Professor é desobrigado da Escola Dominical por usar textos oficiais sobre negros

Brian Dawson foi desobrigado após utilizar textos do site e revista oficiais da Igreja

Em 09 de junho de 1978, Spencer Woolley Kimball anunciava o fim da longa exclusão de negros do sacerdócio e das cerimônias do templo mórmon. Após 37 anos dessa importante mudança, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias parece ainda não lidar apropriadamente com esse aspecto de sua história. Pelo menos, é o que ilustra uma recente polêmica local na Igreja em Honolulu, no estado americano do Havaí.

O casal Brian e Ezinne Dawson com seus filhos

O casal Brian e Ezinne Dawson com seus filhos

Questionado por seus alunos de 12 a 14 anos sobre o banimento dos negros antes de 1978, Brian Dawson decidiu apresentar à classe da Escola Dominical o conteúdo de Raça e Sacerdócio, ensaio publicado em inglês no site lds.org em dezembro de 2013 (e traduzido para o português cerca de um ano depois como As Etnias e o Sacerdócio). De acordo com a reportagem do jornal The Salt Lake Tribune, Dawson também utilizou artigos da revista oficial Ensign (publicação americana equivalente à Liahona) para falar dos pioneiros negros Elijah Abel, Green Flake e Jane Manning James, enfatizando que especialmente os futuros missionários deveriam entender essa história. Continuar lendo

Chieko Okazaki (1926-2011)

Chieko Okazaki faleceu na segunda-feira, aos 84 anos. Americana de origem japonesa, Chieko foi a primeira mulher não-caucasiana (não-branca) a servir tanto na presidência da Organização das Moças quanto na Sociedade de Socorro.

Criada como budista, Chieko entrou em contato com missionários mórmons aos 11 anos,  frequentando a Igreja pelos quatro anos seguintes, até sua conversão, aos 15. Na Universidade do Havaí, Chieko conheceu seu futuro esposo, Edward, veterano da II Guerra e à época um fiel congregacionalista. O casal se mudou em 1951 para que Chieko fizesse pós-graduação na Universidade de Utah. Continuar lendo