.

Antes de conclusões precipitadas, é melhor entender o que é essa “inveja santa”.

Continuar lendo

Cantora Mórmon no The Voice Kids Brasil

Cantora SUD do The Voice Kids se torna viral na internet

Programas de calouros fizeram e fazem parte da TV brasileira. Muitos sonharam com a fama caso saíssem bem em suas apresentações. Os saudosos Chacrinha e Bolinha junto com Raul Gil, ajudaram a revelar muitos talentos. Foi justamente no Programa Raul Gil em 2001 até então na Rede Record de Televisão, que pela primeira vez se apresentou a cantora lírica Liriel Domiciano, no quadro “Quem sabe canta, quem não sabe dança”. Jurados e o próprio apresentador ficaram impressionados com a apresentação do clássico “Com Te Partiró”. Se reparamos bem ela usa um medalhão das moças. Assim começava a fama da cantora lírica mórmon que ainda é chamada de “diva do pop lírico”.

Liriel fez shows em vários países e uma parceria com o tenor Rinaldo Viana. O ponto ápice foi ter tido a honra de cantar com o Coro do Tabernáculo Mórmon, sendo a primeira solista a se apresentar em uma sessão de Conferência Geral desde os anos de 1930. Em 2010, concedeu uma entrevista onde falou sobre o fato de ser mórmon e de seus trabalhos internacionais.

Já sua última entrevista ao programa Domingo Show falou sobre o assalto e sequestro que a traumatizaram (abaixo nos minutos 14:31 a 17:45):

Desde  então, SUDs sempre que podem a citam como uma “famosa membro da Igreja” no Brasil. Quase 15 anos depois, uma jovem brasiliense pode fazer fama e dar mais holofotes à Igreja SUD. Continuar lendo

Cidades Mórmons no Brasil

Cidades formadoras de SUDs e o problema para o crescimento da Igreja

Nosso país é grande e cheio de cidades. Das grandiosas capitais de estados as cidades interioranas bem menores. Há cidades onde a Igreja SUD está estabelecida que são verdadeiras mestres em formar membros.

Campos de Jordão

Você deve estar se perguntado: “Como assim formar membros?” Explicarei adiante. Continuar lendo

O Fim da República Mórmon

“No oeste americano a história de uma cidade se confunde com a de uma religião”.

Assim comenta a jornalista Ana Paula Padrão antes de uma reportagem sobre os mórmons de Salt Lake City.  Hoje é uma data especial para cidade e o estado, que em 04 de janeiro de 1896 se tornaria o 45º estado da União dos Estados Unidos da América. De fato, esse não era o ideário da companhia pioneira de Brigham Young na constituição de sua república Mórmon.

Em 24 de julho quando Young chegou ao Vale Salgado declarou aquele pequeno grupo: Continuar lendo

A missão virou moda?

A missão virou uma moda?

“A missão da mulher é casar”.

Que mórmon com mais de 5 anos de membro nunca ouviu essa frase? Seja numa aula, discurso, atividade ou conversa casual, algumas vezes ouvimos esse clichê. Para alguns, a ideia de que essa missão deveria ser cumprida era tão forte, que surgiria outro clichê em forma de rima:

“Quem casa com laurel vai para o céu”.

Artigo no jornal da Igreja Deseret News

Artigo no jornal da Igreja Deseret News nota aumento no número de missionárias.

Essa ideia ainda é viva dentro da cultura popular SUD. Porém, um fato histórico mudou o rumo e fez amenizar esses clichês. Continuar lendo

A Didática Escolar e a Didática SUD

A Didática é o ramo dos conhecimentos que estuda os processos de ensino e aprendizagem. A didática não é somente escolar mas, ela pode ser usada em diversas instituições humanas como: família, trabalho, meios de comunicação, política e Igrejas.

A didática escolar brasileira caminhou a passos lentos, porém a didática usada pela Igreja SUD foi uma revolução desde o seus primórdios.

Estudantes Sala de Aula

Abaixo um resumo dos 2 períodos didáticos brasileiros, o tradicional e o escola nova: Continuar lendo

Uma Família Tenho Sim!

 Uma reflexão sobre as famílias SUD não tradicionais

A família é a unidade central para muitas denominações religiosas cristãs. Na doutrina SUD não é diferente e pode ser mais complexa ainda. Por verem o casamento, a paternidade e a maternidade como relacionamentos importantes para o progresso eterno, a família é preservada para que todos possam viver unidos para sempre.

Família

Porém, nem sempre isso acontece na prática. Há muitas mães ou pais divorciados que cuidam de seus filhos. Alguns só o pai ou a mãe é membro fazendo faltar um “pedaço” da família. Outros casos é da moça ou mulher já ter um filho e não conseguir se relacionar com alguém. Continuar lendo

185a Conferência Geral Semi-Anual (Sessão de Sábado de Manhã): Impressões e Resumo

Minhas impressões pessoais sobre a 185a Conferência Geral Semi-Anual (Sessão da Manhã do Sábado)

Destaques

O coro do tabernáculo não cantou como pré-lúdio o conhecido “A Deus Senhor e Rei” porém, cantou “Jeová Sê Nosso Guia” que por diversas vezes é cantado como hino intermediário pela congregação.

image

Essa Conferência, como em abril deste ano, não teve o tradicional discurso de abertura e boas-vindas do Presidente Monson. Nele são faladas sobre rededicamentos de Templos, dedicações e novos Templos além de comentários (sempre otimistas, óbvio) de como anda a situação da Igreja além de anúncios históricos como em outubro de 2012.

Curiosamente, em abril ele não deu a despedida e o último discursante foi o Russell M. Nelson sobre santificar o Dia do Senhor, que está servindo de inspiração nessa Sessão.

Melhor discurso:

Élder Ballard que falou sobre ensinamentos sobre Apóstolos e Profetas antigos e modernos. O ponto alto foi sua sinceridade ao admitir que eles cometem erros como qualquer ser humano e usou exemplos de relações afetivas, familiares e amizades. Falou abertamente sobre a Reunião Sacramental ser para o Salvador, da importância do Sacramento e do que realmente é um testemunho (visto a falta de dicionário e bom senso entre os membros).

Pior discurso: Continuar lendo