Perdendo Membros? Como Resgatá-los?

A Igreja Mórmon está perdendo membros. Muitos membros. Milhares de membros.

Isso é um fato incontestável. Análises estatísticas, avaliando tanto o Brasil, como a Igreja global, demonstram clara e inequivocadamente que a taxa de crescimento da Igreja vem se mantendo, em média, nas mesmas proporções que a respectiva taxa de crescimento populacional. O que significa que a Igreja SUD cresce ao mesmo ritmo em que nascem bebês.

Tempos difíceis para a Igreja Mórmon?

Tempos difíceis para a Igreja Mórmon?

Contudo, essa não é o único dado estatístico relevante. A Igreja SUD faz um investimento ímpar em esforços missionários e em proselitismo para conquistar e recrutar novos membros, e não apenas manter os filhos e os netos dos membros já existentes. O fato da Igreja investir tamanho intenso investimento e ainda assim apresentar um crescimento relativo nulo só pode significar que a taxa de retenção é muito baixa, ou a taxa de evasão é muito alta.

Todo membro ativo, que já serviu ou serve como mestre familiar ou professora visitante, sabe disso em sua experiência pessoal. Quantas centenas de membros da Igreja encontram-se nos registros oficiais de sua ala ou ramo mas nunca frequentam a capela? Ou sequer conhecem os membros que frequentam? Ou sequer moram nos endereços anotados nas fichas oficiais?

No Brasil, essa taxa de evasão gira em torno de 75%! Nos Estados Unidos, país sede do mormonismo, em torno de 60%! Portanto, vê-se esforços intensos (e até milionários) por parte da liderança da Igreja para reverter essa sangria de fiéis.

A Igreja SUD, aparentemente, tem uma nova tática nos esforços para reverter essa abismal taxa de evasão: Continuar lendo