Melvin Ballard: Hitler Guiado por Deus

O Apóstolo Melvin J. Ballard explicou que Adolf Hitler serviu como um instrumento divino inspirado por Deus para perseguir os judeus, em discurso na Conferência Geral anual de abril de 1938.

Melvin Joseph Ballard, Apóstolo da Igreja SUD (1919-1939), avô do Apóstolo M. Russell Ballard.

Melvin Joseph Ballard, Apóstolo da Igreja SUD (1919-1939), avô do Apóstolo M. Russell Ballard.

Em um discurso recheado de alusões racistas à supremacia racial branca¹, imperialismo ocidental², e  justificações dos genocídios de ameríndios e judeus, Ballard presta seu testemunho que Deus orquestrou essas condições raciais, estrutras sociais, e até as tragédias em larga escala para fazer cumprir Seus propósitos.

Eis o discurso em sua íntegra (ênfases nossas):

Continuar lendo

Brigham Young: Como Lidar com Apóstatas

O Presidente Brigham Young explicou como membros afastados ou inativos devem ser tratados dentro de comunidades predominantemente mórmons, em discurso no Tabernáculo em 27 de março de 1853.

"Eu posso cagar um profeta melhor e peidar revelações melhores" -- Brigham Young

Dentro do contexto histórico, os mórmons haviam se assentado no deserto da região de Utah havia pouco mais de 5 anos apenas, e Young estava dirigindo sua diatribe a mórmons que acreditavam que Young não deveria ter sido o sucessor profético de Joseph Smith, mas sim um homem chamado Francis Gladden Bishop. Young os chama, sarcasticamente, de “gladdenitas” e ameaça-los do púlpito com violência e turbas mórmons como retaliação por sua “apostasia”, sob aclamação e aplausos dos presentes.

Eis o discurso em sua íntegra (ênfases nossas): Continuar lendo

Giordano Bruno entre Mórmons

Em Roma, numa famosa praça liricamente chamada “campo de flores”, encontra-se uma estátua muito especial. Roma é cheia de estátuas, mas esta é singular em seu significado.

Estátua de Giordano Bruno no Campo de Fiori, em Roma

Estátua de Giordano Bruno no Campo de’ Fiori, em Roma

A estátua é do filósofo e teólogo Giordano Bruno, e foi erguida no exato local onde Bruno foi queimado vivo há 416 anos.

Martirizado 230 anos antes do surgimento do mormonismo, ainda assim Bruno é uma figura fundamental para ele. Continuar lendo

Apostasia

A Igreja Mórmon altera a definição oficial de “apostasia”.

Apóstatas Estaca

De Estaca ou na estaca? “Os líderes do Sacerdócio devem tomar ações disciplinares contra apóstatas para proteger os membros da Igreja.”

Uma recente mudança de política, anunciada apenas para a liderança masculina d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, foi a inclusão no Manual de Instruções da Igreja (antigo “manual geral de instruções”), um guia oficial secreto sagrado para a liderança do Sacerdócio, de uma nova definição do termo apostasia.

novo texto do manual diz: Continuar lendo

Confissões de um Anti-Mórmon

Eu tenho uma confissão a fazer.

O termo anti-Mórmon é muito popular entre os membros da Igreja SUD. Muitas fiéis SUD usam este termo liberalmente como adjetivo ou substantivo para alertar, condenar, julgar, denegrir, insultar, ou ignorar pessoas e ideias com as quais não concordam ou não se sentem à vontade. Há um outro termo, este mais técnico e oficial, que se usa com os mesmos intuitos, mas o popular mesmo é o “Anti-Mórmon”.

Mas, dificilmente se tira o tempo ou se dá o trabalho para definir precisamente o que significa o termo Anti-Mórmon, e o que (ou quem) se pode classificar como Anti-Mórmon. Naturalmente, como com conceitos tão subjetivos e tão pessoais como crenças, opiniões, e impressões, há tantas definições sobre o que constitui Anti-Mórmon quanto há pessoas expostas ao Mormonismo.

Sendo assim, eu gostaria de fazer uma confissão, e aproveitar para oferecer uma explicação.

Eu sou um Anti-Mórmon, confesso e assumido.

O que, pra mim, significa isso?

Continuar lendo

Apostasia pessoal

Apostasia é um conceito frequentemente empregado por santos dos últimos dias para se referir, (1) num sentido histórico, à transformação do cristianismo original e sua perda de autoridade divina e, (2) num sentido individual, a uma forma de decadência espiritual ou desobediência a princípios divinos. Continuar lendo