Professor é desobrigado da Escola Dominical por usar textos oficiais sobre negros

Brian Dawson foi desobrigado após utilizar textos do site e revista oficiais da Igreja

Em 09 de junho de 1978, Spencer Woolley Kimball anunciava o fim da longa exclusão de negros do sacerdócio e das cerimônias do templo mórmon. Após 37 anos dessa importante mudança, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias parece ainda não lidar apropriadamente com esse aspecto de sua história. Pelo menos, é o que ilustra uma recente polêmica local na Igreja em Honolulu, no estado americano do Havaí.

O casal Brian e Ezinne Dawson com seus filhos

O casal Brian e Ezinne Dawson com seus filhos

Questionado por seus alunos de 12 a 14 anos sobre o banimento dos negros antes de 1978, Brian Dawson decidiu apresentar à classe da Escola Dominical o conteúdo de Raça e Sacerdócio, ensaio publicado em inglês no site lds.org em dezembro de 2013 (e traduzido para o português cerca de um ano depois como As Etnias e o Sacerdócio). De acordo com a reportagem do jornal The Salt Lake Tribune, Dawson também utilizou artigos da revista oficial Ensign (publicação americana equivalente à Liahona) para falar dos pioneiros negros Elijah Abel, Green Flake e Jane Manning James, enfatizando que especialmente os futuros missionários deveriam entender essa história.

Um pai reclamou da aula ao bispo, o qual teria declarado a Dawson que “qualquer coisa sobre história negra antes de 1978 é irrelevante e uma questão sem importância”. Em uma entrevista em fevereiro passado, seu bispo pediu que Dawson nunca mais ensinasse sobre a história dos negros no mormonismo, ao que Dawson respondeu não.

Dawson e sua esposa requisitaram uma reunião com o bispo e o presidente de estaca. Os líderes acabaram reconhecendo a legitimidade das informações usadas pelo professor, mas insistiram que não fossem mais usadas nas aulas da Igreja. Posteriormente, Dawson foi dispensado de suas obrigações na Escola Dominical.

29 comentários sobre “Professor é desobrigado da Escola Dominical por usar textos oficiais sobre negros

  1. Ih, mas que gente chata, cruz credo! Decidam-se uai! O rapaz ensina pelo manual é desobrigado, se ensina por pesquisa própria é excomungado… daqui um tempo ninguém vai querer fazer nada… ô gente fuinha!

  2. Se o discorrer dos fatos são verídicos, então a conclusão é insana e descabível. Ao que entendemos o Senhor não faz acepção de pessoas, os homens o fazem. A menção “qualquer coisa sobre história negra antes de 1978 é irrelevante e uma questão sem importância”. É o mesmo que dizer que a história da escravidão é insignificante e sem importância, ou melhor, é o mesmo que dizer, não pensem, vocês não estão aqui para pensar. Será que ninguém precisa de antepassado ou vivemos só de hoje por diante? Isto é o mesmo que acobertar, privilegiar os favoráveis. Se formos punir todos os que conseguem pensar, então não há nada de verdadeiro.

  3. O que irrita é que aparece uns “desmemoriados” aqui para defender a igreja dizendo que tudo é permitido… Ou seja, ficam tentando “tapar” o sol com peneira. Sempre falei que a igreja se diz verdadeira, mas esconde sua própria verdade. Sempre falei que nem tudo é permitido falar dentro da igreja… Realmente lamentável…

    • Silvio, a situação parece mais nuanceada do que uma igreja que tenta esconder versus membros que tentam descobrir. E mais insólita também!

      Em primeiro lugar, a Igreja publicou uma material que representa um enorme avanço para a maneira como conta sua história. Por outro lado, é um material que não é divulgado dentro da própria Igreja, sendo difícil até mesmo de localizá-lo no site.

      Em segundo, foi o uso de textos oficiais que provocou a ação dos líderes locais contra o membro que ousou ser um bom instrutor para os adolescentes da ala. Ou seja, os líderes desconheciam a origem e exatidão daquelas informações e tomaram uma decisão oposta não apenas ao membro mas também contrária à própria iniciativa da Igreja com as publicações.

      Embora tenha sido um incidente local, ele mostra um problema mundial da Igreja, causado pela atitude “quem quiser que ache e leia”. Esses textos deveriam ser anunciados em Conferência Geral e impressos periodicamente na Liahona.

  4. O que há de novo no velho comportamento da igreja mórmon… infelizmente nada. Ou você pensa dentro da “caixinha” ou você é literalmente discriminado, julgado, sentenciado e punido!!!.
    Libertem-se!!!

  5. O que me deixa mais transtornado é que ainda existem pessoas negras que ainda professam ser membros da igreja. Está provado que tudo não passou de racismo puro. Nada haver com revelação.
    Está mais que provada a capacidade intelectual dos negros. São pessoas, uma raça diferente é verdade,
    mas pessoas. Não são amaldiçoadas, como aprendemos no livro de Mórmon. São pessoas capazes. A prova disso é o Presidente Obama.

  6. Com a repercussão do caso, com certeza o bispo e o Presidente da Estaca vão levar um belo puxão de orelhas do Setenta da área por isso.
    Deve ser aquele naipe de líderes antigões.
    A nossa liderança precisa ser melhor treinada, principalmente em como lidar da maneira correta sobre temas polêmicos.

  7. Minha indignação despertou ainda mais o poste do Moroni, lideres velhos que se acham muito espiritual cometer um erro assim. Não ia comentar mas a final iso tudo e ridículo, outro me disciplinou porque minha mae e paraguaia, o tal pegou meu numero de RG e disse ia investigar, ate la não tinha que orar em publico, ler escrituras e testemunhar no pulpito e partilhar do sacramento, sou um delincuente agora? Ou o tal e policial, não fui a igreja por isso a um bom tempo, prefiro ficar em casa e fazer minhas orações, chorei um montão ao respeito. Da vontade de chingar, Deus me perdoe mas não reconheço esses como líder mas como inimigos de Deus e do seu rebanho, se Jesus veio juntar estes espalham e ainda se enganam pensando servir a Deus, pois me poupe, a Igreja em todo os casos e verdadeira eu sei disso mas os que estão la muitos não são. Este eu diria so um caso, porque tem uns montes ai que nem vale a pena mencionar, como Disse o apostolo Paulo ate falar da vergonha, pois são carnais animais diabilocos.

    • Mas deixando de lado a minha indignação, e dando lugar a razão, isso acontece porque falta maturidade espritualidade y principalmente a caridade. Porque veja bem, se alguém quiser disciplinar tem que ver e estudar bem antes de agir para esa ação. Porque ao disciplinarmos devemos atuar com caridade e não com groseria, afinal de contas disciplinamos porque amamos. E se acontece a tal disciplina o disciplinado deve ter um acompanhamento especial, quero dizer o tal não deve ser abandonado como muitos vem fazendo. Tem lideres que da a disciplina e se quer vá visitar o irmão, sequer para perguntar, como vai irmão? Afinal de contas disciplinamos porque queremos o fortalecimento do irmão ou sua destruição/afastamento. E isso quem faz sempre são os lideres principais da igreja, e geralmente poe a desculpa em seus muitos afazeres. Jesus deixaria as 99 para buscar 1, em outro caso deixa-se os seus afazeres para fazer o bem. Outro caso mais adequado em vez de dar a disciplina chama-se antes o irmão infrator e com mansidão e espirito bondoso coloca-lo para o caminho correto e não julgar, maltratar mutilar a ovelha. Se alguém fizer voltar alguém do erro salvara uma alma e cobrira multidão de pecados disse a Bíblia.

      • Conselho disciplinar tem que saber fazer, dos que eu já participei, eh sempre dado o direito ao acusado de se defender, de levar testemunhas e alguns membros do sumo conselho presentes são escolhidos para garantir que não façam perguntas indevidas ao disciplinado, e depois disso os membros da presidência da estaca se retiram e buscam orientação do Espírito Santo atraves da oração, que pode levar um bom tempo até eles retornem com a resposta e depois da penalidade aplicada eh designado um membro do sumo conselho para cuidar do apenado para garantir que ele não se desvie novamente. Já vi um caso em que o disciplinado chegou com muita raiva na sua reunião de conselho disciplinar acusando a estaca de ser negligente com ele e ao terminar a reunião ele estava agradecendo a todos pela oportunidade de se redimir de seu grave pecado.
        Realmente (apesar de todas as falhas que seus líderes e membros cometem) essa ainda é a Igreja de Jesus Cristo e é somente nesta igreja que temos acesso às ordenanças necessárias para alcançarmos a nossa exaltação, por isso tenham mais paciência com os que erram e os perdoem 70 vezes se necessário.

    • Missão, não sei de que lado do muro vc ta, mas isso não importa porque, este fato não é exclusivo da igreja sud, acontece em todas as igrejas que professa ser seguidores de Cristo, seja batista, pentecostal, assembleia de Deus e o que vc diga. Sempre tem uns que parece que quer se aparecer mais do que os outros, e sempre terá alguém que vai fazer o papel do lobo mal, e justamente estes são aqueles do qual Paulo dizia saiu dentre nois mas não era dos nossos, eles estão ai mas não é para ajudar mas para atrapalhar, o que fazer a respeito? Disse Jesus que e melhor nem mexer com eles, porque ao querermos arrancalos pode ser que outros próximo seja prejudicado. Pois e tão dificil assim? Pois é, não e nada fácil, gosto da carta dos apóstolos falando sobre isso, sofrimento encima de sofrimento, fome, fadiga, falta de roupa, em naufrágio, preocupação sobre e a igreja e por ultimo, tem que ter cuidado dos falsos irmãos. Não e fácil não!!!

      • Se vc sabe quem é o Pai da mentira, compreenderá que não exixte espaço para ela dentro dos que professam a verdade. O resto é só justificativa falaciosa.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s