Hugh B. Brown: Sobre a liberdade de pensamento

huge_b_brownA Conferência Geral da Igreja que começa amanhã é útil para os mórmons em várias maneiras. Os discursos fazem a base de lições durante as seis meses seguintes em que membros debatem o significado desses discursos. E nós selecionamos citações que sintetizam a forma como vemos o evangelho a partir desses discursos.

Embora vejo problemas com o uso de citações, eu quero lançar uma nova série de artigos aqui na Vozes Mórmons—citações que acho importantes e uteis, segundo o meu entender.

Há vários problemas com o uso descuidado de citações. Às vezes são mal entendidas fora do contexto. E muitas vezes as usamos para tentar por fim à discussão, tentando assim ganhar o debate por citar uma autoridade. Eu acho melhor usar uma citação como devem ser usadas as citações no manual atual do sacerdócio e sociedade de socorro, Ensinamentos dos Presidentes da Igreja: Joseph Fielding Smith. Cada lição é composta de citações dele, concebidas como o ponto de partida para uma discussão.

Em geral, as citações que vou fornecer não aparecem nos manuais da Igreja, e eu admito que elas refletem o que importa a mim. Mas, elas todas virão de fontes Mórmons, de autoridades gerais, profetas e membros importantes da Igreja. Em cada caso vou fornecer primeiro uma tradução em português da citação, seguida do original em inglês, junto com onde ela possa ser encontrada no documento original.

Espero que elas possam servir como um ponto de partida para uma discussão aqui. Para começar, forneço uma citação de Hugh B. Brown, na época membro da primeira presidência:

.

Uma das coisas mais importantes do mundo é a liberdade da mente, a partir desta todas as outras liberdades provem. Essa liberdade é necessariamente perigosa, pois não se pode pensar na maneira correta, sem correr o risco de pensar na maneira errada, mas, geralmente, pensar mais é o antídoto para os males que surgem a partir de pensamentos errados.

Pensar mais é necessário, e todos nós devemos exercer o nosso direito, dado por Deus, para pensar e não ter medo de expressar nossas opiniões, com o devido respeito por aqueles a quem se fala e reconhecimento adequado dos nossos próprios defeitos. Devemos preservar a liberdade da mente na igreja e resistir a todos os esforços para suprimi-la. A igreja não se preocupa tanto sobre se os pensamentos de seus membros são ortodoxos ou heterodoxos como que eles tenham pensamentos.

.

One of the most important things in the world is freedom of the mind; from this all other freedoms spring. Such freedom is necessarily dangerous, for one cannot think right without running the risk of thinking wrong, but generally more thinking is the antidote for the evils that spring from wrong thinking.

More thinking is required, and we should all exercise our God-given right to think and be unafraid to express our opinions, with proper respect for those to whom we talk and proper acknowledgment of our own shortcomings. We must preserve freedom of the mind in the church and resist all efforts to suppress it. The church is not so much concerned with whether the thoughts of its members are orthodox or heterodox as it is that they shall have thoughts.

.

Que acham? O pensar é tão importante assim?

No meu ver, é sim. Se somos destinados a aprender sobre como e porque Deus age, e como ele pensa, é importante aprender como pensar, não é?

Leia sobre a história da evolução editorial desta citação de Hugh B. Brown

4 comentários sobre “Hugh B. Brown: Sobre a liberdade de pensamento

  1. Presidente Brown sempre nos levando a pensar. Pra mim ele foi uma das autoridades gerais com maior legado ideológico para os Santos dos Últimos Dias, pois nada no que ele falava era só preto e branco, mas cobria todo o espectro, passando por todos os cinzas, como quando foi perguntado sobre o porquê de Abraão ter sido ordenado a sacrificar seu filho, e Brown falou que Abraão precisava conhecer Abraão. Até hoje reflito sobre a história do pé de groselha, uma das melhores em todo o repertório dos manuais. Graças às profundas reflexões apresentadas em seus discursos, fruto de muito pensar, não somente meu testemunho se mantém firme, como tento entender melhor as tribulações.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.