Utah, único estado americano com fuzilamento

O governador de Utah assinou na segunda-feira passada (23/03) a lei que permite a execução de condenados à morte por fuzilamento, quando não for possível o uso de injeção letal. Com a lei aprovada pelo republicano Gary Herbert, Utah volta a ser o único estado nos EUA a de facto permitir a execução por fuzilamento. [1]

Cadeira usada para fuzilamento na Penitenciária Estadual de Utah, na cidade de Draper. Foto: Deseret News.

Cadeira usada para fuzilamento na Penitenciária Estadual de Utah, na cidade de Draper. Foto: Deseret News.

Numeroso grupos pediam um veto do governador. Segundo seu porta-voz, “preferimos usar nosso método primário da injeção letal (…). No entanto, quando um júri toma a decisão e um juiz assina a ordem, fazer cumprir a decisão legal é obrigação do executivo”.

Estados americanos que permitem a pena de morte enfrentam dificuldades para adquirir as substâncias que fazem parte da injeção letal, vindas principalmente de laboratórios europeus. A União Europeia defende a abolição universal da pena de morte.

A última execução por pelotão de fuzilamento em Utah ocorreu em junho de 2010. Ronnie Lee Gardner era culpado de dois assassinatos, cometidos em 1985. Após ter a opção de escolher o uso de injeção letal, Gardner pediu para ser fuzilado: “acho que é minha herança mórmon”, explicou.

Gardner provavelmente tinha em mente a doutrina da expiação pelo sangue, defendida por Brigham Young e outros no séc. XIX, segundo a qual certos pecados, com o homicídio, exigiriam o derramamento de sangue do culpado.

Devido à polêmica em torno da execução de Gardner, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou à época uma declaração em que desabonava a expiação pelo sangue como doutrina e a declarava mero fruto de uma oratória exagerada.

_______________________
[1] Embora Utah seja o único estado a ter autorizado o uso de fuzilamento como método de execução nos últimos 40 anos, e apesar de ser atualmente o único estado onde fuzilamento sirva de opção prática e viável, técnicamente o estado de Oklahoma também permite, legalmente, tal método. Contudo, em Oklahoma o fuzilamento é uma terceira opção possível no código penal, única e exclusivamente apenas se houver uma eventual decisão judicial que proíba ambas as duas opções primárias (i.e., injeção letal ou eletrocução). Este improvável cenário tornar-se-á mais improvável ainda quando a lei autorizando o envenenamento por gás nitrogênio for aprovada, relegando o fuzilamento para quarta possibilidade numa eventual decisão judicial contrária. Este artigo foi corrigido para incluir esta informação.

7 comentários sobre “Utah, único estado americano com fuzilamento

  1. – interessante,mas…..no caso do governador só “canetou” o que a maioria decidiu,vivemos isso aqui no Brasil,isso da a pessoa o direito de como queira morrer,e nos discursos que líder acabou falando
    algo nada a ver? Todos nós falamos as vezes coisas sem fundamento achando que é doutrina.

  2. Desculpe Sid Rock, todos nós?, virgula, só repetimos como papagaios o que os nossos profetas ensinam sem nenhum senso critico porque somos ensinados que fazer isso é uma blasfêmia. Triste é ver profetas atuais desmentindo profetas antigos quanto a seus ensinamentos inspirados como “mero fruto de uma oratória exagerada”.Pelo que estudei sobre a doutrina ensinada por Brigham Young ele nunca declarou como uma mera opinião pessoal, ele ensinava sim como uma doutrina pois como ele certa vez declarou “ele nunca ensinou nada que não fosse pelo poder do Espirito Santo”.
    Infelizmente nossos líderes atuais não tem a coragem e dignidade da liderança antiga como a de Brigham Young que falavam de forma clara o que pensavam sem medo do que outros iriam pensar. Hoje vemos declarações como esta, dúbia, que mais confunde do que esclarece. Nem confirmam e nem negam a doutrina de forma direta e clara. Pois afirmar que a “oratória é exagerada” não é o mesmo que dizer que a doutrina é falsa mas apenas que houve acréscimos fantasiosos a uma doutrina básica. O receio e covardia de desmentir um profeta antigo para não manchar sua reputação sem explicar porque eles estavam enganados com suas idéias acaba por declarações cínicas como esta.

    • -tu n entendeu,falei primeiramente em relação as leis dos homens,como no caso do governador ter assinado é pq a maioria decidiu..aqui no Brasil q qlqr projeto tem um trajeto para passar e votar,e só no fim se todos estão de acordo o presidente assina.Isso é fato,sem choro.
      – a outra é,como vou ensinar doutrina mais profundas se a maioria dos santos n esta preparada p recebe-la? Brigham falou,o que vamos fazer? Vamos bater de frente e ensinar na Igreja sabendo que os membros n estão preparados?
      – quanto n chegar o dia,nada te impede de tu saber por ti msm…e ainda afirmo q n podemos sair ensinando coisas achando q eh doutrina.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.