Morre Atriz Pornô Mórmon

Joan Marie Laurer, conhecida por seu nome-de-guerra ‘Chyna’, foi encontrada morta em seu apartamento aos 45 anos de idade.

Joanie Laurer, no centro de vestido cinza, e membros de sua ala SUD no Japão (Foto: Página pessoal de Facebook de Brian Martini)

Sites Mórmons, e membros da Igreja SUD que a conheciam pessoalmente, expressaram online seus pesares: Continuar lendo

Cantora Mórmon no The Voice Kids Brasil

Cantora SUD do The Voice Kids se torna viral na internet

Programas de calouros fizeram e fazem parte da TV brasileira. Muitos sonharam com a fama caso saíssem bem em suas apresentações. Os saudosos Chacrinha e Bolinha junto com Raul Gil, ajudaram a revelar muitos talentos. Foi justamente no Programa Raul Gil em 2001 até então na Rede Record de Televisão, que pela primeira vez se apresentou a cantora lírica Liriel Domiciano, no quadro “Quem sabe canta, quem não sabe dança”. Jurados e o próprio apresentador ficaram impressionados com a apresentação do clássico “Com Te Partiró”. Se reparamos bem ela usa um medalhão das moças. Assim começava a fama da cantora lírica mórmon que ainda é chamada de “diva do pop lírico”.

Liriel fez shows em vários países e uma parceria com o tenor Rinaldo Viana. O ponto ápice foi ter tido a honra de cantar com o Coro do Tabernáculo Mórmon, sendo a primeira solista a se apresentar em uma sessão de Conferência Geral desde os anos de 1930. Em 2010, concedeu uma entrevista onde falou sobre o fato de ser mórmon e de seus trabalhos internacionais.

Já sua última entrevista ao programa Domingo Show falou sobre o assalto e sequestro que a traumatizaram (abaixo nos minutos 14:31 a 17:45):

Desde  então, SUDs sempre que podem a citam como uma “famosa membro da Igreja” no Brasil. Quase 15 anos depois, uma jovem brasiliense pode fazer fama e dar mais holofotes à Igreja SUD. Continuar lendo

Mórmon, Médico, Metrossexual e Candidato

Imagem: IG

Imagem: IG

Nos 101 anos da presença de pessoas ligadas ao mormonismo no Brasil*, dois membros da Igreja ocuparam a Câmara Federal: Moroni Bing Torgan, pelo Ceará, e Romanna Remor, representando Santa Catarina. Neste ano, além do setenta de área, concorrerá a uma vaga em Brasília o não menos mórmon Roberto Miguel Rey Junior – O Dr. Rey.

Robert Rey era pouco conhecido no Brasil quando foi entrevistado pelo Jô Soares, em 2004, para falar do sucesso de seu programa televisivo que havia estreado naquele ano. Meu tio me ligou naquela noite, perguntando-me se eu estava assistindo ao talk show. Por coincidência, eu realmente tinha visto a chamada da entrevista, mas o sono me havia vencido. Quando fui informado que aquele rapaz era mórmon, a letargia se foi, e passei a prestar atenção à entrevista.

Naquela altura do programa, já havia sido comentada sua história mórmon. Apenas pude entender que ele era um cirurgião plástico brasileiro que morava nos EUA e que fazia uma oração antes das cirurgias. Dias depois, vi alguns membros da Igreja comentarem positivamente sobre o cirurgião. Continuar lendo

Não somos todos mendigos? (E se você se chamasse Amy Winehouse?)

Amy Winehouse aos oito anos

A cantora britânica Amy Winehouse acaba de falecer e não são poucos os comentários que vemos e ouvimos sobre como ela “cavou a própria sepultura”. Com certeza, é necessário num momento como este relembrar os danos que o alcoolismo e o vício em drogas causam ao indivíduo e a todos à sua volta. Um problema surge, no entanto, quando nos falta aquele entendimento que só a compaixão pode nos dar e esquecemos que o álcool e as drogas geralmente não são o início em si da autodestruição, mas o meio.

Em seu belo artigo Compaixão para os que não merecem, Kent Larsen escreveu sobre o perigo espiritual a que nos sujeitamos a ter uma compaixão seletiva: Continuar lendo