Entrevista com Maurício Berger e Seguidores

“Não estou afirmando nada”, diz Maurício Berger quando questionado se considera ser a reencarnação de Joseph Smith, doutrina que vinha sendo sendo pregada abertamente por muitos de seus seguidores meses antes da entrevista.

O gaúcho Mauricio Berger diz haver traduzido a parte selada das Placas de Mórmon. Ele lidera hoje um novo movimento religioso restauracionista.

O Livro Selado de Mórmon, os anjos Rafael e Morôni, poligamia, reencarnação e a busca pela unificação de todos os santos dos últimos dias são alguns dos temas tratados nesta entrevista concedida por Maurício Berger e seus associados a Emanuel Santana. Em suas respostas, podemos ver o retrato de um jovem movimento religioso ainda em construção, com todas as suas inseguranças e convicções. Continuar lendo

Falece Armand Mauss, Sociólogo Mórmon

Faleceu hoje, aos 92 anos, Armand Lind Mauss, um dos mais influentes intelectuais mórmons da atualidade. Ele era professor emérito de Sociologia e Estudos da Religião na Universidade Estadual de Washington, onde lecionou entre 1969 e 1999. Armand Mauss foi autor de seis livros, e autor ou co-autor de mais de 100 artigos cientificos.

Armand e Ruth Mauss. | Imagem: cortesia de Miller Eccles Study Group.

Mauss foi editor do Journal for the Scientific Study of Religion (Revista para o Estudo Cientifico da Religião) entre 1989 e 1992, e editor associado de diversos outros periódicos acadêmicos. Foi um dos fundadores da  Mormon Social Science Association (Associação de Ciências Sociais Mórmon) em 1976, e presidiu a Mormon History Association (Associação de História Mórmon) entre 1997 e 1998. Mauss foi uma forte influência na revista mórmon Dialogue, servindo durante 20 anos em seu comitê editorial. Continuar lendo

Joseph Smith: O Sermão de King Follet

Discursos de Conferências Gerais de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias acontecem semestralmente. Um dia muito importante que membros de vários países se juntam em capelas, casas ou em frente ao computador para assistirem e ouvirem o presidente da Igreja, o qual o chamam de profeta.

Em 07 de abril de 1844 o presidente e fundador do mormonismo, Joseph Smith Jr. (1805-1844) deu um discurso que se tornaria um dos mais importantes para os estudiosos da religião mórmon. Esse discurso antecede seus três últimos e conturbados meses de vida até seu assassinato em Carthage, Illinois. Continuar lendo

W. Paul Reeve: Redescobrindo os Primeiros Conversos Negros do Mormonismo

“É impossível policiar as fronteiras raciais”, afirma o historiador W. Paul Reeve. Professor da Universidade de Utah, Reeve coordena desde 2018 o projeto Century of Black Mormons (Século dos Mórmons Negros), uma base de dados digital que busca documentar a história de mórmons negros durante o primeiro século de existência do movimento religioso fundado por Joseph Smith.

W. Paul Reeve, professor da Universidade de Utah | Imagem: Cortesia de Daily Utah Chronicle.

Nesta entrevista exclusiva ao Vozes Mórmons, Reeve fala sobre sua jornada acadêmica para entender o passado racial dos santos dos últimos dias e os principais desenvolvimentos da historiografia sobre o passado racial mórmon nas últimas quatro décadas. Segundo ele, houve “três fases” de politicas raciais na Igreja SUD, fato que, observa, muitos de seus membros infelizmente desconhecem.

Reeve também pondera sobre a influência dos ensinamentos raciais passados sobre o mormonismo atual: “a Igreja”, ele afirma, “passou mais de 130 anos ensinando doutrinas e políticas raciais, mas não investiu a mesma energia para corrigir esses ensinamentos”. O historiador ainda lista as seis justificativas mais comuns entre membros SUD que reforçam a ideia de “inocência branca” durante o período da segregação racial mórmon, entre 1852 e 1978. Continuar lendo

Revelação a Newel K. Whitney Através de Joseph, o Vidente (1842)

Um ano antes de ditar a revelação sobre “pluralidade de esposas”, a qual viria a ser canonizada décadas após sua morte como a seção 132 de Doutrina & Convênios, Joseph Smith recebeu uma revelação em que o Senhor instruia seu futuro sogro sobre como realizar o casamento de sua filha ao Profeta.

Sarah Ann Whitney, em Utah. Em 1842, Sarah Ann Whitney foi selada a Joseph Smith em cerimônia oficiada por seu pai, e tendo sua mãe como testemunha. O ritual foi prescrito em uma revelação recebida por Joseph Smith | Imagem: Cortesia de Batsheba W. Bigler Smith Photograph Collection, circa 1865-1900, Biblioteca de Historia da Igreja, Salt Lake City.

Em 25 de julho de 1842, Joseph Smith Jr. ditou a Newel K. Whitney uma revelação sobre a cerimônia na qual Whitney lhe daria sua filha, Sarah Ann Whitney, em casamento.

A revelação foi publicada pela primeira vez este ano pelo Projeto Joseph Smith Papers, reconhecido projeto documental do Departamento Histórico d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, e faz parte do seu mais recente volume de documentos, cobrindo o tumultuado período entre maio e agosto de 1842.

De acordo com os editores, a revelação, antes inacessível ao público, traz “as únicas instruções existentes do período de vida de [Joseph Smith] para a realização de uma cerimônia de casamento plural”. Continuar lendo

Mensagem Mórmon: Pague Dízimo Mesmo que Não Tenha para as Contas

Uma mensagem natalina da principal publicação periódica da Igreja Mórmon deixa claro um ensinamento religioso comum para membros da Igreja: Paguem seus dízimos à Igreja mesmo que falte dinheiro para pagar suas contas básicas.

Na publicação periódica principal d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias de dezembro de 2012, encontra-se uma narrativa cuja mensagem central é a importância fundamental de se pagar o dízimo à Igreja mesmo que isso custe ao fiel sua segurança financeira: Continuar lendo

Primeira Presidência Finge Responder Acusações Sobre Finanças

De acordo com reportagem do The Washington Post, a “Igreja Mórmon engana membros [da Igreja] sobre fundo de investimentos isento de impostos de USD 100 bilhões”.

Russell M. Nelson (centro) e seus dois conselheiros na Primeira Presidência, Dallin H. Oaks (esquerda) e Henry B. Eyring (à direita), em janeiro de 2018. | Imagem Cortesia de Intellectual Reserve.

O prestigioso jornal recebeu documentos da denuncia de um funcionário d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias registrada com a Receita Federal dos EUA alegando que a Igreja malversa e desvia USD 100 bilhões de um fundo supostamente destinado à caridade e a ajudas humanitárias.

Naturalmente, considerando o prestígio do jornal e a gravidade das acusações, a reportagem repercutiu nacional e internacionalmente nas mídias e nas redes sociais. Como seria de se esperar, a Igreja respondeu emitindo uma nota oficial diretamente das autoridades máximas da Igreja: A Primeira Presidência.

Não surpreendendo ninguém, a Primeira Presidência apenas fingiu responder as acusações.

Eis a nota oficial: Continuar lendo

Igreja Mórmon Engana Membros Sobre Fundo de 100 Bilhões

De acordo com reportagem do The Washington Post, a “Igreja Mórmon engana membros [da Igreja] sobre fundo de investimentos isento de impostos de USD 100 bilhões”.

Templo de Lago Salgado (FOTO: Manish Prabhune)

O prestigioso jornal recebeu documentos da denuncia de um funcionário d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias registrada com a Receita Federal dos EUA alegando que a Igreja malversa e desvia USD 100 bilhões de um fundo supostamente destinado à caridade e a ajudas humanitárias.

Os documentos confidenciais, entregues em 21 de novembro p.p., demonstrariam que a Igreja não apenas viola normas éticas, mas também leis federais norte-americanas, ao desviar fundos de contribuições religiosas e caridosas isentos de impostos para atividades com fins lucrativos. O autor da denúncia, membro da Igreja SUD David Nielsen, trabalhava até setembro último para a Igreja como gerente sênior de investimentos em uma das organizações sem fins lucrativos da Igreja no ramo de investimentos Ensign Peak Advisors, e alega em sua denúncia que a Igreja mente para seus membros sobre o uso de fundos de doações religiosas. Continuar lendo

Igreja Mórmon Sai em Defesa da Cura Gay

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, popularmente conhecida como Igreja Mórmon, anunciou publicamente sua oposição oficial e institucional ao projeto-de-lei proposta no estado de Utah, onde se encontra a sede mórmon, que propõe proibir tratamentos fraudulentos de “cura gay”.

Mórmon protesta contra homofobia institucional da Igreja SUD

O projeto estabeleceria uma nova regra para o equivalente ao Conselho Regional de Psicologia do estado de Utah que condenaria como conduta anti-profissional e anti-ética a “prática de engajar ou tentar engajar em esforços para mudança de orientação sexual ou identidade de gênero em clientes menores de 18 anos de idade”.

Ao se manifestar publicamente em oposição ao projeto, a Igreja indica aos legisladores do estado de Utah que ela deseja que se mantenha o status quo onde seus correligionários tem livre acesso a charlatões que prometem a  chamada “cura gay”, ou eufemisticamente conhecido como “tratamento de conversão”, que ainda é razoavelmente popular entre mórmons. Continuar lendo

Racismo na BYU

Meu professor de “Fundações da Restauração” justificou a proibição do sacerdócio aos negros, dizendo: “Não vamos fingir que Deus não havia feito restrições raciais para o sacerdócio e o evangelho antes. Ele não queria que o evangelho fosse ensinado aos gentios em um ponto. Não sei por que Deus faz essas restrições, mas Ele deixou as duas continuarem por um longo tempo.” Embora eu possa não conhecer bem o histórico dessas restrições, fiquei ofendida com a sua declaração e com a sua tentativa de ignorar as perguntas sobre o assunto. Eu era a única afro-americana nessa classe de 200 pessoas, mas todos os que fizeram alguma pergunta tinham problemas com a proibição, e o professor respondeu defensivamente a todos eles. Sua abordagem para encerrar as perguntas dos alunos e insistir que não criticassem os profetas do passado impediu nossa capacidade de fazer perguntas e não aceitar tudo com “fé cega”.

O atual Apóstolo e Profeta Dallin Oaks, então Presidente da BYU, vestido como o mascote da universidade mórmon ‘Cosmo o Puma’, em 1979.

Um amigo meu da BYU¹ (que é branco) e eu estávamos conversando sobre a ressurreição e o que aconteceria fisicamente conosco. Ele me perguntou: “Você não acha que após a ressurreição você ficará branca como o Pai Celestial e Jesus Cristo?” Suas suposições incorretas eram que 1) para sermos perfeitos, todos nós Continuar lendo

Pesquisadora Mórmon Reage a Discurso de Dallin Oaks

A acadêmica, pesquisadora, e ativista mórmon Lindsay Hansen Park reagiu publicamente ao discurso do profeta mórmon e 1º conselheiro na Primeira Presidência  da Igreja SUD, Dallin Oaks, proferido na reunião de anteontem durante a sessão de liderança da 189ª Conferência Geral Semi-anual da Igreja.

Parada de Orgulho LGBT de Utah em Salt Lake City, Junho de 2018.
(Foto: Rick Egan | The Salt Lake Tribune)

Hansen Park, que além de Diretora Executiva da prestigiosa fundação de pesquisas acadêmicas mórmons Sunstone Foundation, é pesquisadora especializada em poligamia mórmon, produzindo e dirigindo o documentário em formato de podcast “O Ano da Poligamia”, onde ela explora poligamia mórmon desde os primórdios com Joseph Smith até a atualidade entre os diversos grupos polígamos mórmons.¹ O trabalho de Hansen Park recebeu cobertura de jornais tão diversos como o The New York Times, o The Wall Street Journal, o The Salt Lake Tribune, o Salt Lake City Weekly, e o inglês The Guardian.

Como especialista em poligamia mórmon, Hansen Park traça um importante paralelo entre a evolução recente de uma proeminente igreja mórmon polígama e o arrefecimento doutrinário exposto por Dallin Oaks em seu discurso desta semana:

Continuar lendo

Nova Alteração por uma Igreja Mórmon Menos Machista

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, popularmente conhecida como Igreja Mórmon, anunciou nova mudança oficial em sua política de exclusão das mulheres de serviços ministeriais eclesiásticos, possibilitando uma maior inclusão das fiéis em serviços até agora de domínio exclusivo dos fiéis homens.

Templo de Salt Lake, em Salt Lake City, Utah (Foto: Ken Lund)

O profeta mórmon e Presidente da Igreja SUD, Russell Nelson, anunciou a mudança hoje para as Autoridades Gerais da Igreja durante a sessão de liderança da 189ª Conferência Geral Semi-anual. Durante o seu anúncio, Nelson deixou claro que doravante mulheres serão permitidas a: Continuar lendo

A Didática do Medo

O ano era 2012 e eu era recém-chegado à missão, ainda antes de terminar o primeiro semestre. Comecei minha missão numa área próxima à capital Florianópolis, SC.

A primeira transferência terminou e tive que ir para outra área na cidade de Palhoça (atual sede do Ramos da Restauração no Brasil), antes ficando 4 dias em uma casa com Élderes por perto. Daqueles dias tive um aprendizado através da didática do medo.

A didática nada mais é do que os conhecimentos e técnicas para se ensinar. Utilizada desde instituições escolares até religiões no geral. Quando fui tomar banho no box do banheiro havia um pôster de Jesus com o título VOCÊ NUNCA ESTÁ SÓ e a escritura de João 14:18, em que prometeu que nunca nos deixaria órfãos.

Perguntei aos meus companheiros o porquê daquilo já que não tinha na minha casa anterior. Um deles me falou que foi a pedido do presidente de missão, para inibir a tentação de se masturbarem. Continuar lendo

Manual SUD Distorce Palavras de Lorenzo Snow

O manual dominical da Igreja SUD Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Lorenzo Snow, publicado em 2011, distorce as palavras do Profeta para deixá-las mais palatáveis à posição oficial da Igreja atual.

Lorenzo Snow serviu como Presidente d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (1898-1901), Conselheiro na Primeira Presidência (1873-1877), Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos (1889-1898), e Apóstolo (1849-1898)

Lorenzo Snow, 5° Presidente d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, pregou sobre o pagamento de dízimo na Conferência Geral de outubro de 1899 com essas palavras (ênfases nossas):
Continuar lendo

N. Eldon Tanner: A Lei de Deus Discrimina Contra Negros

O Presidente Nathan Eldon Tanner admitiu em uma entrevista de 1967 que a “lei de Deus” era discriminar contra os negros.

Nathan Eldon Tanner, Conselheiro na Primeira Presidência (1963-1982) sob os Presidentes David O McKay, Joseph Fielding Smith, Harold B Lee, e Spencer W Kimball

Tanner, que serviu na Primeira Presidência entre 1963 e 1982 como Conselheiro dos Profetas David O McKay, Joseph Fielding Smith, Harold B Lee, e Spencer W Kimball, admitiu em entrevista para a revista Seattle Magazine em dezembro de 1967 que a crença prevalente sobre a segregação racial imposta pela Igreja era uma lei divina.
Continuar lendo