A Encantadora de Baleias

encantadora1No filme A Encantadora de Baleias, o velho líder de uma tribo maori busca desesperadamente seu sucessor. Sua neta Paikea quer aprender as tradições reservadas aos homens e é duramente rejeitada pelo avô. Mas a pureza e teimosia da menina se provam mais fortes do que a ortodoxia do chefe. É Paikea quem no final faz com que as antigas tradições tenham sentido, tornando real aquilo que era transmitido como mito. Ela recebe uma revelação. O avô, sem outra alternativa,  arrepende-se e reconhece a sua neta como a tão aguardada sucessora. A verdade triunfa. A ignorância é abandonada.

O filme me parece ser uma parábola sobre o sacerdócio. Permitam-me divagar. Continuar lendo

Pílula azul x pílula vermelha

Num dia destes estava relembrando do filme Matrix que foi lançado em 1999 e na época iniciou-se uma febre pelos efeitos especiais extraordinários do filme e sua estória que se passava num futuro em que as máquinas que ganharam inteligência artificial começaram
a se rebelar contra os humanos e a dominar nossa raça, nos usando como fonte de energia para sua existência.

Neste cenário, as máquinas conseguiram colocar os humanos em um estado de hibernação aonde impulsos elétricos eram usados para emular uma existência paralela aonde todos acreditavam estar vivendo seus cotidianos de maneira natural. Continuar lendo

Mórmons que ganharam o Oscar!

Quantos Mórmons já ganharam o Oscar (maior prêmio do cinema Americano)?

Robert B. Ingebretsen (1948 – 2003) era um engenheiro-de-som e em 1999 recebeu o Prêmio de Ciências e Engenharia da Academia Americana de Cinema (Oscar) pelo conjunto de sua obra em edição de som digital.

Kieth W. Merrill (1940 – ) é um Diretor e recebeu o Oscar de Melhor Documentário pelo filme Continuar lendo