Piada SUD Machista

Brasileiros gostam de piadas.

Missionárias da Igreja SUD no Brasil viram meme machista após foto bem-humorada durante tragédia ecológica

Missionárias da Igreja SUD viram meme machista após foto bem-humorada durante tragédia ecológica

Brasileiros são reconhecidos mundialmente como mestres dos memes de internet. Santos dos Últimos Dias brasileiros não são muito diferentes dos demais brasileiros, e gostam de piadas e memes, também.

Contudo, algumas piadas se baseiam, e reforçam, noções preconceituosas. Uma página em rede social de membros da Igreja SUD dedicada a “humor dentro dos padrões” publicou justamente uma piada que promove o preconceito contra mulheres:

Não é segredo que há uma forte cultura de machismo e sexismo entre mórmons. Existe, ademais, o preconceito entre mórmons que mulheres se voluntariam para servir missão apenas para “caçar maridos”, ou porque “encalharam”, ou mesmo na esperança de serem “abençoadas” com um casamento como “recompensa” por seu serviço missionário. A piada em questão obviamente se baseia nessa crença popular e preconceituosa.

Na foto vê-se duas jovens missionárias da Igreja SUD posando para uma foto bem-humorada no meio de uma trágica enchente na cidade argentina de Concórdia. A piada, cujo humor depende exclusivamente do preconceito machista em torno de missionárias mulheres, lê:

“Quanto mais chuva na missão, mais lindo o maridão”

“Essas vão casar com o Brad Pitt e o Chris Evans”

Vocês já ouviram piadas sobre missionários em busca de esposas? Quando mais dedicado o missionário, mais bonita sua futura esposa? Vocês já ouviram comentários maliciosos sobre rapazes que servem missão apenas para achar esposas? É saudável fazer gracejos que se baseiam em estereótipos e preconceitos estabelecidos de uma classe de membros que costumeiramente sofre com estereótipos e preconceitos?

19 comentários sobre “Piada SUD Machista

  1. Eu achei até “de boa” já que não é uma piada exclusiva para mulheres, sempre ouvi essa piada com elder então ….
    Claro que é problematico, mas é a cultura mormon em si e o grande incentivo e até mesmo obrigação dos jovens se casarem. (ambos) Claro que o peso maior cai sobre a mulher e conforme ela vai ficando mais velha… mas no caso dessa piada (longe da “sister só vai pra missao pra achar marido”) que como disse sempre ouvi pra ambos… nao sei o que pensar, talvez esteja com a perspectiva rasa nao sei…

  2. Conheço duas piadas machistas:

    Uma diz que em um Ramo de Missão que era visitado a cada falecimento e escolha de um novo Papa, mulheres estavam abençoando o sacramento. Um líder foi lá e falou que não podia por elas não terem o sacerdócio. Depois de dois meses voltou ao local e continuava essa prática. Ele perguntou o porquê que elas estavam abençoando sendo que não podia. O presidente do Ramo disse que sim, pois, agora elas tinham o sacerdócio.

    A outra é sobre a visão de Néfi relatada em 1 Néfi 11:

    O rapaz lê os versículos 2 e 5:

    “2 E o Espírito perguntou-me: Que desejas tu?

    15 E eu respondi: Uma virgem mais bela e formosa que todas as outras virgens.”

    Na primeira vemos a ignorância ao fato de um dia mulheres terem portado o sacerdócio e uma alusão que nunca poderão ter. Na segunda um preconceito com moças não virgens. A virgindade como podemos ver é algo muito valorizado.

    -Vocês já ouviram piadas sobre missionários em busca de esposas?

    Na missão piadas não, mas críticas a isso sim.

    -Quando mais dedicado o missionário, mais bonita sua futura esposa?

    Não há relação uma coisa com a outra. Se for rico(a) e filho(a) de autoridade geral ou de um membro bem financeiramente a coisa muda.

    -Vocês já ouviram comentários maliciosos sobre rapazes que servem missão apenas para achar esposas?

    Comentários sim. Há muitas críticas de Elderes e Sisteres que se casam com alguém de suas áreas.

    -É saudável fazer gracejos que se baseiam em estereótipos e preconceitos estabelecidos de uma classe de membros que costumeiramente sofre com estereótipos e preconceitos?

    Nesse caso é muito complicado. Como diria Paulo Freire: “Quando a educação não é libertadora o sonho do oprimido é se tornar o opressor”.

    • Júlio ouvi muitas na missão, as companheiras sempre ficavam tentando adivinhar que sister ou élder casaria mais rápido, e isso sempre se baseando no que ele fazia em campo,se a sister é chata ela demora a casar, isso de ser dedicado demais não mudará em nada se a esposa ser mais bonita ou não, muito gringo feio se casa com brasileiras bonitas, e muitas realmente vão pra missão atrás de gringo, conheci muitas, mas isso é em parte o reflexo do que vivemos dentro da igreja, se elas não fossem tão obrigadas a casar todo dia talvez não fizessem isso.

  3. Com um profundo respeito ao artigo e a opinião… Esse foi um dos postes mais sensacionalista que li aqui. Quase todos são, mas esse foi um dos maiores.

    • Novamente com dificuldades para compreender as definições de palavras, Ronigledison?

      Novamente teremos que pausar para lhe explicar conceitos básicos da língua portuguesa?

      Sensacionalismo é “um tipo de viés editorial na mídia em massa em que os eventos e temas em notícias e partes são mais exageradas para aumentar os números de audiência ou de leitores”.

      Não há nada “sensacionalista” no “poste” (sic).

      1) Nada aqui pode “aumentar os números de audiência”, e qualquer observador inteligente percebe isso com facilidade. A maioria esmagadora das pessoas interessadas em estudar o mormonismo são mórmons, e a maioria das pessoas não gostam de parar para considerar aspectos culturais negativos (e.g., machismo, racismo, preconceito, etc.) em suas próprias tradições, então uma pessoa racional e inteligente conclui que a maioria do nosso público alvo não está interessado em considerar como sua própria cultura (e, muitas vezes, eles próprios) são influenciados por correntes preconceituosas.

      2) Nada aqui é “exagerado”. Que machismo é prevalente na cultura mórmon é um fato bem documentado [ver aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui e aqui, por exemplo]. Que missionárias são vistas com preconceito por membros da Igreja pela suposição cultural de que deveriam estar mais interessadas em buscar maridos é um fato comum e recorrente, e a maioria dos membros já ouviu ou já expressou opiniões nesse sentido, e a própria piada depende da prevalência dessa visão, ou não seria uma piada.

      Não sabemos de quais outros “postes” (sic) você está aludindo com seu “quase todos são”, mas o provável é que essa crítica sua seja mais fundamentada em falácias lógicas e/ou suas dificuldades com a língua portuguesa que você exibiu aqui e em outros comentários.

      Em conclusão, da mesma maneira que você demonstrou profunda dificuldade para compreender o simples conceito e definição de plágio, você está demonstrando incompreensão do simples conceito de sensacionalismo e do conceito um pouco mais complexo de misoginia. Sugerimos que dedique mais tempo a estudos e leituras, e começar com dicionários sempre ajuda.

  4. Conheci muitas dessas piadinhas só na missão. A mente fértil e cerceada dos jovens missionários acaba criando do espaço pra preencher o ócio dessa forma, embora algumas outras piadas não sejam lá muito engraçadas ou leves como essa.

    Pra mim, tomar muita chuva sem guarda-chuva funcionou… hehehehe

    Mas mesmo na época sempre achei muita bobagem essas coisas. Eu já acreditei que mulheres não precisavam fazer missão é essas balelas, mas sabia que a maioria das missionárias trabalhava muito melhor que os pares masculinos, que em geral muitas vezes tinham ido por obrigação.

  5. Sempre ouvi a piada do tipo: Quanto mais vezes voce pegar chuva mais bonita vai ser sua esposa.Sempre tem dois lados,nao existe exclusivismo.

  6. Isso não é piada machista. Meu marido brinca que adorou pegar enchente na missão é muita chuva porque a brincadeira era exatamente está, que quanto mais chuva o missionário tomasse mais bonita seria a esposa. Se vale pra eles, vale pra elas. Sem mimimi de feminazi né.

    • Obrigado por ilustrar a misoginia da piada citada no artigo com sua reação obviamente machista, Mariane.

      Em primeiro lugar, “feminazi” é o termo preferido por misóginos utilizado para desmoralizar e desmerecer quaisquer expressões feministas. Além do profundo e sacrilegioso desrespeito de comparar feministas a nazistas (i.e., genocídio, tortura, guerras, massacres, fascismo, etc.), é o tipo de expressão de um opressor abusivo que ridiculariza e ignora a humanidade do oprimido.

      Em segundo lugar, demonstra profunda ignorância do próprio conceito do que é feminismo. Feminismo não é uma ideologia que defende genocídio, tortura, guerras, massacres, fascismo, etc., mas o simples conceito central que mulheres merecem ser tratadas como iguais dos homens.

      Em terceiro lugar, você e seu marido objetificam mulheres rotineiramente com uma “piada” cujo conceito central é que a qualidade mais importante em uma esposa é sua beleza. Essa “piada” que você acha que “vale para eles” nada mais é uma outra expressão de misoginia e machismo. Imagine, por exemplo, que um colega branco lhe conte uma piada sobre como ele é tão fraco que ele precisa contratar um negro forte para carregar suas malas, e talvez consiga imaginar que apenas um racista acharia que a “graça” da piada reside no homem branco que é fraco, e não no homem negro, cuja única esperado contribuição é trabalho braçal.

      QUando você diz “mimimi de feminazi”, você nada mais está expressando o seu machismo (e, sim, algumas mulheres são machistas e misóginas) e uma perturbadora inabilidade de empatizar com outras pessoas que expressam opiniões divergentes das suas, reduzindo suas próprias identidades a um termo pejorativo e grosseiramente divorciado dos fatos.

  7. A pergunta feita é se acham a piada machista, minha resposta é , não, até porque é usado para os rapazes também, E isto é apenas uma brincadeira, porque tanto os rapazes quanto as moças sabem que a verdadeira beleza é a interior. Esta é a que importa para um relacionamento feliz e eterno.

  8. Nossa, Elderes usam essas frases também para dizer que se trabalham arduamente vão ter esposas lindas e tal. Não tem nada de machista nisso.
    O que eu percebo que esse site só tem intenção de falar mal da igreja e pode até alcançar alguns desconhecidos, pois esse post falando sobre machismo tem nada a ver kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk essa FOI A PIOR.
    TÃO FICANDO SEM MENTIRAS PARA FALAR E INVENTANDO ESSAS BOBEIRAS!!!! KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK PRECISA MELHORAR AI MEU CARO.

    • Em primeiro lugar, esperar que a recompensa de um trabalho árduo é uma “esposa linda e tal” é a própria definição de machista. Mulher não é objeto para servir de prêmio como “esposa” de alguém. Mulher não é objeto para ser recompensa por um trabalho árduo. Mulher não é objeto para ter sua qualidade julgada de acordo com sua beleza.

      Em segundo lugar, pedimos a gentileza de não ser mentiroso e desonesto, Ricardo. Se você quiser ser machista, isso é problema seu e de sua família. Agora, não minta para nós aqui no nosso site. Nós não publicamos uma única mentira e você sabe disso. Se você tivesse encontrado uma mentira aqui, teria nos criticado por ela, ao invés de ficar escrevendo dúzias de comentários recheados de nenhum conteúdo intelectualmente coerente ou racional.

      Seja honesto e admita que você está mentindo.

      Em terceiro lugar, nós temos regras para comentários. Uma delas é não gritar, como você faz nesse comentário acima. Três delas envolvem não julgar pessoas e suas crenças, como você faz nesse comentário aqui. Esse é o seu único e último aviso, Ricardo. Você pode postar comentários recheados de inanidades, você pode mentir nos seus comentários, e você pode ser machista nos seus comentários, mas não viole as nossas regras.

      • Você julga pessoas quando permite que elas sejam chamadas de burras como algumas vezes em meus comentários alguns me chamaram e você fala mal de crença do próximo como quando permite que outros façam isso como já foi feito comigo! Não vi repreensão da sua parte quando fui chamado de burro e quando falam mal da Igreja que eu sou membro! Você é muito incoerente e irracional ao fazer esse comentário para mim e vejo que você é irracional e imparcial. Seu site é horrível, pois ele não traz informação, ele traz ofensas. Como jornal barato de esquina. Sensacionalista! Esse site me faz rir muito!!! Te peço que não me exclua, pois é hilário kkkkkkkkkkkkkkkkk

      • Você tem razão, Ricardo. Nós somos imparciais. Nós almejamos ser imparciais.

        Se os seus comentários demonstram uma profunda dificuldade para compreender conceitos simples e rudimentares, como é que alguém pode não achar que você é “burro”? (Aliás, não encontramos nenhum comentário lhe chamando de “burro”. Onde estaria?)

        Por exemplo, nesse seu comentário você se demonstra incapaz de compreender o simples conceito de “preconceito”. Quando alguém lhe chama de “burro” porque você escreveu uma asneira, isso não é “preconceito”. Isso é uma avaliação baseada em uma peça de informação. Certamente, ninguém pode ser julgado “burro” baseado apenas em uma única opinião estúpida, mas aí também depende do grau de estupidez da opinião.

        Outro exemplo, nesse seu comentário você se demonstra incapaz de compreender a diferença entre estudar e criticar. Estudar fatos históricos e sociais não é o mesmo que “falar mal”, e discutir fatos históricos bem documentados e observar suas expressões culturais e sociais entre membros da Igreja não é o mesmo que “falar mal da Igreja”. Certamente, ninguém acreditaria que é “falar mal” de um aluno que foi reprovado na escola apenas mencionar o fato que ele foi reprovado na escola. Pessoas adultas costumam compreender essa diferença.

        Outro exemplo, nesse seu comentário você se demonstra incapaz de ter sua opinião ou conduta contestada sem reagir como uma criança mal educada que sai xingando os outros ao invés de argumentar racional e logicamente o seu ponto de vista. Você foi repreendido por uma conduta antissocial e sua resposta é xingar com seu “site é horrível”, “jornal barato de esquina”, e “sensacionalista”, além de mentir com “ele não traz informação, ele traz ofensas”, etc. Se você se comporta assim em público, você não pode achar ruim quando alguém lhe chama de “burro”.

        Não estamos pré-julgando você por ser “da Igreja que sou membro”. (Aliás, dica para o futuro: O correto seria “da Igreja na qual eu sou membro” ou “da qual eu sou membro”) Não estamos nem julgando você pela baixa qualidade intelectual de seus comentários. Estamos apenas lhe pedindo que se comporte aqui com educação. Pré-julgar pessoas que pensam diferentemente de você, como você fez ao chamar membros da Igreja que creem de maneira diferente de você de “ímpios”, é preconceito, e não aceitamos esse tipo de comportamento aqui. Esse é o seu último aviso.

        De qualquer modo, sinta-se sempre à vontade para ler nossos artigos, mesmo que seja para rir “pois é hilário”.

      • Você atrai pessoas do seu nivel, e provavelmente casará com uma mulher parecida com você, que tenha idéias, ideais em comum (caso contrario o casamento nao perdurará)
        A missão quando bem feita constrói um homem ou mulher melhor, disto presto meu testemunho.
        na missão aprendi a ter mais paciência, perseverança, melhorei minha dicção e muitas outras coisas.
        Sendo assim agora estou hapto a atrair uma mulher com qualidades similares, porque melhorei.
        E sei que moças mais maduras e com maior perspectiva não teriam menor interesse no que eu era antes da missão. Então sim isso será uma benção. e talvez inclua um casamento com melhor perspectiva. Já que apartir de agora irei procurar moças com idéias mais similares a estas tão importante na vida conjugal. talvez para o mundo ela não seja a mais bela, mas será para mim, porque me preparei sem saber para encontrá-la.
        Sim um casamento é uma benção, e bem sabemos que o senhor abençoa as pessoas através de outras, esta dizendo que uma mulher não estaria apta a ser uma benção, isto é ridículo.
        Não é uma piada machista por ser aplicada a ambos os sexos, então posso dizer também que o homem é um objeto apenas servindo de benção a missionarias retornadas, mas não diria isso, Pois é só UMA BRINCADEIRA sem fundo Sexista. É uma pena que estejam mais dedicados a Luta do que a paz, Mais a o ódio do que a fraternidade, O artigo foi tendencioso não expôs as ideias com fundo intelectual que promete o site. retorno a dizer é uma Pena.
        A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos últimos dias ajudou minha família a ser oque é, em meio a tantas dificuldades meu pai que veio de uma família extremamente humilde encontrou la o apoio necessário para se tornar oque ele é hoje, minha mãe se batizou na igreja e sempre serviu com fé tendo responsabilidades que ajudaram muitos a sua volta, e nos ajudaram crescer como unidade familiar em um ambiente de apoio multo, nunca sofremos nem um tipo de preconceito ou algo do tipo.
        Sei que Jesus é o Cristo, sei que a Igreja ajuda as pessoas a se tornarem melhores, e sei que aquilo é só uma brincadeira boba sem nem um objetivo de ofender as filhas do pai. Volto a repetir é só uma brindeira sem fundo machista.

    • Obrigado p​elo​ seu comentário, Ana Paula. Compreendemos o estresse emocional resultante da dissonância cognitiva que lhe motivou a expressar-se de maneira tão emotiva e irracional.

      Compreendemos que seja natural para algumas pessoas que a dissonância cognitiva e o medo resultantes de se estudar fatos que conflitam com crenças pré-estabelecidas se manifestem através de expressões de ódio, intolerância, e anti-intelectualismo. Isso é natural.

      Estamos igualmente cientes da ilusão de anonimato que a internet incita em muitas pessoas.

      Não obstante, o nosso espaço, e esse aqui é espaço nosso e não seu, é dedicado para uma exploração aberta, racional, lógica e honesta dos fatos, e a conversas mais cordiais, racionais, lógicas e factuais. Portanto, sugerimos que tire uma folga para pensar consigo mesmo e reconsiderar essa sua postura.

      Solicitamos a gentileza de ler esse breve guia introdutório para sua reflexão e, quem sabe, lhe orientar a um próximo comentário que seja menos emotivo, mais educado, e​ ​intelectualmente mais produtivo. Se, por acaso, lhe ocorra a mudar de atitude e decida por uma conduta mais adulta e aberta, entre em contato conosco.

      Abraços.

  9. Não há machismo, pois a mesma piada é usada para os homens. Não se trata de definir a mulher ou o homem como um “prêmio” trata-se de uma piada, tal qual: “O último a chegar é a mulher do padre”, então seria o mesmo que fizer que quem usa essa última piada é preconceituoso. (E olha que muito ja usaram essa piada)
    Em segundo lugar, não acho legal tentar desmoralizar o comentáril dos outros, tentando evidenciar o erro de portugues deles, isso sim seria um preconceito, seria o mesmo que dizer que, pessoas que não sabem escrever na forma padrão, não são qualificadas para expressar seus argumentos e serem levadas a sério.

    E para finalizar, não é machismo querer ter uma esposa bonita, inteligente, carismática etc. Vai me dizer que você não acha sua esposa a mais bonita de todas? A beleza é diferente para cada um. Eu digo e acho a minha esposa a mulher mais bonita do mundo, mesmo ela não sendo a miss universo.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s