Perdendo Membros? Como Resgatá-los?

A Igreja Mórmon está perdendo membros. Muitos membros. Milhares de membros.

Isso é um fato incontestável. Análises estatísticas, avaliando tanto o Brasil, como a Igreja global, demonstram clara e inequivocadamente que a taxa de crescimento da Igreja vem se mantendo, em média, nas mesmas proporções que a respectiva taxa de crescimento populacional. O que significa que a Igreja SUD cresce ao mesmo ritmo em que nascem bebês.

Tempos difíceis para a Igreja Mórmon?

Tempos difíceis para a Igreja Mórmon?

Contudo, essa não é o único dado estatístico relevante. A Igreja SUD faz um investimento ímpar em esforços missionários e em proselitismo para conquistar e recrutar novos membros, e não apenas manter os filhos e os netos dos membros já existentes. O fato da Igreja investir tamanho intenso investimento e ainda assim apresentar um crescimento relativo nulo só pode significar que a taxa de retenção é muito baixa, ou a taxa de evasão é muito alta.

Todo membro ativo, que já serviu ou serve como mestre familiar ou professora visitante, sabe disso em sua experiência pessoal. Quantas centenas de membros da Igreja encontram-se nos registros oficiais de sua ala ou ramo mas nunca frequentam a capela? Ou sequer conhecem os membros que frequentam? Ou sequer moram nos endereços anotados nas fichas oficiais?

No Brasil, essa taxa de evasão gira em torno de 75%! Nos Estados Unidos, país sede do mormonismo, em torno de 60%! Portanto, vê-se esforços intensos (e até milionários) por parte da liderança da Igreja para reverter essa sangria de fiéis.

A Igreja SUD, aparentemente, tem uma nova tática nos esforços para reverter essa abismal taxa de evasão: Spam eletrônico.

Vejamos esse email, enviado de maneira não solicitada para uma membro em registro da Igreja SUD (que já não se identifica como mórmon e não mantém filiação de facto à Igreja há anos) por uma funcionária da Igreja no departamento de “Serviços de Membros SUD”:

member-locator

De: Localizadores de Membros SUD
Para: Fulana

8 de dezembro de 2016

Estimada [Fulana],

Nós estamos entrando em contato com você através do endereço de email que você forneceu para o uso da Igreja SUD.

Fomos notificados que sua irmã, [Beltrana], se mudou, e nós não mais temos o endereço atualizado dele/dela. Por favor ajude-nos a enviar o seu registro de membro para o seu respectivo ramo ou ala enviando-nos seu endereço e telefone atualizados em um email de resposta.

O endereço residencial é o preferido.

Obrigada.

Meady Meyers
Serviços de Membros SUD
Localizador de Membros SUD [arroba] Igreja SUD [ponto] ORG

Naturalmente, essa tática levanta uma série de questões. Seria uma forma eficaz de manter contato com membros (ou, mais apropriadamente, ex-membros) que não desejam contato ficar enviando spam eletrônico para seus parentes? Não seria mais eficaz investir em estudar os motivos que levam às elevadas taxas de evasão? Não seria intrusivo bisbilhotar na vida privada das pessoas (e.g., que se mudaram) quando elas não demonstram interesse em atualizar a Igreja de mudanças?

Quem acha essa tática válida e produtiva, diga-nos seus raciocínios.

Quem acha outras questões que tal prática levanta, diga-nos quais.

13 comentários sobre “Perdendo Membros? Como Resgatá-los?

  1. A igreja como instituição precisa mudar, os membros precisam mudar, a forma de lidar com assustos difíceis precisa mudar.
    Eu não frequento a igreja a meses e meu status de membro continua ativo.
    Porque será?
    Mas, nunca recebi visita nem telefonemas, creio que o foco ė buscar membros novos.
    Me sentiria ofendida em receber um email como exemplo acima.
    Outro detalhe e a forma que os membros te tratam fofocas,mentiras e claro muitos viram a cara quando te encontram na rua.
    Ou existe um conceito de união irmandade ou a igreja perderá cada dia mais membros.

  2. É necessário facilitar um pouco a vida dos membros, este não é um jugo suave e um fardo leve! Além de ter que lidar com a doutrina que se contradiz, milhares de responsabilidades sufocantes, shopping milionário, garments desconfortáveis, ainda por cima nem um cafézinho pode se tomar….

    A igreja deveria se “cristianizar” fazer mais caridade, falar mais de cristo e menos de líderes gringos, deveria liberar o sacerdócio as mulheres… parar de pegar no pé dos gays, não precisa mudar a doutrina mas pegar no pé de filhos de gays já é maldade!

    Deveria tornar o LM um livro “inspirada” e não um livro pseudo-histórico…

    Facilitar a vida dos missionários…

    As pessoas nao ficam na igreja, pq é um sacrificio sem fim

    • Exato, responsabilidades demais e desnecessárias, eu saí depois que cheguei a conclusão que é tudo mentira e que deus não quer tudo isso de nós, o importante é como minha mãe diz, fazer uma boa ação aqui na terra, melhorar todo dia e não anoitecer e amanhecer lá dentro, abandonando filhos e esposas para trabalhar de graça para esses gringos que tanto idolatram!

  3. O problema do trabalho missionario e que quando falamos do evangelho para nossos amigos ou conhecidos, se eles tiverem conhecimento de como a Igreja opera, principalmente no aspecto financeiro e publicitario, nos certamente ficaremos constrangidos em tentar explicar que o nosso “Profeta”(Unico homem da terra que fala diretamente com Deus) recebeu instrucoes para construir Shoppings de 3 bilhoes de dolares e outros empreendimentos multi milionarios. Dificilmente alguem acreditara que Thomas S Monson recebeu revelacao para tais coisas. Nesse caso nos estaremos fazendo o papel de tonto. Para avancar o trabalho missionario, a igreja teria que fazer uma mudanca radical, abandonar o orgulho e anseio por aparencias de sucesso e comecar a fazer o verdadeiro trabalho de Deus aqui na terra, abandonar esses investimentos Babilonios e comecar a estabelecer Siao de verdade, abandonar os gastos milionarios em publicidade e investir no bem estar dos pobres e necessitados, tanto na Biblia, no Livro de Mormon e D&C ha dezenas de instrucoes e mandamentos em ajudar os pobres, as viuvas e os destituidos filhos de Deus em todo o mundo. Esse e o verdadeiro evangelho, parar com cosntrucoes de templos luxuosos e gastos desnecessarios com pessoas vivendo as custas da igreja( Algo explicitamente condenado no Livro de Mormon) Seja salarios, ajuda de custos, beneficios, cartoes de credito, carros, imoveis, bolsa de estudos, qualquer um que receba esses privilegios para ensinar o evangelho esta violando a doutrina ensinada pelos Profetas do Livro de Mormon. Quando a igreja decidir viver o evangelho de verdade as pessoas fora da igreja verao o resultado e automaticamente terao interesse em conhecer e filiar-se a igreja, o trabalho missionario sera muito mais eficiente e eficaz.

    • Se todos os mormons dia setenta pra baixo parassem de ir à igreja de uma vez, com tudo de terras e empresas que a igreja tem, estes dure setenta pra cima permaneceriam podres de rico e sua posteridade também (exceto se algum deles torrasse tudo). Esse seria o poder dos espólios de tudo o que a igreja tem. No fundo, eles só estão protegendo os negócios de centenas ou milhares de famílias do clubinho seleto deles. Diga-se de passagem que isso é perfeitamente normal no mundo, empresas, mas uma ‘igreja’, soa no mínimo estranho, não?

      Uma simples reforma nessa história de templos e capelas suntuosas e nas exigências administrativas (sem salário algum) do baixo e leigo clero já resolveria muita coisa. Tiraria ao menos a desculpa de que a igreja precisa desse tipo de coisa pra manter prédios e terrenos tão caros.

      Quando percebi que os negócios milionários do McDonald’s não são hambúrgueres, mas terras e terrenos, e que competem de perto com a igreja católica em posses de terras no mundo, não teve como eu não lembrar do que a igreja mórmon faz. Imagina só o que eles tem de terras e terrenos valiosos só pegando as fazendas, templos e capelas do mundo? No Brasil passa de mil prédios, se não me engano. Todos em ótimas localizações comprados a vista, o que sugere que compraram por pechinchas. “Ah, mas eles não vão vender!”, bem, talvez não nessa década, mas é um poder de fogo incrível nas mãos em qualquer futuro.

      A ilha de Manhattan, por exemplo, foi comprada por U$ 24,00 alguns séculos atrás, hoje vale o próprio PIB (ou seria o valor das empresas ali, não recordo) mais metade de Los Angeles. Só pra teu idéia do poder desse tipo de investimento.

      • Enquanto pensava sobre o que escrevi, lembrei claramente que abandonar esse negócio dos templos do modo como é feito pela sud nunca vai acontecer.

        Os motivos são simples: o templo é o instrumento que permite o controle cognitivo do povo mórmon e a principal desculpa de ofertas e dízimos, por ter sido pintado como único portal de entrada no céu. Isso está tão arraigado no mormonismo que é praticamente impossível subtrair de sua história e doutrinas, já desde os primeiros dias da igreja fundada por JS. Eles sabem que o povo venera o lugar e os sacrifícios impostos ( especialmente ao povo da época inicial) como um sinal de heroísmo e devoção ‘verdadeiras’ nos tempos atuais. O humano carece disso, especialmente a maioria, de uma significação de vida.

        Tire isso do mormonismo e não creio que sobre muita coisa.

        A reunião multi-estacas de hoje com Holland só confirmou isso. Além de outra coisa: é mais importante se fiel e obediente à igreja e aos gringos que a comandam do que ao próprio Cristo. Estes sim, com poucas exceções, terão privilégios e poderão sentar-se à mesa para o gordo banquete. “Obediência quero é não sacrifícios” hoje tem um sentido novo pra mim. Poucos conseguem ser adaptar a este sistema de castas comandado por uma pequeno grupo de famílias.

    • Boa noite,
      Fabio, concordo plenamente com vc, principalmente essa última frase:
      “Quando a igreja decidir viver o evangelho de verdade as pessoas fora da igreja verao o resultado e automaticamente terao interesse em conhecer e filiar-se a igreja, o trabalho missionario sera muito mais eficiente e eficaz.”
      Eu vivi na igreja por mais de vinte anos. Sempre sendo chamado para reuniões, mais e mais reuniões. Visitas de MF, reativação de membros. Atualização do cadastro de membros da ala. Tudo isso toma o tempo de todos. Quando chegamos nas casas das pessoas, muitas delas já estão em outras denominações. Aparentemente muito mais felizes. Sabe por quê? Lá elas dizem que encontraram o verdadeiro evangelho. Lá elas ficam ouvindo o tempo todo as pessoas falando de Cristo, da Bíblia, dos profetas do Velho e Novo Testamento. Aprendem a servir a maneira de Cristo. Uma verdadeira conversa com Deus, sem precisar de intermediários. Sem precisar idolatrar os pseudos Profetas Americanos. Amando e adorando apenas Deus e Jesus Cristo.
      Hoje estou sem frequentar a igreja, e estou vendo o quanto tempo perdi na dedicação em agradar os líderes, gastando meu escasso tempo para pregar um livro que não consegue se sustentar com fatos, totalmente sem base legal para se manter.
      Os líderes dizem que devemos viver pela fé, mas como manter a fé em algo que não tem sustentação histórica?
      Passamos décadas na igreja e encontramos apenas os líderes velhos, de antigamente, achando que são os verdadeiros escolhidos. Os membros novos são usados para fazer todo tipo de serviço, são, praticamente, obrigados a fazer o proselitismo, enquanto os “antigos” ficam nas intermináveis reuniões de números e conferência de dízimo e planilhas e mais planilhas.
      Não dá para entender.
      Desculpem, não consigo aceitar.

  4. “Já pensastes que Deus te criou para brilhar. A alguém a esperança vais trazer. E que tens as promessas do Pai no coração? Podes ser só uma luz neste céu. Mas tu és capaz da negra noite iluminar. Onde encontrar alguém irá sua mão estender e ajudar. Ao te ver brilhar muitos vão achar o caminho a trilhar. Na escuridão não te esconderás, pois muitos te verão. Ajudarás quem enxergar tua estrela brilhar. A alguém a esperança vais trazer. Sem perceber em tuas mãos tens um grande poder. Muitos não sabem onde encontrar alguém que irá sua mão estender e ajudar. Ao te ver brilhar muitos vão achar o caminho a trilhar. Na escuridão não te esconderás, pois muitos te verão. Ajudarás quem enxergar tua estrela brilhar. Tua estrela brilhar.”

    Tenham um ótimo final de ano, repleto de alegrias e conquistas ! 🙂

  5. Fui membro da igreja mórmon por 20 anos e agora sou Testemunha de Jeová. Mesmo eu tendo comunicado à igreja, por meio carta e pessoalmente minha saída, continuam a mandar os missionários e os mestres familiares a minha procura.

    Como Testemunha de Jeová eu vou de casa em casa pregar e falar da minha crença com as pessoas (método de pregação abandonado pela igreja), e damos estudos bíblicos que seria algo como as palestras dos missionários. Assim que, de casa em casa já encontrei muitas pessoas que se batizaram na igreja mórmon mas que já não frequentam há muito tempo e muitos nem sabiam direito o que faziam lá, meros fogos de palha batizados em tempo recorde. E encontrei todas essas pessoas em bairros pobres da periferia da minha cidade. Inclusive tive dois homens que estudavam a Bíblia comigo que foram batizados. Só da minha família há pelo menos três pessoas que se batizaram e nunca mais puseram os pés na igreja.

  6. Foi muito bom ler esse artigo porque estou pensando num projeto de servir estes membros que estão somente como nomes no MLS, até vou ver se poderia fazer uma pesquisa sobre o motivo de estarem afastados. Independente dos comentários que li, com argumentos bem concisos e coerentes. Gostaria de prestar meu testemunho da razão pela qual estou firme na igreja.É pela a influencia do Espírito Santo que vivifica minhas faculdades mentais me dá o espírito de profecia, ilumina meu entendimento, renova minhas esperança acende meu otimismo sobre o futuro, me torna manso, perceptível, cheio de caridade e doutrinável para ouvir o conselhos do Senhor (não dos gringos como dizem uns nos comentários) me dá melhor entendimento das escrituras e de minhas decisões, clarifica a visão que tenho de mim mesmo, dos outros e da humanidade.Minha corrida e meu ânimo é para sempre ter esse sentimento comigo que descobri aos 11 anos de idade numa capela da antiga Ala Cambuci hoje Ala Monumento da Estaca Ipiranga/SP, desde então, percebi que sempre me arrependo ao ofender e afastar esse Espírito. Por este Espírito conheço e continuo me relacionando melhor com Jesus Cristo e o Pai Celestial.Se hoje vou ao templo, tomo o sacramento e faço tudo relacionado a igreja não é pela instituição somente, mas sim pelos frutos dessas ações em minha vida! Se Deus se comunica comigo e segue influenciando a minha vida, então só mudo esse caminho, se for para um melhor! Dentro de minha esfera, trabalho para que esta igreja seja sempre o Reino de Deus na Terra. E creio que a melhor imagem da igreja somos nós.Seja com nosso exemplo, seja em nossa comunidade, com nosso vizinhos ou em nosso trabalho. Ao iluminarmos o mundo com nossas virtudes individuais influenciaremos o coletivo e as instituições serão pressionadas a serem melhores.

      • Oi Camila…interessante sua pergunta já fui indagado se era espião da igreja, achei bacana…Agora sou caça recompensa cada membro que consigo excomungar é 10 mil na conta , vc tem alguma indicação? hehe

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s