Mórmons no México: Uma Breve História de Poligamia, Violência, e Fé

Nove membros de uma importante família mórmon no norte do México, todos mulheres e crianças, foram mortos a tiros em 4 de novembro [p.p.] em território cujo controle é disputado pelo Cartel de Sinaloa e pelas milícias La Linea.

O México, que tem sofrido com altas taxas de crimes por mais de uma década, viu a violência aumentar nas últimas semanas. Em 17 de outubro, um tiroteio na cidade de Culiacan envolvendo o Cartel de Sinaloa levou as autoridades a libertarem da prisão Ovidio Guzman, filho do chefão das drogas preso Joaquin “El Chapo” Guzman.

Veículos cheios de balas em que membros da família LeBaron estavam viajando sentados em uma estrada de terra perto de Bavispe, na fronteira de Sonora-Chihuahua, México, em 6 de novembro de 2019. (AP Photo/Christian Chavez)

No contexto de tanto derramamento de sangue, os assassinatos dos LeBaron são altamente incomuns e tragicamente cotidianos.

Ao contrário da maioria das vítimas de assassinato no México, os LeBarons são cidadãos dos EUA e mórmons – parte de uma Continuar lendo