O Arrependimento e a Moral Kantiana

“Quem aqui nunca pecou atire a primeira pedra”.

Muitas vezes, quando falamos sobre arrependimento, pensamos automaticamente em coisas sérias, crimes, pecados graves, porém a verdade é que não tropeçamos em montanhas.

Gritamos com nosso cônjuge, ficamos mais em rede social do que com nossa família, damos mais atenção à TV do que brincamos com nossos filhos, muitas vezes pecamos em contradizer o Senhor no que deveria ser a prioridade em nossas vidas.

Arrependimento de São Pedro, por Gerard Seghers (1591 – 1651)

Este artigo é para todos nós, pois todos precisamos da misericórdia e do sacrifício expiatório de Cristo. Não importa se nosso pecado é vermelho como a escarlata ou o carmesim (Isaias 1:18), ou se é um rosado suave, o fato é que todos nós precisamos do arrependimento.

Lorenzo Snow, de acordo com Neal Maxwell, certa vez disse a respeito de Joseph Smith: Continuar lendo

Pessoas Religiosas São Mais Morais?

Por que as pessoas desconfiam de ateus?

Um estudo recente que conduzimos, liderado pelo psicólogo Will Gervais, encontrou preconceito moral extremo e difundido contra ateus ao redor do mundo. Em todos os continentes, pessoas creem que aqueles que cometeram atos imorais, inclusive atos extremos como assassinato em série, eram muito provavelmente ateus.

Embora essa tenha sido a primeira demonstração de tal preconceito em escala global, sua existência é pouco surpreendente.

Dados de pesquisa mostram que norte-americanos confiam menos em ateus do que em qualquer outro grupo social. Para a maioria dos políticos, ir à igreja é muitas vezes a melhor maneira de angariar votos, e revelar-se como não crente pode vir ser um suicídio político. Afinal, não há ateus declarados no Congresso dos EUA. A única congressista de que se sabe sem filiação religiosa descreve-se como “sem religião”, mas nega ser ateia.

Portanto, de onde vem esse preconceito extremo? E qual é a evidência real da relação entre religião e moralidade? Continuar lendo

Igreja lança vídeo anti-pornografia para crianças

what shouldO Que Devo Fazer ao Me Deparar Com Pornografia é o título do vídeo recentemente lançado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, ainda sem dublagem ou legendas para o português. O público-alvo são “crianças entre as idades de 8 e 11”, diz Lee Gibbons, gerente de produtos orientados para famílias, envolvido na produção do vídeo.  Lee menciona um estudo em 2008, segundo o qual é nessa faixa etária que “muitas crianças têm geralmente sua primeira exposição à pornografia”.  Continuar lendo

Amamentando na Sacramental

A ilustração abaixo foi publicada na revista Harper’s Weekly em 1871, retratando uma reunião no Tabernáculo de Salt Lake. Em um ambiente um tanto informal, o sacramento é administrado enquanto Brigham Young discursa, uma prática comum à época. A água é servida à congregação por homens adultos, através de jarros e cálices coletivos.

harper's-weekly-tabernacle---cleared

amamentarDo lado lado esquerdo da gravura, vemos duas mulheres amamentando seus bebês, com naturalidade, sem cobrir os seios. Ainda não haviam sido desenvolvidas as noções de “recato” em torno da amamentação que prevalecem hoje nas reuniões sacramentais mórmons, provavelmente incorporadas da cultura norte-americana. Continuar lendo

Uma SUD pode ser modelo?

A Miss Universo mórmon na capa da revista Manchete, em 1960.

A Miss Universo mórmon na capa da revista Manchete, em 1960.

Essa é uma questão que para muitos pode ser logo fácil de responder. Para grande parte dos brasileiros, obviamente será um “não” bem seco. Isso não é de se admirar, já que os mesmos muitas vezes idealizam o estado de Utah e sua capital Salt Lake City como uma cidade perfeita sem problemas. Obviamente é um estado normal quanto qualquer outro, com coisas boas e ruins. Muitos se questionam se lá há modelos, misses e líderes de torcida em jogos oficiais do Utah Jazz.

O manual Para o Vigor da Juventude, que fala sobre padrões para qualquer membro independente de idade, diz: Continuar lendo

Poligamia: próxima fronteira da igualdade?

Vicki, Nathan e Christine Collier

Vicki, Nathan e Christine Collier

Um dos votos contrários à legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo na Suprema Corte dos EUA, o juiz John Roberts afirmou que os mesmos argumentos em favor de tais uniões poderiam ser usados para legalizar a poligamia. De acordo com ele,

Se um casal de pessoas do mesmo sexo tem o direito constitucional de casar porque seus filhos de outra forma “sofreriam o estigma de saberem que suas família são de alguma forma inferiores”, por que o mesmo raciocínio não se aplicaria a uma família de três ou mais pessoas criando filhos?

Afirmações similares sobre a suposta caixa de Pandora que o casamento gay abrirá podem ser encontradas sem dificuldade na internet. O debate que nos parece relevante aos estudiosos do mormonismo, porém, é se há de fato a possibilidade de a poligamia vir a ser descriminalizada ou legalizada.

Nesta semana, motivados pela nova legislação sobre igualdade de casamento, uma família mórmon fundamentalista no estado de Montana solicitou uma certidão de casamento civil para o marido e a segunda esposa. Continuar lendo

Vodca, cerveja e poligamia

vodka rotuloCasamento plural já foi uma doutrina essencial para membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias e continua sendo um tema histórico ou doutrinário de interesse para muitos. Desnecessário dizer que também é um tema tabu para um número muito grande de mórmons. Mas, em 2011, uma destilaria em Ogden, Utah resolveu usar o tema da poligamia para vender… vodca. Sim, vodca. Trata-se da Five Wives (“Cinco Esposas”).

O marketing humorístico rendeu polêmicas. Em 2012,  o estado de Idaho proibiu as vendas da Five Wives, por considerar o nome ofensivo à parte de sua população. Cerca de um quarto da população de Idaho é mórmon, enquanto o percentual passa de 60% em Utah, onde a vodca é fabricada. Note-se ainda que em ambos os estados, a bebida não pode ser encontrada em supermercados, mas apenas em liquor stores, lojas credenciadas para a venda exclusiva de bebidas alcoólicas. [1] Continuar lendo

Os piores pecadores

Hugh Nibley (1910-2005)

Hugh Nibley (1910-2005)

Da sabedoria de Hugh Nibley:

Os piores pecadores, de acordo com Jesus, não são as meretrizes e os publicanos, mas os líderes religiosos com sua insistência em vestimentas e aparência adequada, sua cuidadosa observância de todas as regras, seu preciosa preocupação com símbolos de status, sua legalidade rígida, seu patriotismo pio.

“What is Zion? A Distant View,” Approaching Zion, 54-55.

Política e poligamia

Obama e Romney descendem ambos de famílias poligâmicas. Mas o que democratas e republicanos pensam sobre poligamia?

Poligamia é um dos temas mais persistentes na história mórmon e ainda hoje afeta tanto a maneira como a Igreja sud é vista por não-membros quanto o imaginário dos próprios membros. Não é de se estranhar que no chamado “momento mórmon”, quando um sud, Mitt Romney, coloca-se como o  mais forte (numericamente falando) adversário republicano de Barack Obama, que o tema do casamento plural venha à tona nos debates sobre o mormonismo. Mas o que pensam eleitores independentes e aqueles identificados com os dois maiores partidos dos EUA em relação ao tema? Continuar lendo

O Abismo Moral

Abril é época de Conferência Geral para a Igreja Mórmon, e não se pode falar sobre o mormonismo atual sem discuti-la.

O Presidente da Igreja, Thomas Monson, durante a reunião especial para o Sacerdócio, queixou-se do “abismo moral” entre o “mundo” e a Igreja:

“O compasso moral das massas mudou-se gradualmente para quase uma posição de vale-tudo. Eu já vivi o suficiente para acompanhar muito dessa metamorfose moral da sociedade. Antigamente, os padrões da sociedade e os padrões da Igreja eram em geral compatíveis. Agora, há um abismo entre nós, e este cresce cada vez mais.”

Dentre as falências morais da sociedade, Monson escolheu mencionar estas:

Continuar lendo