Mórmons e a Dança

Hoje comemora-se o Dia Internacional da Dança.

O assunto não é amplamente explorado e pode parecer trivial. Porém, uma das artes cênicas mais populares também faz parte da cultura mórmon.

Bailes

Que mórmon solteiro nunca participou de um baile SUD? Seja no salão sacramental, num salão comum ou até mesmo na garagem da casa de um membro, quem passou pela adolescência ou fase adulta alguma vez participou de um. Eles muitas vezes são organizados para pessoas se conhecerem melhor e formarem casais futuros. Em muitos deles a liderança fica observando se não há nenhum comportamento “fora dos padrões”.

Padrão para dançar

O manual Para o Vigor da Juventude na seção música e dança explica o seguinte:

“Dançar pode ser divertido e pode dar-lhes a oportunidade de conhecer novas pessoas. Contudo, isso também pode ser usado indevidamente. Ao dançar, evitem o contato pleno com o corpo de seu par. Não fiquem em posições nem façam movimentos que sugiram comportamento sexual ou violento ou que sejam de qualquer forma impróprios.

Somente frequentem bailes nos quais o vestuário, a aparência, a iluminação, a letra, a música e o entretenimento contribuam para um ambiente sadio em que o Espírito possa estar presente.”

Não é por acaso que os mais conservadores sempre dizem que para dançar os dois corpos tem que ter a”distância de um Livro de Mórmon”.

Baile do Juventus

Todo o ano é organizado o Baile do Juventus que é o mais importante do Brasil. Ele tem esse nome por conta de sua realização ser no salão nobre do Clube Atlético Juventus, localizado no bairro da Mooca na zona leste de São Paulo. Ele é organizado pelo CREJAS (Comitê Regional dos Jovens Adultos Solteiros) e cerca de 2 mil jovens adultos solteiros de vários estados, participam dele em busca de seu/sua companheiro(a) para a eternidade. Para adquirir o ingresso as alas e estacas entram em contato e vendem para alguns jovens. O custo segundo a organização é apenas para pagar o local, banda, etc.

Celebrações Culturais em Templos

Toda a vez que um templo é dedicado ou rededicado há uma celebração cultural. As apresentações sempre mostram a cultura do país ou localidade específica onde está o templo. A celebração da rededicação do templo de São Paulo no estádio do Pacaembu em 21 de fevereiro de 2004 ainda é muito lembrada:

Dos 3 recentes anúncios de templo em nosso país, estão o do Rio de Janeiro que recentemente teve sua abertura de terra e o de Belém. Na capital fluminense o funk é um dos ritmos mais populares. No Pará a lambada fez muito sucesso nos anos 80 e 90. Essas duas danças são um tanto sensuais ou dependendo do olhar mais crítico vulgares. Me pergunto se a Igreja SUD mostrará esse lado popular desses estados. Provavelmente não, mas outros estilos como carimbó e samba que são mais aceitáveis sim.

Mórmons que se destacaram profissionalmente

Os que mais se destacaram na modalidade foram um casal de irmãos de Utah. Derek e Julianne Hough são coreógrafos e dançarinos do programa “Dancing With The Stars”. Derek é atualmente o maior vencedor sendo 6 das 24 temporadas e venceu 3 Emmys (2013,2014 e 2015) na categoria coreografia excepcional, sendo o último junto com sua irmã. Ela venceu duas temporadas e se tornou jurada das últimas temporadas. O curioso é que geralmente as roupas de dançarinos não seguem os padrões mórmons e eles parecem não se importar muito com o tema. Seria isso mais comum e aceitável em Utah? Não sei, mas aqui no Brasil geralmente membros não conseguem dividir profissão e fé.

A dança faz parte do gosto do brasileiro e não seria diferente entre os santos dos últimos dias. Aproveitando que a data é justamente num sábado, não custa perguntar:

Hoje tem baile na capela?

14 comentários sobre “Mórmons e a Dança

  1. Quando você tem personalidade, você não precisa obedecer essas regras.
    Perdi as contas quantas vezes eu dancei com pessoas ou tive amizade com pessoas “fora do padrão” e nem por isso cometi pecado como esses “inspirados” falam.
    Jovens cometem pecados simplesmente porque não tem personalidade. Não tem essa de “tentação”. Quando você está determinado a não fazer ou a fazer, você conseguirá cumprir o que deseja. A verdade que quando um jovem peca é porque no fundo o individuo já queria fazer muito antes e só não falava ou mostrava isso por medo ou vergonha de dizer.
    O grande problema entre fanáticos é taxar jovens “fora do padrão” como se fossem pessoas erradas. Não é porque alguém queira dançar com você coladinho que a pessoa está pensando naquilo. Ao mesmo tempo não é porque um cara vive com terno e gravata e fala palavras bonitas que quer dizer que ele é um cara de Deus. Jovens Mormons julgam pelo que vestem, mas tem dificuldade de entender as pessoas.

    • Eles seguem as regras sem entender porque fazem isso, eles pensam que os jovens mórmons são santos e não pensam em nada mas, os de fora, do “mundo” eles julgam porém, conheço muitos não-mórmons que são melhores em todos os aspectos do que os “santos” SUD.

  2. Eu só sei que a música da macarena é clássica em qualquer baile mas, os que eu fui eram todos muito mal organizados e o jeito de dançar é ridículo, os meus amigos que não eram da igreja quando iam a primeira vez nunca mais voltavam, eles achavam muito estranho.

  3. E na minha época de Diácono que tinha um bispo na porta da capela da sede da Estaca IPIRANGA conferindo se os jovens estavam de gravata, aí fui correndo em casa pegar uma bem feia de lã e voltei pro baile.A gravata era tão feia que tirei depois que consegui entrar.Quando era missionário no Rio de Janeiro ALA ILHA DO GOVERNADOR, teve um baile de dia das Bruxas que botaram umas decorações bem sinistras na capela com cruzes de cabeça pra baixo teia de aranha, luzes pretas, azuis, vermelhas, menos brancas.Penso que quando o assunto é dança e música.Nem adianta discutir muito isso.Nessa igreja, vc vai ver aberrações de jovens querendo usufruir da cultura do mundo na capelas e salões culturais e outros irmãos querendo voltar pro tempo dos pioneiros.Aí tem os que falam …isso não tem nada a ver…outros dizem …aqui é um lugar sagrado aí os pontos de vista divergem.Mas os evangélicos já estão bem adiantados na dança vejam o vídeo…

    • Eu discordo a esta parte do comentário “.Penso que quando o assunto é dança e música.Nem adianta discutir muito isso.Nessa igreja, vc vai ver aberrações de jovens querendo usufruir da cultura do mundo na capelas e salões culturais e outros irmãos querendo voltar pro tempo dos pioneiros”. Creio que deve haver uma diferença cultural das regiões do Brasil, nunca vi ninguém com tantas frescuras no sul do Brasil.
      Quando as pessoas vão realizar um baile aqui, a unica preocupação é com relação a musicas que falam com palavras de baixo calão, usem o nome do Senhor em vão, e funk por ser um pouco apelativo, fora a isso sem frescuras, e como tem muitas danças gauchas e ritmos aqui as pessoas dançam sempre junto.
      E como eu disse no meu comentário abaixo, ninguém pede gravata, terno etc.
      MAS… eu sei dessa diferença em alguns lugares no Brasil. Quando servi minha missão fora daqui, muitos americanos diziam que tentávamos ser “super mórmons” por criar sempre um padrão que achávamos que era o certo, mas que nunca existiu.

      PS: apesar de não gostar muito dessa música, segue um video de um baile daqui onde as pessoas que eu vi que não usam gravatas são missionários retornados, e tem muitos jovens vestidos normal! ou seja frescura 0% (talvez 20% hahahaha)

  4. Na minha estaca não teve hoje por que foi conferência hehe.Tive um companheiro ek minha Missão que é de Belém e um grande professor de dança pena que não podíamos aprender com ele

  5. Parabéns Vozes Mórmons, conseguiu escrever um artigo sem distorcer o assunto ou atacar membros da Igreja!! Quem tem padrões elevados entende que não se trata de julgar ninguém, mas de evitar a aparência do mal, e o mal meu amigo, existe sim, e trabalha 24 hs pra destruir nossas crenças!

    • Pri

      Olá! Esse negócio de dizer que deve evitar “aparência do mal” é uma desculpa bem fraca pois de fato se você for ver bem quem vê um casal dançando coladinho, sorrindo um ao outro e se divertindo não irá pensar mal ou achar que aquele casal está pensando em transar. A tal “aparência do mal” só está entre pessoas que já tem besteira na cabeça ou mente limitada. Esse modo de dançar já era comum nos anos 60 e 70 e só passou a ser “fora dos padrões” para Mormons com a desculpa desfarrapada que tal dança irá conduzir ao pecado o que não é verdade.

  6. Hahaha a distância do Livro de Mórmon eu sempre achei engraçado!
    Aqui no sul do Brasil, muitas pessoas nem vão em alguns bailes no padrão, mas eu acho um pouco de falta de consideração com as moças, por exemplo no baile da noite de gala, e alguns rapazes que não tentam ao menos se arrumar um pouco mais, vão direto do instituto (não por economia, mas preguiça mesmo) para o baile. As moças ficam um pouco frustradas.
    Mas não é uma regra aqui no sul, as luzes também ficam semi apagadas etc. O que o pessoal sempre reclama, é o horário que geralmente acaba 22hs se for da ORM e das 22h30 as 23hs se for do JAS.

  7. No acre na estaca rio branco a ignorância dos lideres da igreja mórmon e tamanha e absurda que já vi um bispo de nome craveiro que fazia bailes mas não deixava ninguém dançar porque era pecado a música era num radinho de pilha pessoas vinham de longe pra se descepcionarem sem contar que vi muitos sendo proibidos de entrar por causa de gravatas e vestidos um absurdo! Só arranjam confusão!

    • Ninguém dançava ? Nem um movimento? E se alguém se mexesse acontecia o que ? kkkk…Que comédia…Imagina o Bispo virando as costas, a galera rebolava …ele se virava a galera parava…e assim ia…Depois ele virava e dizia…Eu vi , Eu vi…vc aí …vi rebolando !!! kkkk….

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s