Raça e Sacerdócio: publicação oficial da Igreja aborda fatos antes ignorados

Nova página oficial sud esclarece que Brigham Young interrompeu a ordenação de negros ao sacerdócio como realizada por Joseph Smith

Amanda e Samuel Chambers, conversos mórmons, chegaram a Salt Lake City em 1870.

Amanda e Samuel Chambers, conversos mórmons, chegaram a Salt Lake City em 1870.

Na última sexta-feira (06/12), A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou em seu site oficial uma nova página intitulada “Raça e o Sacerdócio“, onde busca esclarecer a intrincada história do banimento dos negros do sacerdócio sud. A página, disponível em inglês, dá um importante passo ao reconhecer a ordenação de negros durante a presidência de Joseph Smith – como havia reconhecido no novo cabeçalho da Declaração Oficial 02 – e afirma que foi Brigham Young quem interrompeu a ordenação de homens negros. O site afirma: Continuar lendo

Campanha “sou mórmon” ganha versão brasileira

mormonA campanha publicitária “Sou mórmon” chegou ao Brasil. Iniciada em 2011 nos EUA e Austrália e recentemente levada também para o Reino Unido e Irlanda, a campanha procura mostrar membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias como pessoas normais, com suas diferentes origens, profissões e estilos de vida. Diversidade é um conceito essencial da campanha. No site, pode-se buscar perfis até por etnia e religião anterior. Os vídeos evitam capelas ou homens de camisa branca e gravata. Ambientes e pessoas são alegres e informais.

Dos cinco vídeos brasileiros, quatro mostram algum momento de superação. O empresário que pratica surf fala de como superou a morte do pai. A professora e coreógrafa superou a falta do amor de seu pai alcoólatra. O policial militar que ama dança gaúcha e luta contra o câncer. O ator e dublador e uma fratura exposta.

Que você pensa dessa campanha? Como será percebida pela população brasileira? Como será percebida pelos mórmons brasileiros?

universalAinda, a campanha publicitária da Igreja Universal, “eu sou a Universal“, terá sido inspirada na campanha “eu sou mórmon”?

Para Setenta, Terra Tem 6 Mil Anos

João R. Grahl é um dos novos setenta autoridades de área chamados na última Conferência Geral. Professor universitário de administração, Élder Grahl afirma que o planeta terra tem 6.000 anos de idade. Não, isso não é uma piada.

terraVejamos um trecho de seu livro A Origem da Vida. Após refutar a teoria do Big Bang, Grahl escreve sobre a idade da terra:

Outras declarações de estudiosos e cientistas que passam desapercebidas para leigos e são ouvidas por muitos sem questionamentos é sobre a idade da terra. Frequentemente ouvimos que a terra tem milhões ou bilhões de anos. A terra só tem seis mil anos. Todos os cálculos que têm sido apresentados estão errados. (p.08) Continuar lendo

Missionárias terão chamado de liderança

Missionárias sud terão novo chamado na hierarquia das missões

Enquanto aguardamos a confirmação de que mulheres poderão orar na Conferência Geral, a Igreja anuncia uma mudança que dá mais inclusão para as mulheres no serviço missionário. Jovens solteiras em missão de um ano e meio (“sisters”, no jargão sud brasileiro) poderão receber um chamado para liderar e treinar outras missionárias. A “Sister Líder de Treinamento” também integrará um novo Conselho de Liderança da Missão, juntamente com outros missionários homens. Abaixo, apresentamos a tradução do comunicado de imprensa publicado ontem. O original em inglês pode ser lido aqui.

missA Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias está fazendo ajustes no modo como suas 405 missões são organizadas, para melhor utilizar as competências e habilidades de todos os missionários em formação e liderança. A mudança se deve, em parte, ao afluxo de milhares de jovens missionários que estão respondendo à redução da idade requerida para o serviço missionário, anunciada pelo Presidente da Igreja, Thomas S. Monson, em outubro passado.

Cada missão na Igreja irá organizar um Conselho de Liderança da Missão que incluirá líderes missionários élderes (homens) e sisters (mulheres). O novo conselho de liderança da missão consistirá do presidente da missão e sua esposa, assistentes do presidente, líderes da zona e as sisters líderes de treinamento – um cargo recém-criado. Continuar lendo

Morre o último Patriarca Presidente

eldred

Eldred G. Smith faleceu na noite de ontem, quinta-feira, aos 106 anos, em Salt Lake City. Ele foi o oitavo e último Patriarca Presidente, ofício dado primeiramente a Joseph Smith Sênior, em 1833, e passado, em 1840, a Hyrum Smith, de quem Eldred era descendente. O Patriarca Presidente (ou Patriarca da Igreja, como chamado anteriormente) era uma autoridade geral, apoiado como profeta, vidente e revelador.

Quando seu pai, o Patriarca Presidente Hyrum G. Smith, faleceu em 1932, o então jovem Eldred, de 25 anos, esperava ser chamado para suceder seu pai. Mas, para o presidente Heber J. Grant, Eldred não estava qualificado por diversos motivos: por sua idade, por estar solteiro, por não ter um diploma universitário e por ser um descendente do que Grant acreditava ser o lado “fraco” da família Smith. Já aos 35 anos e casado, Eldred viu seu direito ao ofício patriarcal ser dado a Joseph F. Smith II, desobrigado quatro anos depois por comportamento homossexual. Continuar lendo

Novidade na Conferência Geral

Nos próximos dias 06 e 07 de abril, uma mulher poderá orar pela primeira vez numa  Conferência Geral

De acordo com o jornal Salt Lake Tribune, mulheres irão orar na próxima Conferência Geral sud. Pela primeira vez na história, até onde se tem registro. A Igreja não confirmou nem negou oficialmente a notícia.

Embora não haja nada na doutrina mórmon que justifique a excluir as mulheres de oferecer orações nas Conferências Gerais, essa tem sido a prática. Convém ressaltar que em 1978, durante a presidência de Spencer W. Kimball, a Igreja reverteu uma prática que perdurou durante parte do séc. XX: mulheres não podiam oferecer orações nas reuniões sacramentais!

Logo da campanha "Deixe as Mulheres Orarem"

Logo da campanha “Deixe as Mulheres Orarem”

É difícil não ligar a possível novidade de abril com a campanha Let Women Pray (“Deixe as Mulheres Orarem”), lançada nos EUA, e que conseguiu reunir mais de 1600 cartas, as quais foram enviadas para Autoridades Gerais, incluindo o apóstolo Jeffrey R. Holland e presidentes de organizações auxiliares. A campanha pedia a inclusão de mulheres nas orações da Conferência Geral, como um símbolo de igualdade dentro da Igreja.

Obviamente,é difícil determinar que influência direta a campanha teve sobre a hierarquia da Igreja ou há quanto tempo a mudança tem sido cogitada. Seja como for, caso haja uma mulher orando em uma sessão geral da Conferência, estará se quebrando uma pequena barreira – que talvez antes tenha passado até despercebida para muitos leitores -, mas de grande valor simbólico.

Igreja reconhece ordenação de negros no séc. XIX mas insiste em “nós não sabemos”

O novo cabeçalho da Declaração Oficial 2

Elijah Abel (1808 -1884)

Elijah Abel (1808 -1884)

Recentemente, a Igreja SUD lançou em formato digital os novos cabeçalhos para suas obras-padrão. Entre as mudanças mais significativas, está a nova introdução para a Declaração Oficial 2, documento que encerrou, em 1978, um longo período de exclusão de membros negros da ordenação ao sacerdócio, investidura e selamentos.

O texto, disponível apenas em inglês até o momento, diz

Durante a vida de Joseph Smith, uns poucos membros negros da Igreja foram ordenados ao sacerdócio. No início de sua história, líderes da Igreja pararam de conferir o sacerdócio a negros de origem africana. Os registros da Igreja não oferecem uma compreensão clara sobre a origem dessa prática. Líderes da Igreja acreditavam que uma revelação de Deus era necessária para alterar essa prática e buscaram por oração uma orientação. Continuar lendo

Mórmon Brasileiro do Ano 2012: Marcus V. de Freitas

 Após muita consideração, a equipe do Vozes Mórmons junto com o Murilovisck selecionou Marcus V. de Freitas como o Mórmon Brasileiro do Ano 2012. Esta foi a primeira edição para designar o mórmon brasileiro que teve o maior impacto ou influência sobre mórmons e mormonismo durante o ano.

Durante o ano passado, Marcus se destacou como comentarista econômico e político em muitos jornais importantes e canais de notícias, sendo assim uma voz instruído e razoável no discurso político no país. Embora não bem conhecido entre os brasileiros em geral, seu foco em questões econômicas, políticas e internacionais diz respeito a assuntos que podem fazer melhorar a vida de todas as pessoas no Brasil e até no mundo.

Continuar lendo

Mundo não acabou, ainda

Crônicas da Babilônia: notícias mórmons e outras nem tão mórmons assim

Maias, mais uma profecia, manuscritos do Mar Morto e missionárias sequestradas

Não foi desta vez

E eis que a profecia maia não se cumpriu. Ou melhor, a interpretação new age do calendário maia sobre o fim do mundo não se cumpriu. (Mesmo apesar de algumas mulheres terem ido à sacramental de calças, como bem lembrou Robert Kirby na sua coluna!)

Pequenos maias guatemaltecos

Pequenos maias guatemaltecos

Os verdadeiros maias

Sim, os maias de verdade – que ainda hoje vivem no México e na Guatemala – não estavam esperando o fim do mundo, mas receberam o fim do seu calendário com festas. Já outros milhares de descendentes dos maias aproveitaram a data para um protesto silencioso que fez voltar à vida o EZLN. Quem sabe não serão eles que cumprirão as profecias concernentes ao lamanitas afligindo os gentios?

Políticos metem a colher na profecia “maia”

Aqui no Rio Grande do Sul, um prefeito levou a sério a data fatídica. Já Vladimir Putin

O mundo acabou para Romney?

O mundo acabou para Romney?

fez questão de dizer aos russos que o mundo vai acabar sim, mas só daqui a 4,5 bilhões de anos. Meu correligionário religioso Mitt Romney não falou nada sobre calendários e fim do mundo, mas muitos apostam que 2012 tenha marcado o fim de sua carreira política. Será que o também sud (mas moderado) Jon Huntsman será o candidato republicano na próxima corrida presidencial? Continuar lendo

América Latina e a “perfeita liberdade religiosa”

Conferência Brasileira de Estudos Mórmons contará com a apresentação do Diretor Administrativo do Departamento de História da Igreja
Reid Neilson. (Mormon Channel)

Reid Neilson. (Mormon Channel)

Está confirmada a apresentação de Reid Neilson, Diretor Administrativo do Departamento de História da Igreja, sediado em Salt Lake. Por teleconferência, Reid Neilson falará sobre a viagem de Andrew Jenson à América Central e do Sul, em 1923, e sua influência sobre a Igreja sud à época. Imigrante dinamarquês, Andrew Jenson serviu como Historiador Assistente da Igreja.

Como missionário ou historiador, Jenson havia visitado partes da Ásia, Europa, Oriente Médio, Escandinávia e Sul do Pacífico. Sua viagem à América Latina aos 72 anos de idade, no entanto, teria implicações para o futuro início da obra missionária no continente. Além de estar interessado em possíveis localizações geográficas de eventos do Livro de Mórmon, Jenson coletou dados demográficos e linguísticos de 19 países, que foram depois apresentados à Primeira Presidência –  Heber J. Grant, Charles W. Penrose e Anthony W. Ivins. A eles, Jenson relatou com entusiasmo a “perfeita liberdade religiosa” de que desfrutavam os países centro e sul-americanos.
A apresentação do Dr. Neilson terá tradução simultânea ao português.
A IV Conferência Brasileira de Estudos Mórmons acontece no dia 19 de janeiro de 2013 (sábado) e tem entrada franca. Veja aqui a programação completa da Conferência.

Prepare-se para a IV Conferência Brasileira de Estudos Mórmons

Você já se agendou para a IV Conferência Brasileira de Estudos Mórmons? Ela acontece no dia 19 de janeiro de 2013, em São Paulo.

O tema da Conferência de 2013 será “A Relação entre Sede e Periferia na Igreja SUD”.

A Conferência é gratuita e aberta a todos os interessados. Continuar lendo

Menos idade = mais missionários?

Neste primeiro dia da 182a Conferência Geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o presidente Thomas S. Monson anunciou a nova idade mínima para os missionários de tempo integral: 18 anos para os homens e 19 para as mulheres (ao invés do padrão anterior de 19 e 21, respectivamente).

A nova idade mínima, no entanto, não será obrigatória para os homens, afirmou Monson: “não estou sugerindo que todos os rapazes irão – ou devem – servir nessa idade mais jovem”. Continuar lendo