Brigham Young: Criação de Adão

O Presidente Brigham Young fez os seguintes comentários sobre a Criação de Adão no histórico Tabernáculo Mórmon em outubro de 1853:

Brigham Young

“Olhe, por exemplo, para Adão. Ouça, ó Santos dos Últimos Dias! Supondo que Adão fora realmente formado a partir de barro, a partir do mesmo tipo de material do qual tijolos são formados; Que com esta substância Deus fez o padrão para um homem, e soprou-lhe o sopro da vida, e deixou-o lá, naquele estado de suposta perfeição, ele teria sido um adobe até hoje. Ele não teria conhecido nada.

Alguns de vocês podem duvidar da verdade do que eu agora estou falando, e argumentar que o Senhor poderia tê-lo ensinado. Isso é um erro. O Senhor não poderia tê-lo ensinado de qualquer outro modo que não seja a maneira pela qual Ele o ensinou. Você acredita que Adão foi feito do pó da terra. Nisso eu não acredito, embora supostamente está escrito na Bíblia; mas não está, no meu entender. Você pode escrever essas informações aos Estados Unidos, se você quiser – que eu declarei publicamente que eu não acredito nesta parte da Bíblia como o mundo Cristão crê. Eu nunca cri, e eu nunca quererei crer. Qual é a razão para a minha descrença? Porque eu cheguei à compreensão, e expulsei da minha mente todas as histórias de bebê que minha mãe me ensinava quando eu era criança.”
— Brigham Young
(Journal of Discourses 2:6 ênfase nossa)

Duas observações históricas contextuais:

  1. Brigham Young acreditava que Adão, ou Miguel, era nosso Pai Celestial.
  2. Brigham Young acreditava no literalismo biológico das narrativas bíblicas, como Deus (i.e., Adão ou Miguel) fazendo sexo com Maria para gerar Jesus.

Leia mais sobre o que Joseph Smith ensinou sobre negros

Leia mais sobre o que Brigham Young ensinou sobre Expiação

Leia mais sobre o que Joseph Fielding Smith ensinou sobre negros

Leia mais sobre a proibição de ordenação de negros ao Sacerdócio

Leia mais sobre o que Joseph Smith ensinou sobre escravidão negra

Leia mais sobre o que Brigham Young ensinou sobre a semente de Cã

Leia mais sobre o que Brigham Young e John Taylor ensinaram sobre negros

7 comentários sobre “Brigham Young: Criação de Adão

  1. Vamos lá “Vozes”, estamos ansiosos por vossa opinião. Eu particularmente não tenho subsídio teórico para dizer nada substancial sobre este assunto.
    Abraço,
    Lígia

    • “…eu não acredito nesta parte da Bíblia como o mundo Cristão crê. Eu nunca cri, e eu nunca quererei crer. Qual é a razão para a minha descrença? Porque eu cheguei à compreensão, e expulsei da minha mente todas as histórias de bebê que minha mãe me ensinava quando eu era criança.”

  2. Vozes, eu não sabia que Brigham Young era Antropólogo! Qual era a especialização dele Antropologia Teológica ou Antropologia Bíblica?

  3. Entendo que Brigham Young está dizendo que não acredita que Deus fez uma monte de barro e confeccionou o homem a partir deste “monte de barro”. Nem eu acredito nisto! O que temos de entender é que Deus fala por metáforas.
    Brigham Young disse “Porque eu cheguei a compreensão”; ou seja abriu-lhe o entendimento e ele não mais precisava da fé para acreditar porque sabia.
    A expressão “pó da terra” quer dizer os elementos que compõe a terra. Sabemos que todos os seres vivos foram criados a partir desses elementos.

  4. Adão foi feito como nós, só que em outro mundo, e foi posto aqui nesta terra assim, como cada supla de animais e seres viventes afim de povoar a terra.

    • “””Adão foi feito como nós, só que em outro mundo, e foi posto aqui nesta terra assim, como cada supla de animais e seres viventes afim de povoar a terra.””””

      Essa era a ideia de Brigham Young, embora ele estivesse errado e na verdade evoluímos de outras formas de vida como sugerido por Darwin, é de se admirar que ele já buscava alguma alternativa extra-biblica para a explicação da origem do homem por não conseguir aceitar esse conto mitológico. Isso era algo bem novo para os líderes religiosos da época, ainda o sendo até hoje.

  5. Brigham Young apenas viu que era um mito para se explicara origem do ser humano. Não sei se ele tinha conhecimento de outros vindos de outras religiões ou culturas. Mesmo não cvrendo na literalidade, deixo uma citação que é minha opinião pessoal

    “Na medida em que constitui parte de um sistema de crenças emocionalmente fortes, não há, por assim dizer, nenhum modo de decidir, em princípio, se o relato bíblico da criação da Terra é inferior ao proposto pelas ciências naturais: apenas são diferentes. Qualquer tendência a
    duvidar disse é ‘positivismo’.” (Eric Hobsbawm: Sobre História, p. 08).

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s