Dinossauros Extraterrestres

Este é o primeiro post da série A Ciência da Doutrina

Eu sou um amante da ciência e acredito que ela está completamente ligada ao Evangelho, ela nos proporciona a Luz e a Verdade das coisas de Deus quanto à natureza, as “Ciências Naturais”, enquanto o Evangelho nos dá a Luz e a Verdade no campo metafísico, espiritual etc. Vejo a religião e a Ciência como duas faces da mesma  moeda, uma dá a resposta para a pergunta do “Como”: “como foi feito”, “como surgiu”, “como aconteceu”; e a religião nos dá respostas do “Por quê”, do propósito das coisas: “porque existe mortalidade”, “qual o propósito da vida”, etc.

mórmons ciência

Numa edição recente da Liahona, encontramos um excelente artigo sobre Religião e Ciência intitulado “A Ciência e nossa busca pela felicidade”  e uma citação do Élder Russell M. Nelson que gostaria de expôr aqui:

Não existe conflito entre ciência e religião. O conflito decorre de um conhecimento incompleto, quer da ciência, quer da religião, ou de ambos. (…) Quer a verdade provenha de um laboratório científico ou por revelação de Deus, ela é compatível.

Apesar da citação não ser uma doutrina oficial, ela é semelhante a que outros presidentes da Igreja e apóstolos já disseram, como Brigham Young:

Nesses aspectos que nós diferimos do mundo cristão, pois a nossa religião não irá confrontar-se com ou contradizer os fatos da ciência em qualquer instância.

Esta série se dedicará a reunir conhecimento cientifico sobre algumas dessas hipóteses doutrinárias, seja para refutar alguma hipótese, seja para viajar com o conhecimento atual que possuímos e criar nossas próprias visões e imaginações das coisas. Leitor, você pode enviar sua visão (anônimo ou não) sobre qualquer ponto da doutrina SUD e selecionaremos alguns para publicarmos ou discutirmos a viabilidade das hipóteses. Seja nosso parceiro, queremos ouvir as Vozes de todos os Mórmons.

O artigo de hoje é: Dinossauros extraterrestres.

Não, esse não é o nome de um filme de uma estrela do Netflix, nem o nome de um filme de terror dos anos 80 (que eu saiba), mas é uma espécie de hipótese que alguns santos dos últimos dias acreditam sobre a origem dos fósseis de dinossauros e hominídeos, bem como a datação superior a 6 mil anos, que é a idade em que os criacionistas acreditam que a Terra se formou e Adão surgiu como primeiro ser humano. A hipótese consiste na crença a Terra foi formada por “restos de outras Terras” e os fósseis vieram nesses vestígios. O objetivo desse artigo é refutar esclarecer essa doidera hipótese e o por que ela é incorreta. Fico feliz que os que acreditam nela ao menos aceitam o fato de dinossauros e a datação dos fósseis serem muito mais antigos, que não havia dinossauros no dilúvio (será o tema de outro artigo), etc.

Antes de prosseguir, quero esclarecer que não estou refutando uma “doutrina oficial” da Igreja, nem muito menos chamando a Igreja, sua doutrina, seus rituais templários ou qualquer outra coisa que você, leitor, possa imaginar, de mentira ou falsa. O objetivo é única e exclusivamente mostrar os fatos científicos, explicar um pouco sobre ciência e ao fim, deixar algumas hipóteses de como nossas crenças podem se encaixar nos fatos científicos. Esse artigo será longo e nele irei tratar de várias absurdos hipóteses comprovadamente equivocadas que as pessoas possam usar como argumento doutrinário.

Para me ajudar neste artigo, conversei com o Jornalista e escritor, Salvador Nogueira, da Folha de São Paulo.¹

Vamos começar com o processo de formação da Terra. O Big Bang já foi tratado em alguns artigos e irei fazer uma matéria sobre ele em outra oportunidade. Aqui vamos tratar o processo de formação dos planetas (que inclusive conseguimos observar graças a nossa tecnologia telescópica atual).

Aqui vai uma aula um vídeo grande curto e explicativo:

Então, como sei que muita gente não vai ter paciência para assistir o vídeo vou explicar de forma simples e leiga o processo de formação.

1.  Supernova

Quando uma estrela morre, pra simplificar, ela tem praticamente poucos destinos. “Se a estrela é pequena, como nosso Sol por exemplo, ela irá inflar se transformando numa gigante vermelha, engolindo os planetas próximos. Após isso ela irá diminuir até se transformar numa anã branca. Se ela é muito grande, isto é, possui uma massa muito elevada, de pelo menos 8 a 10 vezes a massa do Sol, quando ela começa a ficar sem “combustível” ela entre em colapso e  explode no que chamamos de Supernova. Essa supernova é um dos eventos mais terríveis e belos de nosso universo”, abaixo os restos de uma supernova bastante conhecida, apelidada de Olho de Deus:

Nebulosa de Hélix, apelidada de “Olho de Deus”. Imagem: NASA/JPL-Caltech/Univ. of Ariz.

A supernova destrói todo o sistema solar que a rodeava transformando numa imensa nuvem de gás e poeira estelar. A explosão é tão grande e violenta que por um período de tempo ela pode se tornar mais brilhante que a própria galáxia! Espalhando gás e poeira por centenas de anos-luz (a distância da Terra ao Sol é aproximadamente 8 minutos-luz, isso significa que a luz do Sol chega até a Terra em 8 minutos) ou seja, a Terra estaria bem próxima do centro da explosão (na verdade, todos os planetas do sistema solar).

Nosso sistema solar surgiu após um evento deste tipo, uma supernova de uma estrela ancestral varreu o sistema solar que ela possuía e desintegrou todos os possíveis planetas que existia em sua volta. Os restos dessa supernova, como pode ser verificado na foto acima, criou uma enorme “bolha” de gás e detritos.

PAUSA

Agora o leitor diz: “aháaaa, está vendo! Os fósseis vieram desses detritos!!”.. Er, não irmãozinho. Imagine a maior bomba criada pelo homem, imagine um passarinho amarrado numa bomba nuclear e imagine que depois da explosão você vai encontrar os ossinhos do passarinho ali no chão, tudo montadinho e preservado. Acha que isso vai acontecer? Salvador responde a essa pergunta: “A explosão da supernova é extremamente agressiva, ela literalmente transforma em poeira, em grãos de areia, tudo ao seu redor, nesse cenário é impossível qualquer vestígio de vida oriunda desses planetas destruídos pela supernova, migrarem para os novos planetas que irão se formar futuramente”.

2. Disco Protoplanetário

Com a explosão da estrela e a formação dessa linda nuvem de gás e poeira a “mágica” começa a acontecer. A gravidade começa a agir e a juntar os detritos e os gases. “Estrelas podem nascer basicamente de duas formas” – aponta Salvador – “Dos restos de uma supernova ou de uma nebulosa. Normalmente, estrelas mais densas, maiores, nascem de um nebulosa, que são nuvens de gás que vagam pelo universo, como a Nebulosa de Órion, observável próximo das Três Marias ou Cinturão de Órion. Já as supernovas produzem estrelas menos densas. Estrelas mais densas tendem a ter a vida mais curta, entrando em colapso mais rapidamente do que estrelas menores como o Sol, que queimam seu combustível mais devagar.”

A gravidade ao longo de milhões de anos vai juntando os detritos. Em seu centro, onde a maior parte da massa e gases é “juntado”. é o lugar onde se forma a estrela. Ao seu redor, corpos menores vão se formando o que futuramente serão os planetas. Essa formação não é como montar um quebra cabeças encaixando pedaços, é mais ou menos como tentar montar uma escultura de ferro com tiros de bolas de canhão. Os detritos vão se chocando violentamente e se fundindo, protoplanetas chocam-se uns contra os outros.  É possível que nosso sistema solar nesse período da criação tivesse mais de 100 (cem!) protoplanetas, chocando-se uns contra os outros. Nesse processo turbulento, o sistema solar começa a tomar forma até que a estrela “liga”. Os planetas mais próximos a ela são normalmente rochosos, uma vez que a estrela “sugou” quase todo o gás. Planetas mais longe tendem a ser maiores e gasosos. o planeta Júpiter por “pouco” poderia ter se tornado uma pequena estrela. Há anãs marrom (a cor das estrelas varia conforme o seu “tamanho”, no caso, sua massa) bem próximas ao tamanho de Júpiter. Se isso acontecesse, nós viveríamos num sistema solar binário, isso é, que possui 2 estrelas. Há mais luas em Júpiter do que há planetas no sistema solar.

Como é possível sabermos disso? Bem, há diversos cálculos e evidências que mostram essa origem, porém como o artigo é voltado para o público leigo, vou poupá-los da explicação técnica, porém deixarei um vídeo curto explicando um pouco sobre essas evidências:

Outro ponto interessante, é que conseguimos ver alguns sistemas protoplanetários, ou seja, sistemas solares nascendo.

3. A formação do protoplaneta Terra

A Terra durante sua formação possuía aproximadamente 12 mil graus Celsius. Todo o planeta era rocha líquida! Assim, nada “sólido” existia no planeta, era um imenso mar de lava, tal como é o centro da Terra.

Sobre a formação do planeta e sua estrutura, Salvador comenta: “Uma das evidências desse derretimento da rocha é justamente o formato arredondado dos planetas. Eles giram muito rápido em seu estágio de formação, devido os constantes bombardeamentos de meteoros que recebem o que elevam sua temperatura, fazendo com que os planetas tenham o formato arredondado. Asteroides por sua vez são disformes, ou seja, possuem várias formas justamente por não terem sofrido tanto impacto como os protoplanetas, não elevando assim sua temperatura.”.

Se a explosão solar não tivesse desintegrado completamente os “fósseis” que existiam nesses planetas destruídos pela supernova, com a mais absoluta certeza eles teriam sido destruídos pela temperatura do planeta em seu estágio de formação. Seriam completamente derretidos. Para se ter uma ideia, para cremar ossos, nós utilizamos uma fornalha aquecida até 1000 graus Celsius por apenas 5 horas. Imaginem milhares de anos numa temperatura de 12 mil graus!

Durante esse período, – explica Salvador – , o material mais pesada desce para o centro do planeta e os materiais mais leves ficam em sua superfície, criando assim o núcleo de ferro que a Terra possui, com uma superfície de silicatos.

Conforme a fase de impactos de detritos diminuía, algumas reações aconteciam no planeta. Em resumo, o vapor de água preso na atmosfera proveniente do núcleo planetário começava a formar chuvas. Nesse processo houve um arrefecimento do planeta (um esfriamento) que criou a Crosta Terrestre, essa fina camada envolta do planeta que permitiu a permanência da água em estado líquido (não apenas gasosa) e possibilitou o desenvolvimento da vida como conhecemos. Abaixo uma ilustração das camadas da Terra:

Assim, tudo o que você conhece sobre fósseis, dinossauros, homens, animais etc, estão depositados apenas nessa região da crosta terrestre, ou seja, viveram nessa Terra.

Para encerrar, um vídeo curto do Astrônomo e físico Neil Degrasse Tyson

5. Conclusão e doutrina

Como vimos, é impossível os vestígios fósseis terem “sobrevivido” ao processo de extinção do antigo sistema solar e ao processo de formação do novo sistema solar. Seja pela destruição massiva provocada pela supernova, seja pela temperatura do planeta. Neste artigo tratamos as razões do “porque não são” de fora do planeta e no próximo artigo trataremos “porque são deste planeta”.

O modo de encarar isso dentro da doutrina mórmon não é muito difícil. Sabemos que Deus usa me leis e meios naturais para realizar sua obra. O Livro de Abraão nos ensina que os Deuses realizaram a criação mandando e esperando serem obedecidos, demonstrando estágios da Criação. O próprio Joseph Smith ensinou que o mundo não foi criado do nada, mas passou por um processo de organização. Tal pensamento é plenamente compatível com o modelo cientifico.

Sobre os dinossauros e demais fósseis, vamos trata-los especificamente no próximo artigo, porém cabe lembrar que os Deuses prepararam a Terra para uso dos filhos do Pai e que não sabemos, do ponto de vista religioso, como se deu essa preparação, cabendo à ciência responde-la. O processo de criação do Livro de Gênesis é melhor lido de forma não literal. Uma simbologia. No futuro poderemos tratar especificamente sobre o processo criacionista do Livro de Gênesis. Por hora, basta ter em mente que Gênesis pode ser simbólico, tal como Brigham Young e Joseph Smith acreditavam.

“Irmão, e Adão? Existia morte antes de Adão? Não passou a existir a morte apenas depois de Adão? A Terra não pode ter vindo de outro sistema solar e colado no Sol?” Artigos futuros!

O próximo artigo será uma continuação deste e irá abordar também a Morte física antes do personagem bíblico Adão, Dinossauros na Arca de Noé e datação dos fósseis e outros materiais.

Nota

1.  Salvador Nogueira é jornalista de ciência e autor de onze livros, dentre os quais “Extraterrestres”, “Rumo ao Infinito”, “Conexão Wright-Santos-Dumont” e dois volumes da Coleção Explorando o Ensino (MEC), sobre astronomia e astronáutica. Ele escreve o blog Blog Mensageiro Sideral .

 

22 comentários sobre “Dinossauros Extraterrestres

  1. Ansioso pelo próximo artigo. Tenho minhas teorias, mas é baseado em meu pouco conhecimento (não tenho formação na área, mas leio muito a respeito). Gostei muito do texto, linguagem simples e esclarecedora.

  2. Não tenho formação na área, mais creio que existe muito que precisamos aprender. Apesar de um jurista, não vejo dificuldades em compartilhar algo que nunca compartilhei com mais ninguém, mais que me ocorreu ser oportuno: Ao examinar as escrituras, mais particularmente os sete selos do apocalipse, assim como algumas das seções de D&C, não tive dificuldades em entender que a terra foi criada em um espaço de tempo que foi chamado de dias, mais que pode ter durado milhares de anos, como o carbono 14 nos mostra. Porém creio que esse espaço de tempo que está em Apocalipse, assim como em D&C (tempo de 7000 anos, já contando com o milênio), passa a contar a partir de Adão:
    1. O primeiro cavaleiro com um arco na mão que sai vitorioso, é Enoque, que teve toda sua Sião arrebatada, 1000 anos;
    2. O segundo, Satanás, época do diluvio onde ele saiu em vantagem, mais 1000, anos;
    3. O terceiro com uma balança na mão simbolizando a fome, época de Abraão até os israelitas no Egito, onde muitos morreram de fome, assim mais 1000 anos;
    4. Depois um cavalo amarelo, com a morte sobre para arrebatar a 1/4 parte da terra, época dos israelitas conquistando território nas guerras até as batalhas da Babilônia, assim como inicio do império Romano, e lá se foi mais 1000 anos;
    5. Aberto o quinto selo, época do Salvador, onde ouve um massacre daqueles que morreram por ser cristão, pela palavra de Deus e pelo testemunho que prestaram, totalizando aqui 5000 anos; Aberto o sexto selo, um grande terror, que já estamos familiarizados, com as guerras mundiais, e uma se ensaiando em nossos dias em mais mil anos;
    7. Até que em fim, os últimos 1000 anos. O senhor reinando no milênio, num total de 7000 anos.
    A ciência foi posta na terra por Deus, inspirando os homens a obter conhecimento. Porém ela não é precisa, ( novas descobertas virão), mais creio que as palavras de Cristo são precisas. Alguém poderia questionar sobre alguns erros e contradições, quero lembra-los que foram escritas por homens assim como nós, mais se examinarmos com real intenção obteremos as respostas que almejamos.
    Quero lembra-los que isso que compartilhei aqui, quanto ao tempo, é algo que me deixa em harmonia em meus estudos. Nunca disse ser uma verdade absoluta, a não ser quanto as palavras de Cristo, e por que? Porque sou apenas um homem, dotado de falhas, mais nunca me ocorreu que os fósseis eram de outro planeta, inclusive não me sinto nada a vontade com essa hipótese, ela me incomoda por haver coerência. Os fósseis encontrados nesse planeta, dizem respeito a dinossauros desse planeta, assim entendo, de forma empírica, mais harmônica com minha realidade.

    • Olá! Obrigado pela participação.

      Em questão da sua contagem de Tempo, temos um problema. Supondo que o personagem Adão tenha existido, ele teria vivido por volta de 4004AEC (antes da era Cristão). Então de Adão até Jesus temos 4 mil anos ou seja, 4 selos. De Jesus até o ano 2000 temos mais 2 selos completos. Então deveríamos estar vivendo o sétimo selo que seriam 1000 anos de paz, o “milênio”. Vc acha que já estamos vivendo o milênio?

      • Obrigado por responder meu comentário. Fiquei muito contente em ler um artigo tão bom, mais li com bastante atenção, e creio que vc não leu o meu comentário com tanta, pois quando me referi a época de Cristo, quando dos 5000 mil anos, não afirmei em momento algum que esse período começou com o nascimento do salvador, pois de seu nascimento até aqui já se passaram 2017 anos, e morreu muita gente muitos séculos depois do nascimento do Salvador, pelo testemunho e pela palavra de Deus. Minha impressão é que esses 5 mil anos foi bem além de seu nascimento, mais como afirmei anteriormente é só minha consciência trabalhando. Não creio que revelação só venha através de profetas, mais pelo estudo e investigação, pois através disso poderemos encontrar luz e verdade em um laboratório. Mais sem dúvidas não teria apenas como base seu calculo de Adão à Cristo, uma vez que você supõe a existência de um deles. O que eu realmente sei é que Cristo virá, e que o tempo se abrevia. Admiro as inteligências em todas as áreas, mais como na minha existe muito relativismo, sou levado estar sempre aberto a novos fatos e conceitos. Portanto como li sua resposta a outro participante, anseio por ler seu próximo artigo, que segundo li, esta quase pronto. E a propósito, sem duvida ainda não estou vivendo no milênio, mais ficaria muito contente em vive-lo.

      • Olá irmão, desculpa se deixei transparecer que eu não havia prestado atenção no comentário, mas na verdade prestei sim. O embasamento que usei foram as revelações de Joseph e nos manuais do instituto que colocam Adão em 4004AEC, eu pessoalmente não acredito nisso. Coloquei esse tempo para entender o seu raciocínio sobre os selos. Eu apenas “arredondei” os números para falar sobre os eventos marcantes das 6 dispensações. De qualquer forma até o nascimento de Jesus são 4 selos, o 5 selo seria a apostasia, o sexto selo seria a restauração. Já teríamos entrado no sétimo selo ou início do milênio. E sabe algo interessante? O mundo está melhorando ao invés de piorar. Costumamos achar que o milênio seria inaugurado com a segunda vinda de Jesus, mas talvez seja diferente do que pensávamos. Talvez os selos apesar de representarem mil anos, não significa que seja exato, pode haver selos com 500 anos, selos com 2000… ou simplesmente estamos mesmo vivendo já o sétimo selo.

    • Sobre a questão da precisão da ciência. Ela é bastante precisa, não que ela não possa errar, mas o método cientifico existe justamente para não permitir que a ciência erre, motivo pelo qual temos Hipóteses e Teorias que aplicando o método científico os erros vão afunilando e sendo extirpados. A ciência sempre está aberta a novas descobertas com certeza, mas isso não cria um relativismo sobre as coisas que ela já sabe. As palavras de Cristo podem ser precisas, mas os mortais que as recebem e escrevem, não são. Dificilmente Deus iria revelar para um profeta no meio do deserto que só entende sobre cabras, a existência de micróbios, Big Bang, Carbono 14, Evolução, decaimento isotópico, e=mc²… são conceitos que não são possíveis num entendimento da Idade do Bronze.

      • Isso para mim faz muito sentido, pois os métodos estão sendo aprimorados, e o que hoje é tido como verdade, amanhã pode não ser. Se através do método cientifico, vc continuar a se aprofundar em alguma área especifica, e se tornar tão bom nisso que tenha uma teoria reconhecida no mundo científico, poderia com facilidade derrubar alguma das teorias mais difundidas nas academias. E quanto a suas palavras “não que ela não possa errar”, ai reside meu ponto de vista. E quanto aos criadores de cabra, tal qual Abraão e Moisés, creio que a eles foram reveladas coisas muito maiores que as que vc citou, sendo insignificante nosso conhecimento perto do que eles vislumbraram. Só porque ele não usa sua unidade de medida, e seus termos técnicos não significa dizer eles eram menos valorizados por Deus que não lhe mostraria tais coisas. Tenho uma máxima que aprendi, e hoje vou compartilhar: O acumulo de informação não é inteligência, pois vc pode ser o maior cientista do mundo, mais sua “inteligência” cai por terra se precisar trocar um carburador de um carro antigo se você não detém essa informação (modelo, ano, bitolas, etc.). Logo, não se deve subestimar a capacidade de um criador de cabras, pois amanhã ele pode está na posição de um Deus, enquanto um homem muito eloquente, e dotado de grande conhecimento tecnológico, se tornar seu humilde servo.

    • Creio que essa interpretacao dos selos e o que criou essa confusao e conflito entre o periodo de criacao da terra. Os eventos em Apocalipse devem ser interpretados como futuros eventos e nao profecias retroativas se e que isso e possivel. O Livro de Apocalipse foi escrito para alertar sobre os eventos precedentes a segunda vinda e nao o que aconteceu ha 4 ou 5 mil anos atras. Quando nos Mormons interpretamos da forma que a igreja ensina entramos em direto conflito com a ciencia mas se olharmos como eventos que ainda nao aconteceram tudo faz mais sentido.

  3. Parabéns pelo artigo.
    Muito bem explicado. Irei esperar pelos próximos para aprender mais, pois eu sempre acreditei que os fósseis dos dinossauros eram vestígios de outros planetas.

    Uma pergunta João:
    Sempre achei que você fosse Ateu.
    Então não é?

  4. Pessoal, os animais foram criados antes dos homens e várias espécimes destes tiveram sua fase e reinado sobre a terra, claro que não foram 7 dias literais, pois para Deus um dia tem 1000 anos, pode sre também 10 mil ou uma era, pois não há contagem de tempo para ele como nós a fazemos. Se os dinos existiram e de fato exisitiram, eles foram compreendidos na criação animal, so acho estranho Adão ter nomeado todos os animais em um único dia rsss, mas os dinos de fatos pisaram na Terra, tiveram seu tempo e depois que veio a criação humana bem apos eles, também há outras teorias que Adão foi o 1º homem desta raça humana, pois comentam-se que houveram outras raças na Terra. Os fósseis demonstram isso, pois tem milhões de anos e não apenas 6 mil anos.

    Adorei o artigo e sou a favor dele, impossível os ossos dos dinos serem preservados de outros planetas para este em sua perfeita forma. Apenas eles viveram no seu tempo e o homem em outro, bem posterior. Quando o PAI CELESTIAL criou os animais, os dinos estavam no meio, mas em um tempo anterior ao mamíferos, fato!

    • Obrigado pela participação Willian!
      De Fato, o livro de Gênesis resume muito simbolismo e crenças de um povo transmitido de forma oral por centenas de anos até que fosse escrito. Há muitas discrepâncias e coisas estranhas. Estou pensando em fazer um artigo especifico sobre o relato criacionista de Gênesis para explicar o “porque não” e demonstrar que seu relato é melhor compreendido de uma forma simbólica e não literal. As pessoas que costumam ver Gênesis de forma literal acabam sendo anticientíficas e negacionistas, e acabam perdendo tesouros incríveis de conhecimento por causa disso, achando que de alguma forma Deus seria refutado caso Gênesis não fosse literal. Esse é um mito que particularmente eu gostaria de refutar. Religião e ciência são dois lados da mesma moeda. Uma trata do conhecimento material e a outra do Espiritual.. até que um dia as duas se juntem e possamos compreender que tudo é natural. Deus não é mágico, mas um grande cientista, sábio e Pai.

  5. Ei! Adoradores da mentira; quando a toda a Verdade vier a tona, ela desmontará toda essa farsa científica na qual você acreditam piamente. Assim diz o Senhor: “Maldito é o homem que confia nos homens, que faz da humanidade mortal a sua força, mas cujo coração se afasta do Senhor (Jeremias 17:5). Bem-aventurados aqueles que guardam os seus mandamentos, para que tenham direito à árvore da vida, e possam entrar na cidade pelas portas. Mas, ficarão de fora os cães e os feiticeiros, e os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que AMA E PRATICA A MENTIRA (Apocalipse 22:14,15).

    • E os lideres da igreja sao o que? Ate onde eu saiba eles sao mortais e muitos confiam neles mesmo eles nao sendo capaz de profetizar, revelar ou mesmo terem visoes. Muitos membros os seguem cegamente acreditando que eles tem o poder de Deus assim como os Catolicos acreditam na divinidade do Papa.

  6. Temos que refletir sobre o “poder” e importância do que são os dinossauros hoje ,Petróleo
    . O Elder James E. Talmage, que foi um renomado geólogo e membro do Quórum dos Doze Apóstolos, disse que os animais fossilizados – que incluem os dinossauros “viveram e morreram, de era em era, enquanto a Terra ainda não estava pronta para o homem ser colocado nela.” [1]
    [1] Tradução livre de “Questions and Answers,” Tambuli, Apr 1988, 29–32. Fonte: https://www.lds.org/liahona/1988/04/questions-and-answers?lang=eng
    “Sim, em verdade vos digo: No dia em que o Senhor vier, ele revelará todas as coisas— Coisas passadas e coisas ocultas que nenhum homem conheceu, coisas da Terra pelas quais foi feita e seu propósito e seu fim— Coisas muito preciosas, coisas que estão no alto e coisas que estão em baixo, coisas que estão dentro da terra e sobre a terra e nos céus.” [2]
    [2] D&C 101:32-34

  7. Infelizmente sempre debatemos a criação do mundo visível, e esquecemos do invisível.Alguns chamam de Universo Paralelo, ou outra dimensão.Devemos ter em vista o comportamento da ANTI-MATERIA.
    https://www.youtube.com/results?search_query=anti+materia
    Na equação de construção devemos ter em mente outras variáveis como relatividade do tempo
    https://www.youtube.com/results?search_query=relatividade+do+tempo
    ,dobramento do espaço e também acredito no buraco de minhoca
    https://www.youtube.com/results?search_query=teoria+do+buraco+de+minhoca
    .Algumas teorias são muito lineares e se prendem a leis e de construção de uma casa num modelo extremamente terreno.Penso que nosso material teórico de base ainda é bem escasso, para um estudo bem aprofundado.Quem sabe com esses aceleradores de partículas super caros podemos descobrir novas leis e reações atômicas e subatômicas.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s