Spencer Kimball: Caim é o Pé Grande?

O personagem bíblico Caim, filho de Adão e Eva, e irmão-assassino de Abel, seria o lendário Pé Grande, ou Sasquatch, do folclore norte-americano?

Spencer W Kimball, 12º Presidente d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias esclarece.

Spencer W. Kimball, Presidente d´A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (1973-1985) e Apóstolo (1943-1973)

Continuar lendo

DNA, Raças, e Etnias [Vídeo]

Uma iniciativa de propaganda da empresa de viagens e turismo Momondo que está dando o que falar traz uma mensagem fundamental para algumas crenças teológicas mórmons do século 19.

World Religions

O conceito é muito simples e científico, apesar de um pouco sensacionalista. Eles convocaram pessoas de vários lugares do mundo com forte senso nacionalista e orgulho étnico ou racial para fazer um teste de DNA e descobrir as origens genéticas de seus antepassados.

Assista o vídeo aqui (clique no ícone da roda dentada para ativar legendas em português): Continuar lendo

A descendência “cainita” de Joseph Smith

É de conhecimento geral que a Igreja SUD, em uma determinada época, acreditava que os negros africanos eram descendentes de Caim, portanto amaldiçoados para o Sacerdócio.

Essa doutrina, mencionada pelo próprio site oficial da Igreja no ensaio “Raça e Sacerdócio” menciona essa “doutrina” sendo cultural e oriunda aproximadamente ao ano de 1730.

Brigham Young também incentivou muito o estudo e que a religião não deveria contradizer a ciência. Podemos até dizer que Brigham Young era uma pessoa que possuía uma mente analítica. Ele não era uma pessoa que se acomodava com o pensamento contemporâneo, ele acreditava em vidas em outros planetas, embora estivesse enganado sobre a vida em nosso sistema solar, é de se admirar que um líder religioso cristão tivesse tais pensamentos em pleno século XIX.

Embora esses pensamentos fossem motivados pelas revelações de Joseph Smith, há que se mencionar a notoriedade em Brigham Young não aceitar o conceito de Adão ter sido criado do barro, como diz a Biblia. Algo surpreendente para a época, embora ele ainda estivesse errado em achar que o homem veio em sua forma atual do espaço, de outro planeta. Tenho grande admiração por Brigham Young, e ainda que estivesse errado em algumas coisas, ele não deixava de pensar.

Contudo, ele não pensou num assunto que talvez tenha sido um dos mais impactantes de sua presidência, qual seja, a exclusão dos negros do Sacerdócio. A justificativa era de que os negros não podiam portar o Sacerdócio devido a essa suposta descendência de Caim e para um homem que gostava de pensar sobre as doutrinas do evangelho, ele não teria tido esse pensamento se tivesse usado uma lógica simples e elementar.

'Caim e Abel' por Jacopo Palma il Giovane, ca. 1590

‘Caim e Abel’ por Jacopo Palma il Giovane, ca. 1590

Vou deixar esse assunto em aberto para explicar uma pesquisa cientifica recente e depois retomo esse pensamento. Continuar lendo

Racismo na BYU?

Alguém acredita que, em pleno século 21, e mais de 3 décadas após o fim da segregação racial na Igreja SUD, racismo ainda seja um problema na universidade oficial da Igreja Mórmon?

Os comentários de um Professor de Religião na Universidade de Brigham Young (BYU), em Provo, Utah, publicados ontem no The Washington Postcausaram desconforto — e furor — por seu conteúdo racista. Continuar lendo