182ª Conferência Geral Anual da Igreja Sud

Esta discussão se refere à Conferência de abril de 2012. Para a Conferência Geral de outubro, leia aqui.

O que chamou mais a sua atenção durante a última conferência geral de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias?

Que ideias ou ensinamentos você destacaria?

30 comentários sobre “182ª Conferência Geral Anual da Igreja Sud

  1. Os discursos foram muito bons, mas gostei muito do Elder Larry Y. Wilson. Gostei sobre o relato sobre a filha dele ir terinar no domingo. Sem dúvida muita gente precisava ouvir sobre ele enfatizar, que é um erro interfrir no livre arbitrio de quem quer que seja. e olha que ele conta que já viu muito membros serem forçados, por lideres a fazerem isso, ou aquilo outro. Sempre me incomodou ver isso na igreja. Certa vez em uma aula dos membros antigos, uma irmã, filha de um conhecido lider daqui de SP (já falecido) contou como a irmã dela ficou afastada por um certo tempo por ter sentido foçada pelo pai a ir na igreja quando esta não estava a fim, e o pai forçava a barra mesmo assim, dizendo que ela não tinha que querer, e sim ter que ir.
    Fico incorformado com essas ideias! Ora, se fala tanto em live arbitrio e pouco se entende dobre este!
    Claro que em certas situações, como no coprometimento de um chamado há o dever de honrra-lo, mas forçar a barra pra isso, ou aquilo outro?
    Gostei que o irmão acentuou que esta não é a forma do Senhor agir. Quando se lê o NT não vemos o menro indicio de Cristo forçando a barra de ninguem, um ex. entre muitos é o do jovem rico que quis saber o que lhe faltava pra ganhar a vida eterna.
    Por mais que é valido exortar,tentar levantar o animo que alguem desanimado, a decisão final, é de cada um, mesmo que esta venha a desapontar um pai, mãe, amigo etc.

    • Noto que há muitas pessoas na Igreja que inclusive relativizam o livre-arbítrio dizendo que ele é em algum momento perdido! Os mais jovens até receberam no Instituto o slogan “o arbítrio não é livre”. Que medo dessas doutrinas. “Assombro me causa”.

      • É exatamente essa questão que me refiro Antônio!
        Posso até entender se no caso, a questão se tratar das consequências ao assumir essa ou aquela escolha, quanto a isto é claro, mas fico inconformado em situações em que se priva alguém ainda que momentaneamente fizer uma escolha que vá de encontro com uma determinada expectativa, assim como o irmão deu o exemplo da filha dele ao ir jogar no domingo. Np caso foi muito melhor que ela tirou lição por experiência própria, ao invés de ceder pressão, caso houvesse.
        Com certeza qualquer pai quer ver os filhos firmes, mas firmes de que forma? Por que os pais ou lideres o pressionam? Neste caso o Evangelho se torna um jugo, em minha opinião.
        Como no caso da filha do referido Elder Wilson, a filha aprendeu a lição por conta própria. Abraço
        Cláudio

      • Muito dos detratores do Mormonismo fazem isto: pegam a crença e a doutrina mórmon, simplificam e fazem uma caricatura. Infelizmente o nobre apóstolo na ânsia de enfatizar o propósito da criação usou o mesma estratégia: fez uma simplificação grosseira de uma teoria científica, criando uma anedota que será contada e recontada várias vezes nas reuniões da igreja, fazendo com que nossos membros sejam mais e mais preconceituosos em relação às teorias científicas que tratam das orígens como o citado Big Bang e ,por extensão, as idéias de Darwin.

      • Emanuel, concordo com o que você escreveu, com duas ressalvas:

        1) O comentário não é uma “simplificação grosseira” apenas, mas é completamente ignorante e equivocada, não apenas de uma Teoria científica (uma das mais bem estabelecidas, diga-se), mas de todo processo científico e de todo os avanços científicos dos últimos 107-153 anos.

        2) Você percebeu a falta de coerência (inconsciente?) na sua análise acima? Cometendo o mesmo erro, e usando a mesma tática, os “detratores do Mormonismo fazem isso” enquanto “o nobre apóstolo na ânsia de enfatizar…” passa a percepção que *eles* usam essa arma com consciência e malícia, enquanto *nós* o fazemos apenas com boas intenções e sem querer.

        E, eu não concordo com sua parcimonia para o Russell Nelson. Primeiro, ele não fez esse comentário improvisado, o que normalmente explica e perdoa lapsos momentâneos. Ele teve 6 meses para preparar o seu discurso de Conferência, e submeteu o discurso pronto com pelo menos um mês de antecedência. Ele sabia que iria falar essa asneira de antemão. E segundo, ele é médico, com excelente formação acadêmica, e portanto, teve acesso a uma boa formação científica, e passou grande parte da sua vida profissional fazendo julgamentos baseasos em princípios e em ferramentas científicas que lhe informariam bem do tamanho da besteira desse comentário.

        No frigir dos ovos, um comentário absurdo. Ganha o prêmio da maior absurdidade da 182a Conferência?

      • Na realidade, marcello, a mensagem que passei foi: “os detratores fazem isto(..) infelizmente Russel M. Nelson fez o mesmo”.

    • Puxa. Essa é uma analogia “anti-Big Bang” que pode ser achada aos montes pela internet. Imagino que talvez esse trecho venha a ser editado no discurso impresso, pelo menos tirando “big bang” da frase.

      “Yet some people erroneously think that these marvelous physical attributes happened by chance or resulted from a big bang somewhere,” he said. “Ask yourself, ‘Could an explosion in a printing shop produce a dictionary?’ The likelihood is most remote. But if so, it could never heal its own torn pages or reproduce its own newer editions.” http://www.ldschurchnews.com/articles/62212/Elder-Russell-M-Nelson-Thanks-be-to-God.html

      • Sim, por isso eu estou baixando o vídeo original, pois poderá se tornar peça rara para publicações no futuro, seja sobre Mormonismo versus Ciência, seja sobre Redações de Discursos Proféticos, etc.!

        Inspirado pelo estimado Nelson, estou pensando em instituir um prêmio para pior comentário em Conferência Geral, mas eu acho que ele não merece dar o seu nome à ele. Quem poderia ser? Quem ficou famoso por fazer comentários que causam vergonha alheia ou desconforto?

        Eu pensei em dar o nome de Prêmio Sidney Rigdon, já que o seu discurso do “Sal da Terra” foi possívelmente o pior discurso na história do Mormonismo, mas o que você acha???

      • Foi, de fato, uma declaração surpreendente, porém coerente com o entendimento oficial do assunto – ou seja, de que o relato de Gênesis (confirmado pelas “escrituras modernas” – como Moisés e Abraão) é o descrição literal dos fatos. Ainda que haja na Igreja SUD que tente conciliar ciência e religião, basta abrir o manual do Velho Testamento para perceber seu viés estritamente anticientífico.

      • Leonel, você tem razão, mas é uma triste realidade. E nem sempre foi assim. Muitos Apóstolos no passado defenderam leituras não literais para o conto da Criação, como James Talmage, John Widtsoe, Hugh Brown, assim como Presidente dos Setenta Brigham Roberts, etc.

      • Marcello,

        acho que o Rigdon já é por demais injustiçado na história mórmon. E acho que o seu “sermão do sal” é uma leitura bastante criativa do texto bíblico. Se é uma interpretação “correta” ou “errada” é outra história 🙂

        Acho que o élder Benson no seu furor anti-comunista e anti-democrata fez algumas das declarações mais “ousadas” em termos de política e sugerindo uma obediência cega.

        E que nome dar ao prêmio de melhores discursos? 😉

      • Acho que uma leitura simbólica de Gênesis é incentivada na Igreja, como no tocante à criação de Eva a partir de uma costela ou mesmo a criação de Adão a partir do barro; também o ensinamento de que cada “dia” é um período simbólico e não um dia de 24 horas. Estou enganado?

        Claro que as autoridades gerais hoje não especulam mais sobre pré-adamitas ou a mesma terra sendo reorganizada sucessivas vezes. :0

        Outra coisa que me impressiona na afirmação do élder Nelson é o uso de um clichê. Numa pesquisa rápida no Google, encontrei a frase em vários sites “cristãos”. Alguns atribuem a frase inclusive a Benjamin Franklin, o que duvido muito que seja verdade.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.