Mórmon assume como Primeira-Ministra da Nova Zelândia

Pela primeira vez na história do mormonismo, assumirá hoje o cargo de chefe do poder executivo de uma nação, uma nação considerada de “primeiro mundo” diga-se, uma pessoa que nasceu e cresceu dentro da fé mórmon.

Jacinda Kate Laurell Ardern, de 37 anos de idade, assumiu hoje o posto de Continuar lendo

Nós Somos Mórmons a Favor da Hillary

Membros da Igreja SUD voluntariaram-se para gravar um vídeo anunciando seu apoio à candidata a presidente dos EUA Hillary Clinton.

No vídeo, vários mórmons aparecem lendo um trecho da autobiografia de Clinton de 1996 intitulada É preciso uma aldeia, uma alusão ao provérbio africano “é preciso uma aldeia para se criar uma criança”, para demonstrar a preocupação em comum entre mórmons e Clinton com o cuidado com educação infantil e o cultivo de valores nas gerações futuras.

A campanha presidencial de Hillary Clinton publicou o vídeo hoje (assista abaixo), ressaltando justamente esses valores familiares. Continuar lendo

Ceará Elege Mórmon Para Câmara Federal

Charge: Florêncio Batista.

Charge: Florêncio Batista.

Pela quarta vez, Moroni Torgan é eleito deputado federal. O candidato do DEM foi o mais votado no estado.

Ele tem um histórico mórmon perfeito.  Nasceu na condição de membro da igreja, e sua família se encontra entre os mais antigos conversos mórmons do Brasil. Até a origem do seu nome está ligada à tradição religiosa SUD. Foi missionário de tempo integral, casou-se no templo, enquanto ainda era estudante. Ganhou fama com uma arma ao alcance da mão e uma voz imperativa, prendendo bandidos e apreendendo drogas. Foi bispo, presidente de estaca, presidente de missão e setenta.

Aprovado em um concurso para delegado, chegou ao Ceará em 1983. Seu destaque na Polícia Federal chamou a atenção do então governador do estado, Tasso Jereissati, que o convidou para a pasta de segurança pública. Esta era uma área muito sensível para um governo cuja proposta era o fim do coronelismo do estado. Continuar lendo

Dr. Rey faz campanha em capelas

Dr. Rey é mórmon – devo essa descoberta à sua candidatura eleitoral – e quer o voto dos mórmons. Ele não apenas tem enfatizado sua identidade como mórmon na mídia (como na recente entrevista à Folha de São Paulo), como tem tirado proveito de seu novo status entre os sud brasileiros. Em uma foto publicado em seu perfil no Facebook, Rey aparece no interior de uma capela, ao lado de uma vereadora e um candidato a deputado estadual. “Hoje na Igreja com Candidato a Deputado Estadual Dr Daniel e’ Vereadora Rachel Carvajal. BRASIL NÃO TEM VERGONHA DE DEUS E DEUS NÃO TERA VERGONHA DO BRASIL!! Campaigning full blast!! (Candidato para Deputado Federal #2014 ) Obrigado!!”, escreveu o médico. Em tradução livre, “campaigning full blast” é “fazendo campanha a todo vapor”.

dr rey

Mórmon, Médico, Metrossexual e Candidato

Imagem: IG

Imagem: IG

Nos 101 anos da presença de pessoas ligadas ao mormonismo no Brasil*, dois membros da Igreja ocuparam a Câmara Federal: Moroni Bing Torgan, pelo Ceará, e Romanna Remor, representando Santa Catarina. Neste ano, além do setenta de área, concorrerá a uma vaga em Brasília o não menos mórmon Roberto Miguel Rey Junior – O Dr. Rey.

Robert Rey era pouco conhecido no Brasil quando foi entrevistado pelo Jô Soares, em 2004, para falar do sucesso de seu programa televisivo que havia estreado naquele ano. Meu tio me ligou naquela noite, perguntando-me se eu estava assistindo ao talk show. Por coincidência, eu realmente tinha visto a chamada da entrevista, mas o sono me havia vencido. Quando fui informado que aquele rapaz era mórmon, a letargia se foi, e passei a prestar atenção à entrevista.

Naquela altura do programa, já havia sido comentada sua história mórmon. Apenas pude entender que ele era um cirurgião plástico brasileiro que morava nos EUA e que fazia uma oração antes das cirurgias. Dias depois, vi alguns membros da Igreja comentarem positivamente sobre o cirurgião. Continuar lendo

Artimanhas sacerdotais e as eleições

Pode uma estaca da Igreja sud apoiar um candidato a cargo eletivo? Pode seu presidente declarar tal apoio? Foi isso o que fez Francisco de Assis dos Reis, presidente da Estaca Castelão, em Fortaleza. No último dia 07 de agosto, o presidente de estaca escreveu no Facebook:

estaca2

Não há nada de errado que um líder eclesiástico mórmon declare apoio a um candidato ou participe da sua campanha. O que é problemático é um presidente de estaca afirmar que sua estaca esteja apoiando um candidato, partido ou coligação política.  Continuar lendo

Prepare-se para a IV Conferência Brasileira de Estudos Mórmons

Você já se agendou para a IV Conferência Brasileira de Estudos Mórmons? Ela acontece no dia 19 de janeiro de 2013, em São Paulo.

O tema da Conferência de 2013 será “A Relação entre Sede e Periferia na Igreja SUD”.

A Conferência é gratuita e aberta a todos os interessados. Continuar lendo

Moroni Torgan e a Igreja em Fortaleza

zuMoroniO Mormonismo no nordeste brasileiro teve início mais de 30 anos após a chegada dos primeiros missionários ao nosso país. Os pioneiros desta parte do Brasil foram Milton e Irene Soares, que se batizaram no Recife, em 1960. Seis anos depois, seria a vez de minha cidade ter seus primeiros conversos, com o batismo da família Cintra[1].

No início o crescimento foi lento, e a política de segregação racial não ajudava muito em uma região onde considerável parte dos moradores seria impedida de exercer plenamente a condição de membro.

Continuar lendo

Neutralidade política ameaçada

“É proposto que apoiemos como novo prefeito…”

A Igreja sud afirma ter uma neutralidade política, não endossando partidos ou candidaturas. Por isso, um membro da igreja que se candidate a cargo eletivo não é apoiado oficialmente como um representante da igreja. Mas será que os membros não veem tais pessoas como representantes quando tais são líderes proeminentes?

Recentemente desobrigado como presidente de missão em Portugal, o ex-deputado federal Morôni Torgan está de volta à política eleitoral brasileira, concorrendo à prefeitura de Fortaleza pelo DEM. Mas Torgan é também um líder eclesiástico: na última Conferência Geral, ele foi um dos novos setentas de área chamados. Continuar lendo