Recordes Históricos no Crescimento Mórmon em 2018

No relatório estatístico publicado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias para o ano de 2018, notou-se um recorde histórico: o maior número de membros removendo seus nomes dos registros da Igreja em um único ano.

Conferência Geral d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, 31 de março de 2018, Centro de Conferência em Salt Lake City. (Foto: AP/Rick Bowmer)

Outro recorde histórico nas estatísticas de 2018 foi que a Igreja apresentou sua pior taxa de crescimento anual desde 1938. De acordo com análises estatísticas, Continuar lendo

Resignação ou Remoção de Nome: Mudanças nas Regras

Nos últimos meses de 2015, milhares de membros mórmons resignaram sua filiação na Igreja SUD, inclusive apologistas famosos, solicitando a remoção de seus nomes dos registros da Igreja.

Naquela ocasião, um advogado de Utah voluntariou seu tempo e trabalho para facilitar esse processo para milhares de membros na sua transição para a condição de ex-membro, porém admitidamente apenas por conveniência burocrática. O processo de resignação, formalmente conhecido como “remoção de nome dos registros”, é simples e fácil, embora possa carregar consigo um pesado fardo emocional e social.

Pews

Em entrevista ao noticiário da KiviTV, Mark Naugle, advogado em Salt Lake City, recontou como expediu gratuitamente mais de 1.400 solicitações de resignações da Igreja SUD (posteriormente ultrapassariam 3 mil), explicando que o processo é simples e pode constituir de uma simples carta formal.

Assista a entrevista aqui:

Naugle relatou que antes do ano passado, ele havia expedito apenas 200 solicitações de resignação em toda sua carreira profissional. Ele explica que o processo não exige a intermediação de um advogado, podendo ser facilmente realizado através de carta registrada ao seu Bispo e ao Presidente de Estaca (ou mesmo diretamente aos escritórios da Igreja). [3] Contudo, ele crê que muitos membros preferem a intermediação legal para tornar o processo, doloroso para muitos, menos emotivo.

Contudo, o processo nem sempre foi tão fácil ou  simples assim, e já chegou a exigir intermediação judicial. Entenda. Continuar lendo