Qual o Objetivo do Trabalho Missionário na Igreja SUD?

Este texto não é de minha autoria e o publico aqui na íntegra por solicitação.


Pintura de David Lindsley

Pintura de David Lindsley

Olá, caros leitores do site. Estou escrevendo este texto porque acredito que este é um bom lugar para o pensamento livre. Faz anos que eu me questiono sobre algumas práticas missionárias da Igreja e se elas são realmente eficazes ou a quem elas visam atingir realmente. Entretanto, nunca pude comentar nada na Igreja porque seria imediatamente taxado de apóstata por não acreditar em algumas dicas de Pregar Meu Evangelho (PME).

Antes de mais nada, preciso deixar claro que servi como missionário há cinco anos e peguei a fase PME. Já estudava comunicação antes da missão, mas meus estudos mais significativos ocorreram apenas depois que retornei à universidade. Enquanto estudava, percebia que havia falhas na comunicação utilizada pela Igreja em suas abordagens missionárias, fosse pelo trabalho dos élderes e sísteres, fosse em programas como “Mãos que Ajudam”. Hoje não tenho tantos pudores para comentar esse tipo de assunto porque não frequento mais a Igreja. Embora eu duvide de uma série de coisas, eu não tenho ódio pela igreja e, inclusive, me permito indicar alguns amigos aos missionários. Gostaria de contar-lhes algo que aconteceu esta semana para poder ilustrar melhor o ponto em que quero chegar. Continuar lendo

“Loucos por ti… Cristo, Família e Brasil!”

ImageGosto muito de esportes…

Tanto de apreciar pela televisão como um bom e vibrante torcedor, quanto de literalmente participar em suas muitas e desafiantes diversidades…

O futebol acaba por receber uma atenção especial, como para a maioria de nós brasileiros…  

Sou corintiano, embora outros torcedores do mesmo time me criticam pela maneira que manifesto esta torcida, eu diria um tanto “apática” (rsrs), pois adoto a potura de humildemente reconhecer a qualidade e mérito de qualquer outro time, se merecido, seja ele qual for.

Não sou um ardente Corintiano, do tipo que costumeiramente vemos nos torcedores da “fiel”, que debatem e discutem com rigor e ousadia, mesmo quando errados, e  óbviamnete está bem distante de mim “os tipos extremados” (e infelizmente não raros) de em alguns casos de “loucura extrema”, perderem empregos, amizades, destroírem famílias, e outras muitas atrocidades espantosas. 

Continuar lendo

Misticismo e ortodoxia

O mormonismo tem sido uma tradição religiosa marcada por duas grandes tendências: o misticismo e a ortodoxia. Das revelações e outras experiências sobrenaturais de Joseph Smith até a formação de uma complexa estrutura que governa a Igreja em escala mundial, houve um extenso caminho a ser percorrido, ao longo do qual a ênfase original na revelação direta e a responsabilidade individual de cada membro por sua orientação espiritual foi sendo relativizada em certos pontos. Ainda que não sejam palavras ou conceitos comumente usados entre os santos dos últimos dias, misticismo e ortodoxia estão presentes na história mórmon mais do que se poderia imaginar. Neste breve artigo, tentarei esboçar como essas duas tendências se manifestaram e manifestam na Igreja sud. Continuar lendo

O leite derramado

Conto de Sueli Patelli

Dona Maria labutava o dia inteiro com os afazeres domésticos e cuidava de dois filhos pequenos, um de três e outro de dois anos, mas sua barriga já dava sinal de outro bebê a caminho.

Antes do sol raiar, seu marido, João, já estava na estação de trem a caminho do trabalho. Viajava duas horas no trem lotado, depois uma hora de ônibus até chegar à lojinha de aparelhos eletrônicos usados de que era sócio. Ao findar o dia era a mesma coisa, uma hora de ônibus, duas horas de trem. Chegava em casa depois das nove horas da noite, Continuar lendo

Chieko Okazaki (1926-2011)

Chieko Okazaki faleceu na segunda-feira, aos 84 anos. Americana de origem japonesa, Chieko foi a primeira mulher não-caucasiana (não-branca) a servir tanto na presidência da Organização das Moças quanto na Sociedade de Socorro.

Criada como budista, Chieko entrou em contato com missionários mórmons aos 11 anos,  frequentando a Igreja pelos quatro anos seguintes, até sua conversão, aos 15. Na Universidade do Havaí, Chieko conheceu seu futuro esposo, Edward, veterano da II Guerra e à época um fiel congregacionalista. O casal se mudou em 1951 para que Chieko fizesse pós-graduação na Universidade de Utah. Continuar lendo

Missionários Robôs?

(…) se tendes OU NÃO o desejo de servir a Deus, sois chamados ao trabalho.

Muitos detectarão no verso acima uma edição sacana da escritura em Doutrina e Convênios 4:3. Quem quer que o compare com o original, perceberá uma mudança total de significado, onde a condição individual de querer ou desejar servir simplesmente perde seu sentido. No entanto, foi basicamente isso que ouvi em um discurso na sacramental, na semana passada.robotsAo falar sobre a importância de compartilhar o evangelho através da missão de tempo integral, o discursante disse “É por isso que aqueles que têm o desejo…”, quando então pausou e se corrigiu: “Não! Para os rapazes que têm ou não o desejo e para as moças que tiverem o desejo…”.

Continuar lendo