Homens e mulheres amam de maneiras diferentes?

Texto de Larissa Arce Centurião

Imagem: livescience.com

Imagem: livescience.com

Há uns dias atrás entrei em uma pequena discussão a respeito do instinto materno, quando uma pessoa afirmou que “Um homem nunca vai amar seu filho da maneira que a sua mulher ama”. Homens e mulheres amam de maneiras diferentes?

Não, por isso não podemos deixar de compreender que essa frase certamente está repleta de equívocos, já que não se pode afirmar que diferenças físicas alterem o funcionamento mental de um ser humano. Nós, homens e mulheres, possuímos uma igual capacidade de amar. “Mas é a mulher quem gera a vida”. Mas olha que incrível! Aprendi nas aulas de biologia que homens e mulheres geram uma vida juntamente.

Qualquer indivíduo, independente do sexo, possui em si uma noção de defesa e cuidado sobre um incapaz. Ninguém nasce sabendo cuidar de uma criança. Ninguém nasce sabendo compreender todas as necessidades de um bebê (mesmo que ela o tenha carregado durante nove meses em seu útero), mas todos nascemos com uma natural capacidade de proteção. Nenhuma mulher nasce naturalmente querendo ser mãe, mas somos induzidas desde pequenas a ter esse desejo e a aprender essas habilidades. Acredito que se os meninos, assim como as meninas, fossem mais vezes estimulados a ‘brincar de boneca’, consequentemente muitos pensamentos como esse se quebrariam.

Imagem: savinggracephotographyblog.com

Imagem: savinggracephotographyblog.com

Uma pesquisa realizada em uma universidade israelense aponta para o fato de que o chamado “instinto materno” não é algo exclusivo de mulheres. Logo, homens também podem desenvolver esse talento. Essa pesquisa conclui que o tal instinto nada mais é do que uma relação e um resultado da maior convivência diária que se tem com a criança. Ou seja, em um mundo contemporâneo, onde ainda se tem raízes do patriarcado e uma forte divisão de tarefas relacionadas ao gênero, é obvio que em algumas famílias ou até mesmo em sociedades, é possível observar a mulher realizando esta atividade e entendendo mais do assunto que os homens.

Desconstruir e analisar o que hoje é ou não é natural a um ser humano é fundamental para lutar contra ações separatistas, com este exemplo especifico das mulheres, em que são colocadas em situações desiguais e inferiores aos homens por um ensinamento cultural e sexista de “natureza materna”.

6 comentários sobre “Homens e mulheres amam de maneiras diferentes?

  1. No momento que se faz uma afirmação categórica sobre algo, deixa de pertencer ao campo da ciência e passa a ser um dogma. (ainda que possa ser verdadeiro).
    “Homens e mulheres amam de maneiras diferentes? Não” Isto é um dogma, fundamentado em crenças, cultura de defesa a igualdade entre sexos e algumas pesquisas científicas, mas ainda um dogma, ao menos da forma como foi exposto e defendido esta premissa.
    As diferenças mentais, emocionais entre os sexos, se é que existem, provavelmente serão melhor demonstradas no futuro pelas neurociências, isto se for politicamente correto.

  2. Concordo em parte, porém um homem nunca vai poder apreender com os meses de gestação igual a mulher, talvez isso determine algum aprendizado e experiências diferentes.

  3. Legal o teu texto Larissa, como todos!! Será que todas as mulheres têm instinto maternal? Acho que não, por essa razão algumas optam por não terem filhos. Mulheres saudáveis com estabilidade financeira que não desejam ser mães…Também acredito que existam mães que não possuem esse instinto maternal. Seria possível? Fiquei pensando…instinto versus desejo, vontade…

  4. Respondo com base no meu achismo. Mulheres e homens podem amar de forma diferente, cada um a seu modo, mas no final tudo é amor. As vezes temos jeitos esquisitos de amar, o que não significa que não ame. Na nossa cultura machista talvez alguns homens sintam dificuldade em demonstrar, mas amam.

  5. Por se tratar de um sentimento, ou seja, algo abstrato e impossível de se medir. Certamente há homens que amam com toda sua capacidade de amar, limite pessoal dele. E por outro lado existem mulheres capazes de renegar, abandonar, jogar no lixo o próprio filho, por isso não acredito nessa diferença. Acredito apenas que nós mulheres somos mais entregues à esse sentimento, não temos vergonha, receio e nem pudor para demonstrá-lo, enquanto os homens, até mesmo por uma cobrança da sociedade é mais contido. Minha modesta opinião, conclusão: se acharem um homem que grite aos quatro ventos uma declaração de amor, seja por uma mulher, por um filho, ou até mesmo pelos próprios pais, case com ele….rs

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s