427 Horas

Membros da Igreja Mórmon dedicam 427 horas por ano, ou 8,2 horas por semana, em média participando de atividades da Igreja.

Foto Cortesia (San Antonio Express News)

Foto Cortesia (San Antonio Express News)

Essa é a estatística oferecida pela representante oficial do departamento de relações públicas d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, Leisa Parsons, ao discutir com o jornal San Antonio Express News a construção de uma capela nova nessa cidade texana.

Ocupando quase 2 mil metros quadrados de área construída, a capela servirá a 2 alas com 200 membros cada simultaneamente, e a liderança espera que no futuro sirva a até 4 alas. Ela goza de 22 salas de aula, quadra de esportes coberta, e salão de atividades que, de acordo com Parsons, servirá para organizar festas de quinceañeras  (equivalente mexicano à nossa “festa de 15 anos”) e festas de casamentos.

Infelizmente, Parsons afirma ao jornal do Texas que a Igreja se recusa a fornecer à mídia jornalística dados financeiros sobre os custos de construção e/ou manutenção dessas capelas.

Nossas perguntas aos leitores:

  1. 427 horas por ano? 8,2 horas por semana? Parece-lhes realista essa estimativa? Como é a experiência pessoal de vocês?
  2. Por que a Igreja não divulga custos de construção e/ou manutenção de capelas? Qual seria o mal em divulgar informação tão mundana e neutra?
  3. Não há no Brasil uma regra que capelas não podem servir para festas de casamentos ou festas familiares e/ou pessoais dos membros das alas? Por que nos EUA isso é possível e no Brasil não? Membros das respectivas alas são membros de uma comunidade, e não deveriam poder usufruir os bens comunitários?

10 comentários sobre “427 Horas

  1. Servi missão na Argentina e lá é comum fazerem festas de 15 anos nas capelas. Aqui na minha estaca os bailes terminam no máximo às 22h, mas lá chegam até à 1h (de sábado para domingo); quando questionei a “regra” de terminar cedo diziam-me que não existia ou que nunca tinham ouvido falar.

  2. Foi a primeira coisa que vi, no manual brasileiro é vedada a festa de 15 anos.

    Quanto a festas particulares de membros as capelas são em geral liberadas aqui. Inclusive teve um caso, um tanto recente, de quando minha esposa servia como presidente das moças na estaca. Teve sua atividade oficial do programa das jovens adiada duas vezes (reuniões extraordinárias não previstas em calendário), mas na terceira tentativa, com tudo já marcado, descobriu a capela reservada para um chá de bebê. Ao levar o caso para o presidente da estaca este dissé que prioridade seria o programa, mas bastou uma conversa com o parente (eram todos familiares os envolvidos no evento, mesmo que muitos inativos, inclusive a moça), ele cancelou o calendário das moças.

    Ou seja, tudo pode quando convém. Mas essa regra dis 15 é estúpida, assim como o são as crendices sobre regras de casamento civil aqui nas capelas (quando os próprios manuais não citam mais elas).

  3. Quanto aos valores não divulgados, creio que seja essa mania da igreja querer parecer pobre e sem recursos, pra não atrair atenção. Pura besteira. Se fosse uma empresa auditada pelo governo, talvez tivéssemos mais informações públicas. Esse é um dos problemas que vejo nas igrejas.

  4. A Igreja não gasta sequer com a limpeza das capelas! Todos os serviços de manutenção, administração, etc. são feitos gratuitamente pelos membros que ainda pagam 10% dos seus rendimentos para trabalhar de graça. Não é a toa que eles não divulgam e mostram suas contas: não vivem às claras e tem medo que se os membros souberem que a Igreja detém muitos bilhões em dólares acumulados, percebam que estão sendo explorados e deixem de contribuir colocando em risco os altíssimos lucros da empresa SUD.

    • A limpeza é feita pelos membros mas a manutenção é realizada por funcionários ou terceirizados da igreja. Em minha capela todos são convidados para fazerem a limpeza mas poucos são os que vão. Saber ou não saber se a igreja possui bilhões não é a causa principal, quiçá se é uma causa, das pessoas deixarem de pegar seus dízimos.

      • Eu iria comentar a mesma coisa. Apenas não iria citar sobre não pagar o dízimo ou voluntariado de faxina.

        Passei todo meu período de sacerdócio aarônico fazendo extensas faxinas e jardinagem, e boa parte de minha vida adulta. Hoje não faço mais isso, do tanto de tempo que dispenso em trabalho, chamados, graduação e família, não considero sábio fazer mais isso, nem que seja apenas algumas horas no mês (porque na prática, há alguns meses eu sempre acabava limpando sozinho, era uma manhã toda desperdiçada.); enjoei disso.

  5. Por que vocês criam tanta polemica onde não tem o que se discutir? Esse site nunca colocou coisas para fortalecer a fé e o testemunho dos membros da igreja SUD. É um claro caso de site antimormon. Eu não recomendo o uso desses artigos a ninguém. Totalmente descomprometido com informações precisas e estão repletas de comentários que tendem a desviar a fe e gerar dúvidas nas pessoas que são mórmons ou não.

    • Fábio,

      Cite, por favor, uma informação que não seja factual ou verdadeira publicada aqui.

      Nós não criamos polêmica nenhuma. Nós apresentamos fatos e proporcionamos a oportunidade para reflexão e estudo sobre os fatos. Se você tem medo dos fatos, ou de discutir os fatos, ou de aprender os fatos, então realmente esse site não é pra você. Contudo, sugerimos reflexão para considerar qual a força e o valor das suas opiniões e crenças quando elas precisam fugir dos fatos e do escrutínio do pensamento racional e lógico.

      Considere, por exemplo, o que essa historiadora SUD diz sobre a sua postura.

      Considere, por exemplo, essa definição de “antimormon” (sic).

  6. 427 horas por ano é pouco quando estamos firmes na igreja, quando conhecemos o evangelho e acreditamos em tudo aquilo. Limpar a capela é maravilhoso quando estamos no auge da fé, quando pensamos que encontramos a igreja verdadeira. Acredito que seja assim com todo recém converso, mas aos poucos, os olhos vão se abrindo, começamos a ver que tudo foi ilusão, que missionários tem metas para cumprir, que as pessoas não são os eleitos, mas apenas números, e que não existe amor…

    Até as regras mudam, como foi comentado acima, em alguns lugares pode ter festa de quinze anos, em outros não… Conforme o tempo vai passando, vamos percebendo que não precisa ninguém de fora falar algo contra a igreja, que ela faz isso por si mesma… O que fica dentro de nós é uma sensação de ter sido enganados, e isso dói muito, magoa demais…

    Eu posso compreender o porquê de tantos blogs de ex-membros, acho que é uma forma de se vingar, de alertar, de extravasar tanta mágoa…

    Um dia, Jesus voltará , e todas as coisas ficarão claras, eu espero por isso ansiosamente…

  7. Minha querida irmã em Cristo Camila:

    Concordo com você em gênero, numero e grau. Também tive esse mesmo sentimento com o passar do tempo. Sabe o que eu acho engraçado? É quando escuto um membro da igreja falar: “Essa é a unica igreja verdadeira na face da terra”.

    Gente, pelo amor de Deus, acordem! Vocês não imaginam o problema que estão causando em suas mentes e principalmente na sociedade. Isso é uma afronta a outras religiões. Será que alguém lembra quando Pilatos perguntou ao Cristo o que era a verdade, Ele o Cristo humildemente baixou a cabeça e calou, quem somos nós para dizer-mos que temos a verdade?

    Me desculpem se fugi do tema mas é porque não da pra calar, e outra, quando vocês quiserem saber algo sobre a historia da igreja pesquisem, abram a suas mentes, leiam esse site. Ele tem nos ajudado bastante, pois é muito bom querer saber de algo e procurar em seus próprios manuais.

    Assim é muito bom. Tudo fica como está, no zero. Busquem fora porque se você quiser saber quem é sua vizinha pergunte a outra vizinha.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s