Cidades Mórmons no Brasil

Cidades formadoras de SUDs e o problema para o crescimento da Igreja

Nosso país é grande e cheio de cidades. Das grandiosas capitais de estados as cidades interioranas bem menores. Há cidades onde a Igreja SUD está estabelecida que são verdadeiras mestres em formar membros.

Campos de Jordão

Você deve estar se perguntado: “Como assim formar membros?” Explicarei adiante.

Primeiramente, os primórdios da história da Igreja envolve uma migração de conversos europeus. Irmãos atravessaram o oeste americano em busca do ideário de “estabelecer Sião”. Com o passar do tempo a Igreja incentivou membros a ficarem em seus locais de origem e buscar estabelecer Sião ali mesmo.

Pessoas muitas vezes são criadas desde a primária ou conhecem o evangelho através de missionários na adolescência ou início da fase adulta. Chegam os 18 ou 19 anos e partem para uma missão de tempo integral. Uma capital, um estado novo e quem sabe até outro país! Como o personagem do clássico “O Pequeno Príncipe” saem de seu pequeno mundinho e conhecem um universo diferente. Após 2 anos ou 1 ano e meio, são recebidos como verdadeiros heróis que farão do pequeno ramo ou distrito, se transformar em ala ou estaca.

Porém, nem sempre isso acontece. Muitas vezes após essa experiência as pessoas voltam para onde serviram ou se mudam para a capital ou cidade maior. Isso faz com que a cidade onde a pessoa conheceu e cresceu como membro , apenas um local formador. Recentemente recebi uma mensagem de um irmão da Bahia fazendo um convite para migrar a sua cidade. Interessante que o local é um distrito e o quanto precisa de irmãos portadores do sacerdócio de Melquisedeque.

Print irmão Barreiras

Construindo uma cidade mórmon no Brasil

Na Conferência Geral de abril de 2013, o Elder Stanley G. Ellis em seu discurso “O Caminho do Senhor” aconselha aos irmãos que querem se mudar de cidade:

“Uma coisa que nos é ensinada com frequência é a de florescer onde formos plantados. Mesmo assim, às vezes ficamos tentados a nos mudar para uma nova área, achando que nossos filhos terão mais amigos e, portanto, melhores programas de jovens.

Irmãos e irmãs, será que realmente achamos que o fator crucial na salvação de nossos filhos é o bairro em que moramos? Os apóstolos e profetas ensinaram muitas vezes que o que acontece dentro do lar é bem mais importante do que o que nossos filhos encontram fora do lar. Como criamos nossos filhos é mais importante do que onde os criamos.

Certamente há outros fatores envolvidos na decisão de onde morar e, felizmente, o Senhor nos guiará se buscarmos Sua confirmação.

Outra questão é: “Onde somos necessários?” Por 16 anos servi na presidência da Estaca Houston Texas Norte. Muitos se mudaram para nossa área no decorrer daqueles anos. Frequentemente, recebíamos um telefonema anunciando que alguém estava se mudando para lá e perguntando qual ala era a melhor. Só uma vez em 16 anos recebi um telefonema perguntando: “Qual ala precisa de uma boa família? Onde podemos ajudar?”

Nos primeiros anos da Igreja, o Presidente Brigham Young e outros líderes pediam aos membros que fossem a um lugar determinado para lá edificar a Igreja. A ironia é que mesmo hoje temos fiéis membros da Igreja em toda parte que iriam para qualquer lugar que o profeta lhes pedisse que fossem. Será que realmente esperamos que o Presidente Monson diga individualmente a mais de 14 milhões de membros onde nossa família é necessária? O caminho do Senhor é dar ouvidos aos ensinamentos de nossos líderes, entender os princípios corretos e governar-nos a nós mesmos.”

Infelizmente apesar desse ensinamento, fica aquela saudade de uma estaca de Sião organizada. Com o tempo a pessoa percebe que a Igreja não é a mesma me todos os locais. Há lugares além de mais organizados, com maior informação, cultura SUD, maior formação dos membros e maiores oportunidades não só de serviço na Igreja, como também em sua carreira profissional.

Como reverter esse problema em algumas regiões? Será mesmo que viver em uma ala ou ramo não faz diferença? Estariam errados aqueles que decidem sair de sua cidade natal indo para uma maior?

Um comentário sobre “Cidades Mórmons no Brasil

  1. E interessante esse artigo, pois passei por várias experiências de mudança de local e agora vejo que todos o locais senti a mão do Senhor.O importante de tudo e mantermos nossa fidelidade e servir de coração poder, mente e força , que o Senhor faz o restante.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s