Gary Stevenson: Negros Possuem Gene Extra para Espiritualidade

O Apóstolo Gary Stevenson recentemente afirmou em discurso de devocional no Distrito Dar Es Salaam Tanzania, na cidade de Dar Es Salaam, Tanzania, que negros teriam geneticamente mais espirituais que outras raças.

Apóstolo Gary Evan Stevenson do Quórum dos Doze Apóstolos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias desde outubro de 2015 (Foto: LDS.org)

Ou que tanzanianos seriam geneticamente mais espirituais que outros povos? Não ficou absolutamente claro. Veja por si, mesmo: Continuar lendo

Brigham Young e John Taylor

O que Brigham Young achava de John Taylor?

Brigham Young vs. John Taylor

John Taylor à esquerda e Brigham Young à direita

Nós publicamos um relato anotado por Samuel W. Taylor, neto do terceiro Presidente da Igreja SUD (1880-1887) John Taylor, de uma interação pessoal de seu avô com o segundo Presidente da Igreja SUD (1847-1877) Brigham Young que ilustra bem o que Taylor achava de Young. Agora, vejamos uma reconstrução pelo historiador Michael Quinn de vários relatos contemporâneos para ver o que Young achava de Taylor:
Continuar lendo

Brigham Young e John Taylor

O que John Taylor achava de Brigham Young?

Brigham Young vs. John Taylor

John Taylor à esquerda e Brigham Young à direita

Samuel W. Taylor, neto do terceiro Presidente da Igreja SUD (1880-1887) John Taylor, deixou anotado um relato de interação pessoal de seu avô com o segundo Presidente da Igreja SUD (1847-1877) Brigham Young que ilustra bem todos os relatos históricos de décadas de companheirismo apostólico entre os dois:
Continuar lendo

Podcast Mórmon #3 – POLIGAMIA

A Associação Brasileira de Estudos Mórmons e o Vozes Mórmons dão seguimento ao projeto coletivo de podcasts para discussão de temas relacionados ao Mormonismo: o Podcast Mórmon.

Neste episódio Antônio Trevisan, Emanuel Santana e Marcello Jun discutem o passado e o futuro da pesquisa acadêmico-histórica de um dos aspectos históricos, sociais, e culturais mais marcante no Mormonismo: POLIGAMIA.

Podcast 03 versão 02

Em 1831, Joseph Smith teria recebido uma revelação ordenando homens casados a desposarem mulheres ameríndias poligamamente para gerar Lamanitas brancos. Entre 1833 e 1839, Smith relacionou-se com uma adolescente e uma mulher casada em segredo, mas a partir de 1841 começou a casar-se secretamente com múltiplas mulheres, iniciando oficialmente uma cultura polígama. Havendo iniciado os seus acólitos mais fiéis na prática, e elaborado toda uma teologia templária ao seu entorno, Smith construíra um legado que viria a definir o Mormonismo pelos próximos dois séculos.

Assista aqui o podcast na íntegra:

Continuar lendo

John Taylor: expandir nossa educação

jt3Deveríamos expandir nossa educação e conhecimento em todas as áreas; cultivar o gosto literário; quem tem talento para literatura e ciência deveria desenvolvê-lo e todos deveriam desenvolver os dons que Deus lhes deu. (…) Se houver qualquer coisa boa e louvável na religião, moral, ciência ou qualquer coisa arquitetada para elevar e enobrecer o homem, nós a procuraremos. Queremos empenhar-nos ao máximo em obter conhecimento; o conhecimento que emana de Deus.

– John Taylor. The Gospel Kingdom, G. Homer Durham (org.), 1943, p. 277

John Taylor, Sobre Casamento e Família

Citação de John Taylor, sobre casamento e família.

“…[O] sistema [de casamento] com apenas uma esposa não apenas degenera a família humana, tanto fisicamente como intelectualmente, mas é inteiramente incompatível com noções filosóficas de imortalidade; é uma isca para tentação, e comprovadamente sempre foi uma maldição para os povos. Portanto, eu vejo a sabedoria de Deus em não tolerar qualquer sistema semelhante entre os dignos [da glória] celestial que serão reis e rainhas em Deus para sempre.”

John Taylor Poligamia

Fonte: The Latter-day Saints’ Millenial Star, volume 15, página 227

John Taylor: Revelação de 1886

John Taylor

Texto de revelação dada a John Taylor, Presidente da Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, 27 de setembro de 1886. Escrito de próprio punho.

1886

“Meu filho John, hás me questionado sobre o Novo e Sempiterno Convênio e o quão obrigatório deve ser ao meu povo. Assim diz o Senhor: Todos os mandamentos que Eu comando devem ser obedecidos por aqueles que Continuar lendo

Podcast Mórmon #101 – Conselho dos 50: O Governo Teocrático Mórmon

Podcast Mórmon #101 – Conselho dos 50: O Governo Teocrático Mórmon

A Associação Brasileira de Estudos Mórmons e o Vozes Mórmons anunciam o início de um projeto coletivo de podcasts para discussão de temas relacionados ao Mormonismo.

Buscando não ser redundante com a missão do site Vozes Mórmons ou das Conferências Anuais de Estudos Mórmons, o Podcast ​Mórmon consistirá em diferente mídia, e mais importantemente, diferente formato.

​Estruturado num modelo de programa ao vivo, o Podcast Mórmon incluirá resenhas de livros, entrevistas, debates​, e curtas apresentações com interação dos ouvintes através de perguntas, réplicas, e questionamentos enviados em tempo real (via Twitter, Facebook, e aqui pelo próprio Site).

General de Divisão Joseph Smith, jr.

General de Divisão Joseph Smith, jr.

Continuar lendo

Patriarcas: Pais Para Os Órfãos

John_Taylor_seated_in_chairO texto a seguir é a tradução de partes do editorial escrito por John Taylor em 1845, sobre a natureza do ofício patriarcal. O texto suscita alguns pontos interessantes, especialmente o fato de patriarcas ordenados estarem reparando, por assim dizer, uma situação problemática na Igreja. Para John Taylor, a bênção patriarcal é a bênção de um pai sobre seus filhos. Dessa forma, é direito do pai administrar tal bênção para sua própria família. O patriarca ordenado seria apenas um “procurador”, agindo em favor daqueles que são órfãos do sacerdócio. Continuar lendo

Origem e destino da mulher

A posição da mulher na doutrina mórmon ganhou uma reflexão especial pela pena de John Taylor. Morando em Nova York para editar o jornal The Mormon, na década de 1850, John Taylor conheceu a jovem e bela Margaret Young (sem  parentesco com Brigham), então com vinte anos. Transformando em artigo do seu jornal parte do que havia escrito em cartas de amor a Margaret, Taylor publicou, em 1857, Origem e destino da mulher, traduzido abaixo. Em setembro de 1856, Margaret havia se tornado esposa plural de John Taylor, com quem ainda teria nove filhos. Continuar lendo