Adoção e Salvação dos Mortos

Para Joseph Smith, a exaltação no reino celestial dependia da obediência a todos os mandamentos e o recebimento de todas as ordenanças do evangelho. Conforme tentei esboçar na primeira parte deste estudo, entre tais mandamentos e ordenanças estava a inclusão do indivíduo numa família, formada pelo matrimônio (homem e mulher) e pela adoção (homem a homem). Esses dois tipos de selamento, em suma, deveriam ligar os santos em uma única família, a família de Deus, estabelecendo na mortalidade a única estrutura que existiria na eternidade. Continuar lendo

Basta Já

collageEu fiquei um pouco chateado ao lê-lo nas notícias durante as últimas semanas. A Igreja estava se desculpando de membros aparentemente excessivamente entusiasmados que tinham realizado as ordenanças do templo para judeus, vítimas no holocausto, OUTRA VEZ! Desta vez a situação era particularmente notório porque os judeus envolvidos incluem os pais do falecido caçador de nazistas e especialista em crimes de guerra Simon Wiesenthal e a moça diarista Anne Frank. Em seguida descobriu-se que também foi batizado postumamente Daniel Pearl, o jornalista assassinado no Afeganistão por ser judeu, e até Mahatma Gandhi! O informe também indicou que o nome do ganhador do Prêmio Nobel Elie Wiesel foi adicionado em um dos bancos de dados genealógicos da Igreja, mas, como afirmação da Igreja sobre o tema indica, nenhumas ordenanças póstumas foram realizadas, e seu nome teria sido rejeitado se alguém tentasse realizá-las.

Podem aqueles que continuam a submeter esses nomes pararem já?

Continuar lendo