427 Horas

Membros da Igreja Mórmon dedicam 427 horas por ano, ou 8,2 horas por semana, em média participando de atividades da Igreja.

Foto Cortesia (San Antonio Express News)

Foto Cortesia (San Antonio Express News)

Essa é a estatística oferecida pela representante oficial do departamento de relações públicas d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Leisa Parsons, ao discutir com o jornal San Antonio Express News a construção de uma capela nova nessa cidade texana.

Ocupando quase 2 mil metros quadrados de área construída, a capela servirá a 2 alas com 200 membros cada simultaneamente, e a liderança espera que no futuro sirva a até 4 alas. Ela goza de 22 salas de aula, quadra de esportes coberta, e salão de atividades que, de acordo com Parsons, servirá para organizar festas de quinceañeras  (equivalente mexicano à nossa “festa de 15 anos”) e festas de casamentos.

Infelizmente, Parsons afirma ao jornal do Texas que a Igreja se recusa a fornecer à mídia jornalística dados financeiros sobre os custos de construção e/ou manutenção dessas capelas.

Nossas perguntas aos leitores:

  1. 427 horas por ano? 8,2 horas por semana? Parece-lhes realista essa estimativa? Como é a experiência pessoal de vocês?
  2. Por que a Igreja não divulga custos de construção e/ou manutenção de capelas? Qual seria o mal em divulgar informação tão mundana e neutra?
  3. Não há no Brasil uma regra que capelas não podem servir para festas de casamentos ou festas familiares e/ou pessoais dos membros das alas? Por que nos EUA isso é possível e no Brasil não? Membros das respectivas alas são membros de uma comunidade, e não deveriam poder usufruir os bens comunitários?

10 comentários sobre “427 Horas

  1. Servi missão na Argentina e lá é comum fazerem festas de 15 anos nas capelas. Aqui na minha estaca os bailes terminam no máximo às 22h, mas lá chegam até à 1h (de sábado para domingo); quando questionei a “regra” de terminar cedo diziam-me que não existia ou que nunca tinham ouvido falar.

  2. Foi a primeira coisa que vi, no manual brasileiro é vedada a festa de 15 anos.

    Quanto a festas particulares de membros as capelas são em geral liberadas aqui. Inclusive teve um caso, um tanto recente, de quando minha esposa servia como presidente das moças na estaca. Teve sua atividade oficial do programa das jovens adiada duas vezes (reuniões extraordinárias não previstas em calendário), mas na terceira tentativa, com tudo já marcado, descobriu a capela reservada para um chá de bebê. Ao levar o caso para o presidente da estaca este dissé que prioridade seria o programa, mas bastou uma conversa com o parente (eram todos familiares os envolvidos no evento, mesmo que muitos inativos, inclusive a moça), ele cancelou o calendário das moças.

    Ou seja, tudo pode quando convém. Mas essa regra dis 15 é estúpida, assim como o são as crendices sobre regras de casamento civil aqui nas capelas (quando os próprios manuais não citam mais elas).

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.