Apoiadora da ordenação feminina perde recomendação do templo

KristyIntegrante da organização Ordain Women (Ordene as Mulheres, em tradução livre), Kristy Money recentemente teve sua recomendação para o templo confiscada. Segundo a psicóloga, seus líderes locais no estado americano da Georgia a haviam ameaçado com tal ação em março deste ano, caso não deixasse o Conselho Executivo do Ordain Women. A organização pede a ordenação de mulheres aos ofícios do sacerdócio na Igreja SUD. Em texto publicado no site da organização feminista, Kristy fala sobre sua decisão:

em 21 de junho, exatamente um ano depois de ter testemunhado a igreja excomungar minha amiga Kate enquanto eu estava sentada ao lado dela, eles me tiraram minha recomendação. Tenho fielmente possuído um recomendação desde os 12 anos, e continuo a seguir a Cristo até hoje. Tomar minha recomendação me prejudica como pessoa, coloca um homem entre mim e Deus, e me rotula como sem valor (o significado natural de não ser digno). Esse tipo de desonra tribal não é o Caminho de Jesus Cristo. Jesus chamou todos a ele, abençoando o menor desses em sua sociedade: Ele elevou e deu status à mulheres. Em contraste, meus líderes me proibiram de falar na igreja e ameaçaram com mais disciplina se os desobedecesse. Estou declarando publicamente o que aconteceu, na esperança de que seja a última mulher a ser disciplinada por autenticidade e recusa em se submeter aos meus líderes masculinos locais.

Em janeiro deste ano, outra integrante do Ordain Women, April Young Bennet, lamentou que, após ser pressionada pelo seu presidente de estaca, saiu do conselho da organização e retirou todos os seus textos publicados na internet que argumentassem em favor da ordenação feminina, para que pudesse renovar sua recomendação ao templo. “Escolher entre seguir os ditames da minha consciência e estar presente a um casamento da família foi de cortar o coração. No final, cheguei à conclusão de que enquanto outros podem me substituir como autora ou apoiadora, ninguém pode me substituir no meu papel como irmã do meu irmão”, escreveu.

Kristy Money, que viveu recentemente no Brasil, já publicou no Vozes Mórmons os textos Revista da Igreja Reescreve História e Quem Eu Acho que Sou?.

7 comentários sobre “Apoiadora da ordenação feminina perde recomendação do templo

  1. Me desculpem os que pensem diferente, mas eu acho esse discurso dela extremamente vitimista! Parece aquelas pessoas que ficam te espezinhando, alfinetando, enchendo a paciência aí qd vc manda essa pessoa calar a boca ela “ai meu deus, que horror, que terrível, como fui injustiçada”…

    • Tive essa mesma impressão, mas esse tipo de situação é difícil dizer se ela diz a verdade ou não. Mesmo assim acho que todas as mulheres que pertencem a esse grupo devem perder suas recomendações, pois estão ligadas a um grupo que é a favor de práticas não apoiadas pela Igreja, e usando uma desculpa de que algumas mulheres já receberam o sacerdócio ou de que o sacerdócio foi prometido a ela. Realmente creio que chegará o tempo das mulheres serem ordenadas, mas nada justifica a forma com que elas agem.

      • Por acreditar que as mulheres mórmons possuem o sacerdócio desde 1843 – para pegar emprestada a afirmação do historiador D. Michael Quinn – eu não consigo concordar 100% com o Ordain Women nem com a atual política da Igreja SUD. Por outro lado, esse debate pode ser proveitoso, especialmente por trazer à tona questões históricas e doutrinárias importantes.

        O que mais chama a minha atenção nesse relato da Kristy Money é como a recomendação para o templo infelizmente pode ser utilizada para “disciplinar” ou mesmo ameaçar, algo que já vi pessoalmente em outras ocasiões. Algumas estacas, por exemplo, têm formulado exigências extras para a recomendação – desde o uso obrigatório de camisa branca até o saldar a “dívida” de dois anos sem pagar dízimo.

        Tive um presidente de estaca que ensinava que o Milênio já podia ter começado, uma vez que havia muitos templos sendo construídos e isso era um sinal do Milênio. Tive um bispo que disse no púlpito, em pleno segundo turno de eleições presidenciais e para governador, que o correto seria perguntar em quem a pessoa votou, para dar ou não a recomendação do templo. Por que esses homens que expressam tais ideias exóticas não perdem a recomendação para o templo? Não são sequer corrigidos?

      • Realmente Antônio, isso acontece com frequência, assim como membros fora da liderança se vitimizam o tempo todo, então fica complicado para acreditar em algo apenas por que alguém disse que foi assim. Essa semana mesmo pude ver um membro que armou toda uma situação para para se fazer de coitado e prejudicar uma outra pessoa, isso acontece com frequência, não só entre os santos, mas onde há pessoas.

      • Isso mesmo Marcel. Meu bispo, muitos anos atrás, quando fui receber minha Benção Patriarcal, disse que só daria a recomendação se eu cumprisse um requisito pessoal que ele achava que eu deveria melhorar, mas que em nada influenciava a minha dignidade. Na época, bobinha e recém-conversa, aceitei sem discutir. Se fosse hj, eu batia o pé, pq recomendação do Templo não tem nada a ver com escolhas e estilos pessoais que não influam na sua dignidade como uso da camisa branca, tipo de corte de cabelo, a cor do sapato, em quem votou, etc etc etc. Mas no caso dessa menina e da que foi excomungada ano passado acho um vitimismo de doer. Perder a recomendação nesse caso não foi uma ameaça, foi a consequência de se quebrar uma regra. A Igreja tem regras: se vc quer cumprí-las, beleza, vai ter os direitos que lhe são dados, agora se não quiser, depois não reclama. É tão simples. Qd eu parei de ir na Igreja eu nunca reclamei de que “ah, tiraram minha recomendação” simplesmente pq eu não estava frequentando, oras! Não seria justo com os outros! A gente tem que ser menos beligerante em relação à Igreja, nem tudo que ela faz é proposital pra irritar ou ameaçar ou humilhar as pessoas! Existem erros sim mas tb existem padrões e regras! Em todo lugar é assim, pq na Igreja seria diferente? Ela e a Kate Kelly são vitimistas e eu lembro de um post num blog onde uma mulher que apoiava a ordenação feminina escreveu um poema e nele dizia mais ou menos “tiraram nossos direitos, nossa roupa branca pela qual tanto lutamos, minha eternidade com meus filhos”. Seriously? Tiraram ou vc fez até que tirassem? Vitimismo! Pode sim acontecer do bispo dessa irmã ter usado isso para fazer pressão nela mas não me parece o caso pq uma mulher esperta e inteligente como ela não deixaria isso acontecer se fosse só por ameaça. não. Vitimismo.

  2. Kristy Money,
    O que vale, na verdade, é a sua FÉ em JESUS CRISTO. E o que é guardado nos seus pensamentos. Lembras dessa passagem: “Senhor, eu não sou digno de que entreis em minha morada, mas dizeis uma só palavra e eu serei salvo”. E Jesus responde: “A tua fé te salvou”. A justiça dos homens é falha. Somente a justiça de Deus é verdadeira.
    Um abraço
    Araújo

  3. Pergunta número sete da entrevista de recomendação para o Templo:

    “Você apóia, concorda com ou está associado a quaisquer grupos ou indivíduos cujos ensinamentos ou práticas sejam contrários ou opostos aos aceitos por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias?”

    Para receber/renovar a recomendação é condição necessária que a resposta a esta pergunta seja NÃO. No caso de Kristy, apesar do que foi dito, não houve “confisco”, nem “ameaça”, muito menos “disciplina”.
    O que houve, na verdade, foi a “perda do direito de entrar no Templo” através do cancelamento de sua recomendação, depois de muitos “conselhos” por parte dos líderes sobre o que seu comportamento acarretaria, e não é medida de disciplina, mas tão somente a consequência clara e previsível de estar em desacordo com o que se exige para entrar naquele local sagrado.
    O contexto da notícia foi apresentado de maneira que a Kristy fosse vítima na situação, mas na verdade não foi, e a maioria dos que comentaram muito bem notaram isso.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s