Mórmons e a Dança

Hoje comemora-se o Dia Internacional da Dança.

O assunto não é amplamente explorado e pode parecer trivial. Porém, uma das artes cênicas mais populares também faz parte da cultura mórmon.

Bailes

Que mórmon solteiro nunca participou de um baile SUD? Seja no salão sacramental, num salão comum ou até mesmo na garagem da casa de um membro, quem passou pela adolescência ou fase adulta alguma vez participou de um. Eles muitas vezes são organizados para pessoas se conhecerem melhor e formarem casais futuros. Em muitos deles a liderança fica observando se não há nenhum comportamento “fora dos padrões”.

Padrão para dançar

O manual Para o Vigor da Juventude na seção música e dança explica o seguinte:

“Dançar pode ser divertido e pode dar-lhes a oportunidade de conhecer novas pessoas. Contudo, isso também pode ser usado indevidamente. Ao dançar, evitem o contato pleno com o corpo de seu par. Não fiquem em posições nem façam movimentos que sugiram comportamento sexual ou violento ou que sejam de qualquer forma impróprios.

Somente frequentem bailes nos quais o vestuário, a aparência, a iluminação, a letra, a música e o entretenimento contribuam para um ambiente sadio em que o Espírito possa estar presente.”

Não é por acaso que os mais conservadores sempre dizem que para dançar os dois corpos tem que ter a”distância de um Livro de Mórmon”.

Baile do Juventus

Todo o ano é organizado o Baile do Juventus que é o mais importante do Brasil. Ele tem esse nome por conta de sua realização ser no salão nobre do Clube Atlético Juventus, localizado no bairro da Mooca na zona leste de São Paulo. Ele é organizado pelo CREJAS (Comitê Regional dos Jovens Adultos Solteiros) e cerca de 2 mil jovens adultos solteiros de vários estados, participam dele em busca de seu/sua companheiro(a) para a eternidade. Para adquirir o ingresso as alas e estacas entram em contato e vendem para alguns jovens. O custo segundo a organização é apenas para pagar o local, banda, etc.

Celebrações Culturais em Templos

Toda a vez que um templo é dedicado ou rededicado há uma celebração cultural. As apresentações sempre mostram a cultura do país ou localidade específica onde está o templo. A celebração da rededicação do templo de São Paulo no estádio do Pacaembu em 21 de fevereiro de 2004 ainda é muito lembrada:

Dos 3 recentes anúncios de templo em nosso país, estão o do Rio de Janeiro que recentemente teve sua abertura de terra e o de Belém. Na capital fluminense o funk é um dos ritmos mais populares. No Pará a lambada fez muito sucesso nos anos 80 e 90. Essas duas danças são um tanto sensuais ou dependendo do olhar mais crítico vulgares. Me pergunto se a Igreja SUD mostrará esse lado popular desses estados. Provavelmente não, mas outros estilos como carimbó e samba que são mais aceitáveis sim.

Mórmons que se destacaram profissionalmente

Os que mais se destacaram na modalidade foram um casal de irmãos de Utah. Derek e Julianne Hough são coreógrafos e dançarinos do programa “Dancing With The Stars”. Derek é atualmente o maior vencedor sendo 6 das 24 temporadas e venceu 3 Emmys (2013,2014 e 2015) na categoria coreografia excepcional, sendo o último junto com sua irmã. Ela venceu duas temporadas e se tornou jurada das últimas temporadas. O curioso é que geralmente as roupas de dançarinos não seguem os padrões mórmons e eles parecem não se importar muito com o tema. Seria isso mais comum e aceitável em Utah? Não sei, mas aqui no Brasil geralmente membros não conseguem dividir profissão e fé.

A dança faz parte do gosto do brasileiro e não seria diferente entre os santos dos últimos dias. Aproveitando que a data é justamente num sábado, não custa perguntar:

Hoje tem baile na capela?

14 comentários sobre “Mórmons e a Dança

  1. Quando você tem personalidade, você não precisa obedecer essas regras.
    Perdi as contas quantas vezes eu dancei com pessoas ou tive amizade com pessoas “fora do padrão” e nem por isso cometi pecado como esses “inspirados” falam.
    Jovens cometem pecados simplesmente porque não tem personalidade. Não tem essa de “tentação”. Quando você está determinado a não fazer ou a fazer, você conseguirá cumprir o que deseja. A verdade que quando um jovem peca é porque no fundo o individuo já queria fazer muito antes e só não falava ou mostrava isso por medo ou vergonha de dizer.
    O grande problema entre fanáticos é taxar jovens “fora do padrão” como se fossem pessoas erradas. Não é porque alguém queira dançar com você coladinho que a pessoa está pensando naquilo. Ao mesmo tempo não é porque um cara vive com terno e gravata e fala palavras bonitas que quer dizer que ele é um cara de Deus. Jovens Mormons julgam pelo que vestem, mas tem dificuldade de entender as pessoas.

    • Eles seguem as regras sem entender porque fazem isso, eles pensam que os jovens mórmons são santos e não pensam em nada mas, os de fora, do “mundo” eles julgam porém, conheço muitos não-mórmons que são melhores em todos os aspectos do que os “santos” SUD.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.