Heber J. Grant: Castidade ou Morte

Você é pai ou mãe? Tem filhos ou filhas? Você preferiria chegar em casa e descobrir que seu filho ou sua filha fez sexo seguro com alguém ou que ele ou ela fora brutalmente assassinado?

De acordo com Heber J. Grant, sétimo Presidente d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, a sua resposta à essa pergunta determina se você é um bom membro da Igreja ou não.

Heber J. Grant, Presidente d'A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (1918-1945)

Heber J. Grant, 7o Presidente d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (1918-1945), Apóstolo (1882-1918)

O Presidente Heber J. Grant explicou a questão com clareza em seu famoso livro Padrões do Evangelho: Trechos de Discursos e Publicações de Heber J. Grant publicado por décadas pela Igreja SUD:

“Não há nenhum Santo dos Últimos Dias de verdade que não preferiria enterrar seu filho ou sua filha do que descobrir que ele ou ela perdeu sua castidade – percebendo que a castidade tem mais valor do que qualquer coisa nesse mundo.” [1]

Como reflete essa citação de Heber J. Grant nas crenças de membros da Igreja hoje?

Quão representativo é esse ensinamento de Grant do que a Igreja prega hoje?

Qual significância pode-se atribuir ao fato da Igreja ainda publicar esse ensinamento? [2]


NOTAS
[1] Grant, Heber J, Gospel Standards Selections from the Sermons and Writings of Heber J. Grant, Deseret Book, 1941.
[2] Edição de 2003 em capa mole e edição de 2009 eletrônica publicadas pela editora da Igreja SUD ‘Deseret Book‘.

 

Leia mais sobre as opiniões de Spencer W. Kimball sobre Sexo Oral.

Leia mais sobre as opiniões de Spencer W. Kimball sobre missionários que se apaixonam.

Leia mais sobre as revelações de Spencer W. Kimball sobre Ameríndios (Lamanitas).

Leia mais sobre o impacto das crenças sobre Lamanitas na história Mórmon aqui.

30 comentários sobre “Heber J. Grant: Castidade ou Morte

    • Cesar, não sei se você tem filhos, mais, jamais, eu como mãe prefiro ter um filho morto, isso é o cúmulo. A vida de um filho é preciosa demais, e independe de seus erros. Na minha opinião toda vida humana vale muito.
      Infeliz colocação do Heber J. Grant.
      Nenhum dos Pais vai desejar a morte de um filho por qualquer razão ou circunstância.
      Ou vocês acham que Deus como Pai olha e vê os erros da humanidade e já pensa que para resolver o problema é melhor a aniquilar a humanidade toda?
      Na cultura cristã foi para isso que Cristo nasceu, pagar os pecados do mundo, e já morreu por nós, creio que nao precisamos de mais mortes, porque a missão de Cristo terá sido em vão.

    • Sábias palavras?!? Meu Deus!!

      Joelma, me perdoe a palavra mas, tenho pena dos seus filhos!!

      Quando será que deixaremos de ser tão radicais?? Há poucos dias um maluco extremista entrou numa boate e assassinou a sangue frio 50 pessoas por não compartilharem de seus ideais!!

      Está mais na hora de refletirmos sobre o quê acreditamos e no porquê de acreditarmos.

      Intolerância e radicalismo fogem dos ensinamentos de Cristo, vide Mateus 22:37-39:

      “Respondeu Jesus: ‘Ame o Senhor, o seu Deus de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento’. Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’.”

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.