Jesus Mórmon Branco Viraliza na Páscoa Evangélica

Nesta Páscoa, em tempos de isolamento social por causa da pandemia de coronavírus, viralizou no aplicativo de mensagens pessoais WhatsApp entre evangélicos, um vídeo mórmon roubado e reapropriado por um aspirante a político adventista.

Imagem do vídeo produzido pel’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias

A mensagem-propaganda d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhecida popularmente como Igreja Mórmon, mostra cenas genéricas de Jesus Cristo baseadas nas narrativas dos evangelhos do Novo Testamento, acompanhadas de citações atribuídas a Ele pelos evangelistas, e concluindo com um convite a conhecer a Igreja Mórmon. O vídeo é caracteristicamente mórmon, não apenas pelo aspecto missionário-propaganda de seu logo e seu convite ao final, mas também pela questão racial. Estruturada em forte tradição de supremia branca, a Igreja SUD costuma produzir arte que exiba Jesus como um homem branco de olhos claros (ver abaixo), ao invés do judeu palestino que teria historicamente sido.

O vídeo circulando entre evangélicos, popular o suficiente para nos ter sido encaminhados por três fontes diferentes em círculos não-evangélicos, é um furto de propriedade intelectual da Igreja Mórmon com alterações igualmente características. Continuar lendo

Cadê os Livros? Parte 1: O Período Formativo

A publicação de livros mórmons e o desenvolvimento da cultura mórmon fora dos EUA

Em janeiro de 1845, o Élder Parley P. Pratt publicou normas para as publicações oficiais da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Preocupado com o grande número de livros e folhetos que estavam sendo publicados por membros da Igreja, ele escreveu:

Vocês não estão todos conscientes de que muitos, se não todos, dos nossos homens, mulheres e crianças estão virando autores, e publicando obras que pretendem representar a doutrina dos santos. Algumas delas são mal escritas, e algumas incluem muitos erros, e muitas das que são verdadeiras e úteis são empréstimos, em parte ou na totalidade, das nossas obras-padrão (…). Enormes somas são gastas por homens que têm pouca experiência no mercado editorial e, talvez, pagam o dobro pelo papel e a impressão, e tudo isso pago nas mãos de quem não sente nenhum interesse na nossa causa.

Desta forma milhares de dólares são desviados dos santos e dos élderes, ao passo que a causa do templo é negligenciada.

literatura mórmon história publicações

Como editor de livros, vejo essas mesmas preocupações hoje nas políticas de publicação da Igreja, e ouço os ecos dessas mesmas preocupações nas políticas das empresas que publicam materiais para os membros da Igreja SUD. Como qualquer organização, a Igreja SUD quer controlar quem está publicando o que em seu nome e como esse material será publicado, quanto custará e como irá atingir seu público. Controle e custos, tecnologia, direitos autorais e problemas de distribuição ainda são questões importantes para a Igreja hoje.

No entanto, vejo também uma necessidade cultural concorrente. Na última década, México e Brasil ultrapassaram a marca de 1 milhão de membros. A Europa tem cerca de meio milhão de membros. E em todos esses casos, assim como em outras áreas em todo o mundo, a cultura dos membros da Igreja SUD se desenvolveu ao ponto de livros, músicas e outros materiais poderem ser — e, às vezes, de fato ser — produzidos e distribuídos. No entanto, no caso de publicações em espanhol ou português, relativamente poucas têm sido produzidas até agora, fora os materiais fornecidos pela própria Igreja. E materiais de natureza puramente cultural não existem em nenhuma língua além do inglês.  Continuar lendo

Você é Mórmon ou Mórmon®?

Advogados para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias estão ameaçando uma associação de profissionais da área de saúde de litigação judicial por direitos autorais do termo “mórmon”.

De acordo com advogados da Igreja SUD, a Associação para Saúde Mental Mórmon, uma agremiação de profissionais da área da saúde Continuar lendo

Igreja processada por violar direitos autorais

Prédio do Escritório da Igreja

Prédio do Escritório da Igreja

A Corporação do Presidente de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias tem sido bastante zelosa em relação aos seus direitos de propriedade intelectual, processando indivíduos ou empresas que usem o que considera ser suas marcas registradas. Agora é a vez da Igreja ser processada por violar os direitos de uma empresa nos Estados Unidos. A Litchfield Associates, sediada na Flórida, está processando a Igreja – juntamente com as empresas Intellectual Reserve, Inc.e Deseret Book Company – por desrespeitar o acordo envolvendo o uso de sua Bíblia em versão audiolivro.¹ Continuar lendo