Brigham Young e John Taylor

O que John Taylor achava de Brigham Young?

Brigham Young vs. John Taylor

John Taylor à esquerda e Brigham Young à direita

Samuel W. Taylor, neto do terceiro Presidente da Igreja SUD (1880-1887) John Taylor, deixou anotado um relato de interação pessoal de seu avô com o segundo Presidente da Igreja SUD (1847-1877) Brigham Young que ilustra bem todos os relatos históricos de décadas de companheirismo apostólico entre os dois:

“Lá em 1935 eu entrevistei um senhor de idade, que havia conhecido tanto [Brigham Young como John Taylor]. Ele disse-me ter estado no escritório do Presidente Young em Salt Lake City certa manhã, quando John Taylor passou pela porta aberta.

‘Pequeno Beau Brummell!’ Brigham o chamou sardonicamente.

[N. do T.: Beau Brummell era um estilista inglês famoso na primeira metade do século 19, notório por introduzir o terno moderno com gravata e um estilo de moda masculina pessoal popularmente julgada como afetada.]

John Taylor enrijeceu, virou-se e entrou. O comentário sarcástico de Brigham foi ocasionado pelo fato que Taylor vestia uma roupa nova de primavera, com calças listradas, jaqueta com gola de veludo, colete chique, uma camisa de babados, uma linda gravata, correntes de relógio de ouro pesado, abotoaduras, e um prendedor de gravata. Em contraste, Brigham Young estava vestido bem simples. Na Nova Inglaterra de sua vida pueril, quando um jovem chegava aos vinte e um, ele ganhava um par de botas resistentes e um sobretudo, e estes eram esperados durar-lhe o resto de sua vida. Durante o seu reinado de trinta anos em Utah nunca deixou de criticar as tolices da moda. No entanto, uma falha evidente em uma carreira de notável sucesso foi sua tentativa de convencer as mulheres a adotar o Traje Deseret, com todas se vestindo iguais.

Enquanto John Taylor parava diante da mesa de Brigham, o contraste entre os dois homens era impressionante. Taylor, uma pintura de moda masculina, era alto e musculoso, o seu bronzeado um profundo contraste com seu cabelo encaracolado de cor de neve branca. Brigham, obeso e duro com reumatismo, vestia um terno amarrotado com manchas de sopa no colete, foi-me dito.

‘Presidente Young’, Taylor disse rigidamente, ‘Eu o sustento em seu ofício como profeta, vidente e revelador. Mas…’, acrescentou, ‘Eu o desprezo como ser humano.”

Em seguida, com um curto, ‘Bom dia, senhor’, ele virou as costas e saiu.”


Referência
Taylor, Samuel W, Never Friends: Brigham Young and John Taylor, Special Collections, Utah State University, Leonard J. Arrington Historical Archives, Collection 1, Series IX, Box 57, Folder 16, 1-2.

4 comentários sobre “Brigham Young e John Taylor

  1. Normal, também trato alguns líderes ‘soturnos’ de igual modo: “Eu o sustento em seu ofício como profeta, vidente e revelador. Mas…eu desprezo como ser humano.”. Algumas vezes, felizmente foram raras, nem o ofício reconheço.

    • Ora Adriano, a frase: “Pequeno Beau Brummell!’ ” seria mais ou menos um: Uiuiui !! para nós brasileiros (me corrijam por favor o “vozes” se eu estiver errado) daí, Taylor voltar bravo (ao que parece). Já havia lido sobre o jeito britânico de Taylor e sobre o fato de sempre dar a impressão de nobreza, mesmo sem um tostão no bolso. Mas, se estivesse presente nesta ocasião, não ousaria tomar partido de nenhum dos lados, pois os dois teriam meu respeito por lutar de forma titânica pela causa que acreditavam. Um quase morreu ao lado de Joseph na cadeia e outro liderou um êxodo colossal a um território hostil. Se bem que Young tinha uma língua do “cão”…

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s