Ceará Elege Mórmon Para Câmara Federal

Charge: Florêncio Batista.

Charge: Florêncio Batista.

Pela quarta vez, Moroni Torgan é eleito deputado federal. O candidato do DEM foi o mais votado no estado.

Ele tem um histórico mórmon perfeito.  Nasceu na condição de membro da igreja, e sua família se encontra entre os mais antigos conversos mórmons do Brasil. Até a origem do seu nome está ligada à tradição religiosa SUD. Foi missionário de tempo integral, casou-se no templo, enquanto ainda era estudante. Ganhou fama com uma arma ao alcance da mão e uma voz imperativa, prendendo bandidos e apreendendo drogas. Foi bispo, presidente de estaca, presidente de missão e setenta.

Aprovado em um concurso para delegado, chegou ao Ceará em 1983. Seu destaque na Polícia Federal chamou a atenção do então governador do estado, Tasso Jereissati, que o convidou para a pasta de segurança pública. Esta era uma área muito sensível para um governo cuja proposta era o fim do coronelismo do estado.

A atuação na Secretaria de Segurança trouxe grande visibilidade ao gaúcho, que resolveu candidatar-se a deputado federal na primeira eleição para o legislativo após a constituinte, marcando o início da presença de Moroni nos horários eleitorais da capital e estado.

Nos anos 90, venceu todas as eleições que disputou: para a Câmara Federal, duas vezes; para vice-governador, uma vez. Na virada do milênio, tornou público seu desejo de ser prefeito de Fortaleza, acumulando quatro derrotas consecutivas em eleições para o cargo.

Moroni Torgan durante seu segundo mandato como deputado federal pelo PFL, em 1999. Foto: Ana Araújo/Veja.

Moroni Torgan durante seu segundo mandato como deputado federal pelo PFL, em 1999. Foto: Ana Araújo/Veja.

Na década passada, candidatou-se a cada dois anos, com exceção de 2010, quando estava em Portugal. Perdeu para prefeito em 2000, 2004 e 2008; foi eleito deputado federal em 2002, e não conseguiu se eleger ao senado em 2006. Embora goze de uma boa quantidade de eleitores fiéis, seu índice de rejeição é bastante alto, o que dificulta ser eleito para um cargo no executivo. Nas eleições de 2012, ficou em quarto lugar entre os candidatos a prefeito.

Mesmo que muitos cearenses já houvessem lido ou ouvido que Moroni era um mórmon fervoroso, foi no segundo turno das eleições de 2004 que a temática religiosa se tornou mais forte.  Moroni foi bem crítico à proposta de sua oponente de incluir, desde o ensino fundamental, nas escolas do município, aulas de educação sexual, nas quais a homossexualidade era tratada de maneira positiva.

Recebeu o apoio das duas igrejas locais de maior poder de transformação do capital religioso em político – Igreja Universal e Assembleia de Deus. Sua propaganda eleitoral naquele pleito afirmava que ele era o candidato dos evangélicos, especulava a quantidade de evangélicos do município, e vendia a ideia que todas essas pessoas haviam abraçado sua candidatura.

Se durante os comícios dos primeiros momentos daquela campanha eram comuns apresentações de cantores como o vocalista de uma banda chamada Garota Safada, o último desses momentos de reunião política foi na verdade um culto religioso, com direito à apresentação de uma famosa cantora gospel, diversas orações e gritos de aleluia.

Em 2009, meses após sua terceira derrota na corrida para chefe do executivo do município, os jornais locais anunciavam seu abandono temporário da politica para dedicar-se a uma missão religiosa na Europa – havia sido chamado presidente da Missão Lisboa.

Percebido como SUD devoto, é muito benquisto pelos mórmons cearenses. Quando em campanha eleitoral, visita alas, estacas, e é convidado ao púlpito, onde presta seu vigoroso testemunho da veracidade do evangelho. Desde abril de 2012, é do sétimo quórum dos setenta, o que tem sacramentado suas visitas às capelas durante as eleições, agora na posição de quem preside sobre a reunião.

Após um jejum de 12 anos sem vencer uma eleição, o resultado deste domingo mostra que o gaúcho desfruta de grande prestígio entre os cearenses, confirmando sua condição de uma importante liderança política no estado que está próximo de completar 50 anos de mormonismo.

9 comentários sobre “Ceará Elege Mórmon Para Câmara Federal

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.