Reunião das Mulheres fará parte da Conferência Geral

Mulheres na saída da reunião de 27 de setembro. Imagem: Rick Egan, The Salt Lake Tribune.

Mulheres na saída da reunião de 27 de setembro. Imagem: Rick Egan, The Salt Lake Tribune.

Após contradições e uma oração censurada, Igreja muda o status da reunião feminina

A Reunião Geral das Mulheres que aconteceu este ano uma semana antes da Conferência Geral de outubro passou a ser considerada uma sessão da Conferência geral da Igreja sud. A mudança já pode ser vista no site oficial trazendo o conteúdo da Conferência, onde a reunião feminina é a última sessão listada. A decisão aconteceu depois de afirmações contraditórias em relação ao status da reunião.

Dieter F. Uchtdorf, conselheiro da primeira Presidência, havia se referido à reunião do dia 27 de setembro como sendo a abertura da Conferência Geral semianual. Mas na manhã de 04 de outubro, Henry B. Eyring, primeiro conselheiro da Primeira presidência, em seu discurso, e Bonnie Oscarson, presidente da Organização das Moças, durante sua oração, afirmaram estar na primeira sessão do evento. A surpresa maior aconteceu na Sessão Geral do Sacerdócio, a qual seria a terceira sessão, quando o setenta Bruce A. Carlson orou dizendo “Nós nos regozijamos com o convite de estar nesta quarta sessão desta conferência especial”. Continuar lendo

Conferência Geral poderá ter discursos em outros idiomas que não o inglês

Voto de apoio durante a Conferência geral. Imagem: Deseret News.

Voto de apoio durante a Conferência geral. Imagem: Deseret News.

Na próxima Conferência Geral, que acontecerá no mês de outubro, autoridades gerais cuja língua materna não seja o inglês, poderão escolher discursas em seus próprios idiomas. Na ocasião, segundo o porta-voz da Igreja sud, Dale Jones, legendas em inglês serão exibidas nos telões do Centro de Conferências, em Salt Lake City.

Além dos membros do Quórum dos Setenta que são falantes nativos de outras línguas  – incluindo os brasileiros Cláudio Costa, Carlos Godoy, e Marcos Aidukaitis – , há também o élder Dieter F. Uchtdorf, membro da primeira presidência, falante nativo do alemão.

A notícia foi publicada hoje pelo jornal Salt Lake Tribune.

Menos idade = mais missionários?

Neste primeiro dia da 182a Conferência Geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o presidente Thomas S. Monson anunciou a nova idade mínima para os missionários de tempo integral: 18 anos para os homens e 19 para as mulheres (ao invés do padrão anterior de 19 e 21, respectivamente).

A nova idade mínima, no entanto, não será obrigatória para os homens, afirmou Monson: “não estou sugerindo que todos os rapazes irão – ou devem – servir nessa idade mais jovem”. Continuar lendo