Desastres Naturais, Parte do Castigo de Deus?

Ao ver a devastação do furacão Harvey, o pastor cristão conservador John McTernan argumentou recentemente que “Deus está destruindo sistematicamente a América” devido à sua ira com a “agenda homossexual”.

Houston furacão desastre Deus

Desabrigados em Houston, Texas. | Foto: Adrees Latif/Reuters

Outros discordaram dos motivos da ira de Deus, mas não necessariamente com a suposição de que Deus pode estar furioso.  Ann Coulter, comentarista política conservadora, por exemplo, brincou que a eleição de uma prefeita lésbica em Houston era uma causa mais “crível” para o furacão do que o aquecimento global. E, do outro lado do espectro político, um professor da Universidade de Tampa twitou que Deus havia punido os texanos por elegerem republicanos. Ele posteriormente expressou arrependimento, mas foi demitido. Continuar lendo

Poderemos Encontrar o DNA de Jesus?

Encontrei-me com os cientistas que estão tentando responder a pergunta.

Foi a primeira parada em uma jornada extraordinária. Em uma tarde de janeiro brilhante mas amargamente fria no início deste ano, eu me encontrei em uma pequena ilha no Mar Negro, ao lado de Sozopol, na costa leste da Bulgária. Sveti Ivan tem sido um destino para os viajantes: era um templo de Apolo nos tempos antigos. Mas estava lá para falar com um antigo arqueólogo búlgaro sobre o achado mais importante de sua carreira.

osuário de Tiago relíquia arqueologia

Material do Ossuário de Tiago, que alguns creem conter os restos do irmão de Jesus, está sendo sequenciado por geneticistas. Imagem: Wikipedia.

Em 2010, Kasimir Popkonstantinov descobriu o que acredita serem ossos de um dos mais famosos santos: João Batista. Fiquei interessado em saber o que a análise de DNA poderia nos contar sobre esses e outros ossos. Juntamente com o estudioso bíblico Joe Basile, eu estava viajando ao redor do mundo filmando um documentário sobre as evidências científicas e religiosas que ligam os artefatos arqueológicos ao próprio Jesus Cristo. Continuar lendo

O Que a Ciência Pode Nos Dizer Sobre a Estrela de Belém?

Durante o inverno, às vezes pode parecer que o dia inteiro passa em um piscar de olhos e que a escuridão da noite chega rápido demais. Enquanto mais luz do dia seria adorável, a escuridão precoce tem uma grande vantagem: as estrelas. Em uma noite clara, você consegue olhar acima e ver longe no espaço. Passei muitas noites de inverno com meus filhos, voltando de atividades para casa, à procura de Órion (e outras constelações), seguindo o seu caminho através das estações.

estrela de belém natal mórmons

Estrelas e espaço são dois dos temas mais populares da ciência, qualquer que seja a idade da criança. Há algo impressionante e belo sobre olhar para as estrelas no céu noturno.

Mas não são apenas crianças e jovens os fascinados pelas estrelas– a astronomia é uma das poucas ciências onde amadores podem fazer uma contribuição significativa para a nossa compreensão do assunto.

…vieram do oriente

Nesta época do ano, a narrativa do Natal pode servir como um lembrete de que, ao longo da história, as pessoas têm olhado para o céu à noite e se perguntado sobre o que veem. Babilônios tinham catálogos de estrelas já em 1300 aC, contendo informações sobre constelações e padrões nas estrelas. É provável que a observação e nomenclatura dessas constelações sejam anteriores a essa data. Continuar lendo

Esposa de Jesus? Quatro Disputas Sobre Maria Madalena

Todos os Evangelhos nos contam a estória de Maria Madalena (ou, de Magdala), uma colaboradora próxima de Jesus. Mas foi ela a primeira e mais proeminente apóstola, ou a esposa de Jesus? O relato bíblico bíblico não é claro.

Crucificação com Maria Madalena ajoelhando e chorando, de Francesco Hayez (1827). Detalhe.

Crucificação com Maria Madalena ajoelhando e chorando, de Francesco Hayez (1827). Detalhe.

Maria Madalena é mencionada 14 vezes nos Evangelhos — os relatos que descrevem a vida, morte e ressurreição de Jesus — e muitas vezes lidera a lista de seguidoras de Jesus, que desafiaram a ideia de que os discípulos filosóficos eram tipicamente homens. Ela também é mencionada cinco vezes na história da Paixão, que inclui alguns de seus mais importantes momentos marcados pela tristeza. Ela ampara Jesus quando ele é crucificado pelos romanos, e lamenta a sua morte depois. Ele aparece primeiro a ela depois que se levanta novamente. Continuar lendo

Lançadas novas edições das escrituras mórmons em português

Ator representa João Ferreira de Almeida (lds.org)

Ator representa Ferreira de Almeida (lds.org)

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Santos dos Últimos Dias anunciou hoje a publicação de novas edições das escrituras em português. A novidade inclui a publicação, pela primeira vez, da Bíblia editada pela Igreja. Conforme anúncio da Primeira Presidência,

Essa edição se baseia na tradução de João Ferreira de Almeida e intitula-se Bíblia Sagrada: Almeida 2015. Ela contém novos cabeçalhos de capítulo, novas notas de rodapé, referências cruzadas com todas as obras-padrão e outros auxílios de estudo que aumentarão sua compreensão do evangelho restaurado de Jesus Cristo.

Português é o terceiro idioma a ganhar uma edição SUD da Bíblia. O primeiro foi o inglês, em 1979, utilizando o texto da Versão do Rei Tiago. Em 2009 foi a vez do espanhol, com a Reina-Valera. Em todos os casos, o trabalho envolvido consistiu basicamente da inclusão de auxílios de estudo e elaboração de nota de rodapé com referências às demais escritas SUD, sem a utilização de diferentes manuscritos ou traduções alternativas. Continuar lendo

As Diferentes Vozes Nas Escrituras (Parte II)

Conforme comentamos na primeira parte da série, ao incorporar o mundo feminino e priorizar seu ministério nos excluídos, Jesus resgatava sentimentos e práticas que existiam no judaísmo, mas que ainda sim causavam escândalo para muitos: “(…) chegaram seus discípulos e admiravam-se que falasse com uma mulher”[1], no contexto do diálogo com a samaritana; “por que come vosso mestre com publicanos e pecadores?”[2], perguntou um grupo de fariseus, em um tom crítico à baixa reputação dos que compartilhavam a mesa com o Salvador.

Jesus Healing BeggerAs palavras do Homem de Nazaré davam esperança e direção às pessoas, em especial, das camadas mais humildes. Quando compreendemos que foram os famintos, simples e doentes a maior parte dos pioneiros do movimento que se tornaria o cristianismo, fica mais fácil entendermos a aspereza com que a voz de Jesus se direcionava aos ricos e poderosos.
Aos que tinham bens, Jesus mandava que repartisse. Se é dos pobres o Reino de Deus [3]; para os ricos o acesso a ele é tão difícil quanto um camelo entrar no buraco de uma agulha [4]. Os lírios do campo eram mais interessantes que Salomão e sua riqueza [5].

Em uma sociedade que interpretava doenças muitas vezes como impureza, fruto do pecado ou ação de demônios, Jesus oferecia cura. Como profeta, curandeiro e exorcista, ele ganhava visibilidade. Seu projeto do Reino de Deus consistia em uma inversão de papéis, na qual os rejeitados de sua época se elevariam em detrimento dos ricos e poderosos, que teriam grandes dificuldades de pertencer a esse grupo. Todo esse radicalismo o colocou em rota de colisão com o Império, levando-o à crucificação. Continuar lendo

As Diferentes Vozes Nas Escrituras (parte I)

Era um domingo de Nisã, entre o final da década de 20 e início da de 30 do primeiro século. Segundo o texto lucano, algumas mulheres e pelo menos um dos apóstolos haviam visitado o túmulo de Jesus, e o encontram vazio. De acordo com o relato bíblico, a história de que a tumba estava vazia se espalhou, de modo que, no mesmo dia, já era possível encontrar várias pessoas comentando o evento.

O terceiro evangelho fala de dois discípulos que conversavam sobre o Salvador enquanto caminhavam em direção a Emaús. Como de apenas um foi citado o nome, Cléofas, presume-se, pelo costume da época, que o outro fosse uma mulher. [1] Jesus ressuscitado pôs-se a caminhar com o casal; este, embora conhecesse pessoalmente Jesus, não reconheceu o Mestre.

Aproximando-se do povoado para onde iam, Jesus simulou que ia mais adiante. Eles, porém, insistiram, dizendo: “Permanece conosco, pois cai a tarde e o dia já declina. Entrou então para ficar com eles. E, uma vez à mesa com eles, tomou o pão(…)Então seus olhos se abriram e o reconheceram”. [2]

Com base nos três relatos de páscoa que aparecem como pano de fundo do Evangelho de João, costumamos dizer que o ministério do Salvador foi de três anos. O movimento iniciado por ele teve como palco inicialmente a Galileia, região rural onde cresceu. Como um camponês, Jesus nos transporta aos ambientes bucólicos através de suas parábolas ao mencionar aves do céu, a figueira, as ovelhas e seu pastor, o peixe, o mar, o pescador.

Continuar lendo

Mórmons e a Bíblia (Sugestão de Títulos)

Mórmons tem uma relação histórica complexa com a Bíblia. Desde o início do Mormonismo, a Bíblia vem sido utilizada como um texto sagrado, tanto como objeto de devoção, como fonte doutrinárias de crenças.

Não obstante, Joseph Smith introduziu textos que são tão sagrados, se não mais, para Mórmons, que a Bíblia Cristã. Smith também insistiu em incluir, em seus 13 pontos básicos da fé Mórmon (As Regras de Fé), o seguinte qualificador: Continuar lendo