John Widtsoe: Mito Popular Sobre Poligamia

O Apóstolo John A. Witdsoe desmascarou um mito popular entre mórmons sobre poligamia ao escrever em 1943, de maneira clara e inequívoca, porém esse mito ainda persiste entre muitos membros da Igreja até hoje.

John Widtsoe

John Andreas Widtsoe, Apóstolo da Igreja SUD (1921-1952)

Widtsoe dirigiu-se àqueles que querem justificar a prática de poligamia mórmon no século 19 argumentando que ela foi introduzida por Continuar lendo

Misticismo e ortodoxia

O mormonismo tem sido uma tradição religiosa marcada por duas grandes tendências: o misticismo e a ortodoxia. Das revelações e outras experiências sobrenaturais de Joseph Smith até a formação de uma complexa estrutura que governa a Igreja em escala mundial, houve um extenso caminho a ser percorrido, ao longo do qual a ênfase original na revelação direta e a responsabilidade individual de cada membro por sua orientação espiritual foi sendo relativizada em certos pontos. Ainda que não sejam palavras ou conceitos comumente usados entre os santos dos últimos dias, misticismo e ortodoxia estão presentes na história mórmon mais do que se poderia imaginar. Neste breve artigo, tentarei esboçar como essas duas tendências se manifestaram e manifestam na Igreja sud. Continuar lendo

Mitos Populares Mórmons: Poligamia

Quem nunca ouviu, numa reunião do Sacerdócio, ou numa classe da Escola Dominical, ou mesmo em aulas do Seminário ou Instituto, alguém dizer que o lendário Pé Grande é nada mais, nada menos que o bíblico Caim? [14]

Se alguém nunca ouviu essa estória (sim, Caim filho de Adão e Eva, e que teria matado seu irmão Abel), esta perdendo uma das partes mais divertidas do folclore Mórmon! OU então não está prestando atenção no que os outros estão falando na Igreja…

Caim?

Toda cultura tem os seus mitos. Não se trata aqui do sentido clássico, acadêmico de Mitologia, mas de mitos populares, ou lendas urbanas, ou contos folclóricos. Crenças ou dizeres populares cujas origens raramente se podem rastrear, cujas validade e racionalidade usualmente forçam a credulidade, e cuja permeabilidade no consciente coletivo desafia o tempo e o bom senso. Continuar lendo