Como dialogar com o fascista em casa?

Filósofa, professora, colunista da revista Cult e autora do livro popular “Filosofia Pop”, Márcia Tiburi discorre em vídeo postado pelo SESI sobre pessoas que abraçam visões de mundo autoritárias, epistemicamente rígidas e inflexíveis, e intelectualmente áridas.

Ignorando-se a sua propensão para o uso do termo “fascismo” ou do adjetivo “facista” de maneira imprecisa, incorretamente atribuindo-lhe um significado amplo demais para abrangir quaisquer posturas rígidas ou autoritárias, ela apresenta interessantes pontos de consideração para brasileiros que, historicamente, flertam com autoritarismo ideológico, social e político.

Mórmons também abraçam esse tipo de visão de mundo? Você identifica traços da cultura Mórmon nas descrições da filósofa?

Assiste o clipe editado aqui:

 

Você pode assistir o evento em sua íntegra aqui:

O projeto InteligênciaPontoCom visa estabelecer bate-papos descontraídos entre convidados e o público sobre os mais variados temas da cultura nacional. Mensalmente, expoentes da cena brasileira conversam com as pessoas presentes no Teatro do SESI-SP, no Centro Cultural FIESP – Ruth Cardoso, e com os internautas.

Marcia Tiburi

2 comentários sobre “Como dialogar com o fascista em casa?

  1. Essas ideias anticristãs revestidas de alta intelectualidade são a pedra de tropeço de muitos cristãos hoje em dia. Além disso a Igreja não prepara adequadamente os cristãos fiéis para detectar os perigos dessas ideias na sociedade em que vivemos.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s