Desastres Naturais, Parte do Castigo de Deus?

Ao ver a devastação do furacão Harvey, o pastor cristão conservador John McTernan argumentou recentemente que “Deus está destruindo sistematicamente a América” devido à sua ira com a “agenda homossexual”.

Houston furacão desastre Deus

Desabrigados em Houston, Texas. | Foto: Adrees Latif/Reuters

Outros discordaram dos motivos da ira de Deus, mas não necessariamente com a suposição de que Deus pode estar furioso.  Ann Coulter, comentarista política conservadora, por exemplo, brincou que a eleição de uma prefeita lésbica em Houston era uma causa mais “crível” para o furacão do que o aquecimento global. E, do outro lado do espectro político, um professor da Universidade de Tampa twitou que Deus havia punido os texanos por elegerem republicanos. Ele posteriormente expressou arrependimento, mas foi demitido. Continuar lendo

Mesmo Pondo de Lado a Evolução, Geologia Básica Refuta o Criacionismo

No conflito em curso entre ciência e criacionismo, a evolução geralmente é um ponto principal de contenção. A ideia de que toda a vida na Terra evoluiu de um antepassado comum é um grande problema para os criacionistas. Como geólogo, porém, penso que as rochas sob nossos pés oferecem argumentos ainda melhores contra o criacionismo. Pois o modelo criacionista não se ajusta com o que você pode ver por si mesmo. E isso já era conhecido antes de Darwin escrever uma palavra sobre evolução.

Arca Noé Geologia Criacionismo Bíblia

Gravura usada em diversas publicações da Igreja SUD. Construindo a Arca, de Harry Anderson. © 2015 Intellectual Reserve, Inc.

O que dizem as rochas

Não preciso viajar muito longe para argumentar este caso. Há uma laje de rocha polida na parede do meu gabinete que refuta a chamada Geologia Diluviana: a visão de que uma inundação global e destruidora explica a história geológica após a criação inicial da Terra por Deus. Essa laje de quase dois metros e meio de comprimento é um conglomerado, uma rocha feita de fragmentos de rochas mais antigas trabalhadas com água. Continuar lendo

Por Que Nos Enfurecemos Sobre Religião no Facebook

No dia de Natal, o CEO do Facebook Mark Zuckerberg usou seu site para contar ao mundo que ele não era mais ateu. Dessa forma, o bilionário usou o Facebook para expressar seus sentimentos sobre religião, como muitos usuários de mídia social antes dele.

mídia religião debate

Debates sobre religião estimulam fortes reações emocionais em mídias sociais. Foto: Frank McKenna

Minha pesquisa mostra como debates sobre religião em redes sociais realçam emoções passionais nos usuários. Descobri que cristãos conservadores que discutem assuntos controversos sobre religião em debates do Facebook frequentemente o fazem de maneiras emocionalmente carregadas. Continuar lendo

Nove Entre Dez Brasileiros Atribuem Sucesso Financeiro a Deus

Pesquisa realizada pelo Datafolha e pelo Instituto Pew mostra que nove em cada dez brasileiros consideram Deus a causa principal de seu sucesso financeiro. O índice é de 90% entre os que se declaram religiosos, e de 70% entre os sem religião. Curiosamente, entre os entrevistados que se declararam ateus, o índice chegou a 23%.

pexels-photo-27633

Dentre os religiosos, evangélicos pentencostais e não pentencostais (denominações protestantes tradicionais) lideraram com respectivos 97% e 96%, seguidos por católicos (91%), kardecistas e espiritualistas (66%), e umbandistas (63%). Continuar lendo

Que Aparência Tinha Jesus?

Atualmente no noticiário, há a notícia sobre uma reconstrução do que está sendo chamado o rosto de Jesus. A reconstrução, pelo artista médico britânico Richard Neave, foi na verdade feita há mais de uma década, mas recentemente voltou a circular – dada a época do ano¹. Ao invés de ter a intenção de mostrar precisamente como Jesus se parecia, o projeto procurava demonstrar que aparência um judeu médio no primeiro século da Era Comum poderia ter.

Ator representa Jesus Cristo | Acervo de imagens do site lds.org

Ator representa Jesus Cristo | Acervo de imagens do site lds.org

Ainda que essa impressão, de um homem de cabelos escuros, de pele morena e olhos castanhos, cujo rosto parece desgastado por uma carreira de trabalho braçal externo, provavelmente não seja idêntica à aparência do Jesus histórico, é provavelmente uma aproximação maior do que muitos daquelas que aparecem frequentemente na cultura popular. Continuar lendo

Mapas Animados

Três mapas animados ajudam a ilustrar e a compreender o surgimento e a expansão histórica das religiões mundiais, e em especial, do Cristianismo.

World Religions

Alguns eventos, algumas sociedades, e algumas personalidades históricas foram fundamentais para determinar as línguas e as religiões que nós professamos hoje.

Surgimento das principais línguas escritas na história do mundo: Continuar lendo

O Amor de Muitos Esfriará

Eu sou moderador de um grupo de membros da Igreja SUD que conta com aproximadamente 11 mil pessoas. Frequentemente, coloco alguns artigos para instigar a opinião crítica, estimular o estudo do Evangelho e da história da Igreja, bem como de sua doutrina.

Contudo, percebo na maioria esmagadora dos comentários (9 em cada 10) um comportamento nos Santos dos Últimos Dias que me tem causado grande espanto: o esquecimento do amor cristão. Continuar lendo

Prepare-se para a IV Conferência Brasileira de Estudos Mórmons

Você já se agendou para a IV Conferência Brasileira de Estudos Mórmons? Ela acontece no dia 19 de janeiro de 2013, em São Paulo.

O tema da Conferência de 2013 será “A Relação entre Sede e Periferia na Igreja SUD”.

A Conferência é gratuita e aberta a todos os interessados. Continuar lendo

“O Evangelho da Esposa de Jesus”

Papiro copta faz referência à esposa de Jesus Cristo

Uma historiadora da Universidade de Harvard, especializada em cristianismo primitivo, identificou um pequeno fragmento de papiro em que Jesus Cristo é citado falando de sua esposa. A Dra. Karen L. King e sua equipe trabalharam sobre o pequeno fragmento de apenas oito linhas, partindo da ideia de que poderia ser uma fraude. Mas a conclusão unânime foi de que não era. O fragmento de “O Evangelho da Esposa de Jesus”, como foi nomeado o texto, é um documento autêntico em um dialeto do copta, idioma egípcio escrito com caracteres gregos, provavelmente do séc. IV.  O recorte do fragmento faz com que nenhuma frase esteja completa. Mas em meio à narrativa de um debate entre Cristo e seus discípulos, é possível ler “Jesus disse a eles: ‘Minha esposa…'”. Essa é a primeira alusão na primeira pessoa ao matrimônio de Cristo em um evangelho apócrifo. Logo abaixo, lê-se “e ela será capaz de ser minha discípula”. Continuar lendo

Jesus e Joseph hoje

Aqui vão dois cenários puramente imaginários.

1) Se o homem a quem chamamos Jesus Cristo vivesse hoje entre nós, com outro nome, de modo humilde e sem revelar de forma sobrenatural seu papel de messias, ele seria melhor aceito pela sociedade? Ou seria de novo vítima da intolerância e perseguição? Ele seria condenado à morte de novo? Legal ou ilegalmente? Como ele seria tratado pela mídia? Pelo governo? Pelas religiões? Ele seria aceito pelos cristãos (incluindo os santos dos últimos dias)? Quem o perseguiria? Continuar lendo

Jeová e Jesus Cristo são o mesmo ser?

A diversidade de nomes e títulos atribuídos à deidade pelas escrituras e as diferentes interpretações que estas recebem podem tornar difícil a identificação exata de quem é quem e gerar um longo debate teológico, como tem acontecido na tradição cristã. Os santos dos últimos dias, os quais acreditam na existência de seres distintos e na consequente distinção entre o Pai e o Filho, também são apanhados nesse debate, especialmente no que se refere à identidade do Deus adorado pelos antigos patriarcas e as gerações de israelitas descritos na Bíblia hebraica ou Velho Testamento.  Continuar lendo

A Fé Mórmon e as “Vãs Filosofias”

“Desde antigamente (…) bons e grandes homens, não tendo o Sacerdócio, mas possuindo profundidade de pensamento, grande sabedoria, e um desejo de elevar seus semelhantes, têm sido enviados pelo Todo-Poderoso entre as nações, para dá-los, não a plenitude do Evangelho, mas uma porção da verdade, para que possam ser capazes de recebê-lo e sabiamente utilizá-lo”.

Orson F. Whitney, citado por Howard W. Hunter. [1]

“Os grandes líderes religiosos do mundo como Maomé, Confúcio e os Reformadores, assim como os filósofos incluindo Sócrates, Platão e outros, receberam uma porção da luz de Deus. Princípios morais foram dados a eles por Deus para iluminar nações inteiras e trazê-las a um nível maior de entendimento como indivíduos. (…) Nós cremos que Deus deu e dará a todas as pessoas conhecimento suficiente para ajudá-los em seus próprios caminhos a eterna salvação”.

James E. Faust. [2]

“A filosofia é um tipo de questionamento sobre o ‘ser mesmo’ das coisas, sobre o valor e o sentido da vida e da ação, sobre a própria capacidade de conhecer, sobre se é possível ou não atingir-se a verdade e o que seria a verdade. É o pensamento, aventurando-se nas águas do próprio pensamento”. [3]

Considerações iniciais

Baseando-me nas afirmações e no conceito de filosofia apresentados, gostaria de tentar mostrar que podem existir algumas relações indiretas entre o pensamento de um dos principais fundadores do existencialismo [4] e elementos da fé e cultura mórmon. Com essa experiência, pretendo demonstrar que a filosofia, diferentemente do que alguns acreditam, pode ter lugar dentro do pensamento dos Santos dos Últimos Dias, auxiliando de alguma forma o desenvolvimento e aperfeiçoamento dos santos, sem necessariamente ter a intenção de alterar ou desqualificar qualquer doutrina pregada por A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Continuar lendo

A Errônea Associação do Catolicismo à Corrupção das Escrituras

Um dos fundamentos doutrinários dos santos dos últimos dias é a afirmação de que as escrituras bíblicas não permaneceram intactas desde a pena de profetas e apóstolos até nossos dias, mas sofreram adulterações de forma que passagens foram retiradas, editadas ou acrescentadas.

francis_bacon_1_study_after_velazquezs_portrait_of_innocent_x

Estudo do Retrato do Papa Inocêncio X por Velázquez, de Francis Bacon (1953)

Em 1 Néfi 13, lemos sobre a visão recebida por Néfi da instituição responsável pela corrupção do Novo Testamento, chamada de “grande e abominável igreja”. Muitos santos dos últimos dias interpretam essa instituição como sendo a Igreja Católica Apostólica Romana, embora a ação da “grande e abominável igreja” sobre as escrituras, descrita no Livro de Mórmon, não possa ter nenhuma relação histórica com o catolicismo romano. Continuar lendo

O papel da apologética sud no século XX

A apologética é definida como “a disciplina teológica própria de uma certa religião que se propõe a demonstrar a verdade da própria doutrina, defendendo-a de teses contrárias”. Em O papel da apologética sud no século XX, Marcelo Silva, que há muitos anos lida com a apologética especialmente na internet, pretende traçar um pouco da história desse campo desde os primórdios do cristianismo – desde Orígenes e Tertuliano até C. S. Lewis –  e seu uso por santos dos últimos dias nos séc. XIX e XX – de Orson e Parley Pratt, passando por B. H. Roberts até chegar a Hugh Nibley. Continuar lendo