Famoso Cantor Mórmon Sai do Armário

Vocalista principal da banda de rock alternativa Neon Trees dá entrevista à revista Rolling Stone sobre o que lhe significa ser Mórmon no meio musical e como lidou com a necessidade de, crescendo na Igreja SUD e numa cidade em Utah onde 88% dos habitantes são SUD, manter sua escondida homossexualidade.

 

Tyler Glenn, vocalista da banda Neon Trees

Tyler Glenn, vocalista da banda Neon Trees

A banda Neon Trees foi formada em Provo, Utah. Todos os quatro membros da composição atual (Tyler Glenn, Chris Allen, Branden Campbell e Elaine Bradley) são membros da Igreja SUD. Com fãs fiéis por todos EUA (e até no Brasil), eles são especialmente adorados por seus seguidores Mórmons. Glenn especula, por um momento, como estes fãs Mórmons reagirão com a notícia que o vocalista ídolo da banda de rock Mórmon mais famosa da atualidade é, secretamente, gay.

Tyler Glenn cresceu numa forte comunidade Mórmon no Sul da Califórnia, e desde cedo descobriu sua paixão pela música. Glenn descreve como acordou lentamente para sua orientação sexual, apesar dos esforços constantes e da pressão social para se conformar às expectativas religiosas e hetero-normativas. Como todo adolescente, Glenn se sentia apaixonado de tempos em tempos — não por suas namoradinhas, mas sim por seus amigos homens. Eventualmente, Glenn serviu uma missão de tempo integral por dois anos em Nebraska com afinco, mas relata que em nada lhe serviu para o ajudar a se conformar com tais expectativas hetero-normativas.

 

 

Seu primeiro encontro — e seu primeiro beijo — homossexual ocorreu um mês após voltar de missão e então descobriu o que todo jovem heterossexual descobre em seu primeiro beijo: aquela faísca de atração física hormonal. “Pela primeira vez na vida, descobri o que sempre me faltou numa relação física”. Sentindo-se obrigado a buscar encontros escondidos online, Glenn se diz arrependido de se expor às situações mais perigosas do que acha que teriam sido necessárias doutra maneira.

Glenn relata como sofreu durante os anos iniciais de sua carreira musical com a dúvida e a tensão entre esconder ou assumir sua orientação sexual. Tentando conciliar sua vida familiar e religiosa com sua vida pessoal, Glenn decidiu namorar e casar-se com sua melhor amiga, mas nem esta decisão lhe trouxe conforto ou paz-de-espírito. Até que sua terapeuta Mórmon lhe ajudasse a aceitar-se como realmente é, e romper seu noivado com sua amiga (“Ela rompeu comigo com um bilhete que dizia ‘Eu te amo, mas você nunca vai conseguir me amar como eu preciso que me ame'”), Glenn finalmente encontrou equilíbrio pessoal, emocional, e espiritual para investir criativamente em sua carreira musical.

“Naquela época [do rompimento do noivado] eu fiquei devastado, mas ao mesmo tempo aliviado. A última coisa que eu queria para mim é ser como esses caras aqui em Utah que se casam [com mulheres] e levam uma vida dupla [homossexual]. Há muitos destes caras assim aqui em Utah.”

A banda segue crescendo, em grande parte devido ao talento criativo de Tyler Glenn. Duas de suas músicas foram para trilhas sonoras de filmes de alta bilheteria como Frankenweenie e Iron Man 3, e a popular série de TV Glee.

Tanto sua mãe, como a membro da banda mais religiosa Elaine Bradley, são explícitas em seu apoio de Glenn e sua orientação sexual. Ambas insistem em manter que não há quaisquer conflitos entre sua fé Mórmon e a vida amorosa do filho/colega de banda. Glenn, contudo, mostra-se menos ingênuo e discute abertamente as suas preocupações pessoais para manter tais relacionamentos intactos e saudáveis caso a Igreja volte para nova rodadas de campanhas políticas anti-gay. Não obstante, diz-se otimista para o futuro e aberto para continuar na religião de sua família e de seus amigos e colaboradores.

 

 

 

24 comentários sobre “Famoso Cantor Mórmon Sai do Armário

  1. Realmente o que Satanás promete ele cumpri,fazer os homens mais miseráveis que ele próprio,com certeza este jovem cantor e ex-missionário sabe que nos céus não há um terceiro sexo…Que Deus possa ilumina-lo e traze-lo de volta para supremacia masculina,como homens de verdade como HELAMÃ E NOSSO GRANDE SALVADOR JESUS CRISTO..E JOSEPH SMITH,NESTES HOMENS QUE ME INSPIRO MUITO..

    • Estudos científicos recentes sugerem que comportamentos e ideações homofóbicas intensas (como esta) tem suas raízes em sentimentos homo-afetivos reprimidos por estruturas sociais ou familiares rígidas e hierarquicas (como a Mórmon).

      Pelo menos, que sirva de exemplo de como a posição anti-gay da Igreja SUD nutre preconceitos imorais, anti-éticos, e fundamentalmente não-Cristãos.

      • vocês estão insistindo tanto nessa coisa de gay que ta virando mais 1 site sobre gays do que qualquer outra coisa, você acha lindo ele sair do armario? quebrar mandamento? pois é o que parece, só falta fazer postagem sobre o Félix agora!!! aff

      • Victor, a sua queixa de que o Vozes Mórmons estaria virando “mais 1 site sobre gays do que qualquer outra coisa” é uma afirmação completamente infundada na realidade. A título de curiosidade, eu levantei todos os artigos publicados no site e, destes, todos os artigos que abordavam a questão da homossexualidade e a Igreja SUD. Estes compõe exatamente 2,86% de todos os artigos publicados.

        Eu imagino que você irá concordar comigo que propor que um assunto que constitui 2,86% de todas as publicações “domine” todas as outras é simplesmente uma ideia estúpida.

        Ademais, achar que a 2,68% seja dedicar espaço demais para este assunto também é estúpido (como seria dedicar 30% ou 50%) porque a própria Igreja dedica enorme atenção de recursos humanos e financeiros para esta questão. Além das centenas de milhares de dólares dedicados a campanhas políticas contra gays que a Igreja SUD vem dedicando, note que se fala mais contra homossexualidade e homossexuais em Conferências Gerais do que se fala em cuidar dos pobres.

        Se há uma crítica a ser feita contra o Vozes Mórmons em relação ao assunto de Mórmons e Homossexualidade é que 2,86% é praticamente ignorar o problema.

  2. O que você quer dizer com isso Vozes Mórmons? Você é a favor do homosexualismo? Se for te digo, isso é não seguir as leis de Deus. Sendo um membro da igreja de uma forma pecaminosa não adianta nada. Te peço que pare de reprimir a religião Mórmon com seu website, pois isto não é ser um membro da igreja que prega o oposto em relação ao casamento que deve ser feito entre homem e mulher e assim foi ordenado por Deus. A igreja SUD não é anti-gay, Deus não deu poder ao homem ter um casamento com outro homem.

    • Daniel, aqui nós não somos nem a favor nem contra a homossexualidade. Da mesma maneira que não somos contra nem a favor da heterossexualidade. Nós somos a favor de tratar todas as pessoas com respeito e dignidade, e somos a favor da liberdade pessoal (i.e., livre arbítrio).

      Homossexualidade é uma das muitas expressões da sexualidade humana. Geralmente, ela é biologicamente determinada, o que significa que pessoas homossexuais nascem homossexuais sem quaisquer decisões pessoais conscientes. A própria Igreja SUD passou a aceitar este fato recentemente. Ser contra ou a favor da homossexualidade é tão racional quanto ser contra ou a favor de Negros, ou loiros, ou anões. Você já viu alguém perguntar para outra pessoa se ela era contra ou a favor de anões? Ou ruivos? Ou canhotos?

      Porque homossexuais nascem assim, eles não devem sofrer sanções sociais ou culturais por expressarem sua sexualidade com responsabilidade e dignidade. Afinal, ninguém espera impor sanções sociais ou culturais sobre heterossexuais por expressarem sua sexualidade responsavelmente e dignamente.

      Não obstante, a Igreja SUD ainda mantém uma péssima relação com os milhares de Mórmons que ou sejam homossexuais ou tem familiares/amigos gays. A Igreja persegue gays tanto moralmente, fazendo-os sentirem-se menos importantes ou relevantes ou mesmo íntegros que heterossexuais, como legalmente, gastando centenas de milhares de dólares em campanhas políticas por leis anti-gays. O próprio fato de estarmos aqui discutindo algo, eu e você, que deveria ser obviamente claro (não, nunca é ético discriminar alguém por sua natureza inata) sem qualquer discussão, é prova de que o preconceito institucional na Igreja reflete por toda cultura Mórmon ainda.

      Com relação ao seu questionamento sobre ser “ordenado por Deus” ou “Deus não deu poder ao homem ter um casamento com outro homem”: As interpretações e políticas da Igreja sobre práticas e costumes sociais são propostas e desenvolvidas por homens. Mesmo que você acredite fielmente que Deus seja o líder máximo da Igreja, o fato é inegável que Deus não está aqui na Terra cuidando dela, mas homens — falhos, como todos os homens. A Igreja SUD, até 1978, discriminava contra Negros, e a própria Igreja nega que tal discriminação tenha sido ordenada por Deus. Não obstante, os Apóstolos e Profetas engajados em tal discriminação defendiam-na como se tivera sido ordenada por Deus. Portanto, é natural que se compreenda que a atual discriminação contra homossexuais seja tão humana e falha como a discriminação contra Negros fora por 130 anos na Igreja SUD.

      Logicamente, isto não é uma exclusividade Mórmon. A própria Bíblia normatiza relações matrimoniais e familiares que poucos Cristãos hoje em dia aceitariam como ético ou moral. Por exemplo, a Bíblia regulamenta a escravidão de mulheres virgens para coerção sexual/matrimonial, obriga uma mulher vítima de estupro a casar-se com seu estuprador, exige que escravos sejam submissos a seus mestres Cristãos, claramente permite a escravidão humana em geral proibe mulheres de falar em público, ou de chefiar ou liderar homens em quaisquer capacidades, e obriga mulheres a serem completamente submissas e obedientes a seus maridos, mesmo aos que sequer são bons Cristãos. Este é o texto sagrado para todos Cristões, inclusive Mórmons, e ainda assim ignora-se estes mandamentos “ordenados por Deus” por serem imorais e anti-éticos, pertencentes a outro período histórico menos desenvolvido.

      Em algumas décadas, Mórmons verão preconceito contra homossexuais como uma relíquia de um passado bruto e ignorante, da mesma maneira que hoje vêem preconceito contra Negros (de 50 anos atrás) ou violência e subjugação contra mulheres (da Bíblia). Aqui não queremos “reprimir” Mórmons por serem homofóbicos. Queremos que todos Mórmons entendam esta homofobia, assumam-na, e assim sobrepujam-na.

      • Hahahahahahahahahaha! Rafael, você obviamente ainda não entendeu como funciona a falácia lógica do espantalho. Vá ler um pouco, depois volta e tenta de novo.

      • Isto é o que mais me preocupa, embora saiba que há muitos erros de cópias e traduções e que algumas partes são relatos apenas históricos, não se tratando de revelação, mas apenas relatos inspirados para registrar momentos importantes na história dos povos semitas e sua relação com seu Deus, ainda creio nas partes doutrinarias principiológicas que não foram adulteradas, principalmente naquela frase que se encontra tanto no livro de mórmon com na bíblia que diz, ” Jesus Cristo é o mesmo, ontem, e hoje, e eternamente(Hebreus 13:8). Porque não lemos que Deus é o mesmo ontem, hoje e para sempre e que nele não há variação nem sombra de mudança?(mórmon 9:9); Pois ele é o mesmo ontem, hoje e para sempre; e o caminho está preparado para todos os homens desde a fundação do mundo, caso se arrependam e venham a ele (1 Néfi 10:18), E assim segue.
        Acredito em uma verdade absoluta, e creio que enquanto não temos provas que a encontramos temos que considerar todas as hipóteses e teses fundamentadas. O que acontece é que enquanto não a encontramos, ficamos em disputas circulares e intermináveis de opiniões, tentando provar uns aos outros que estamos com a razão, por isto existem tantas diversidades de doutrinas cristãs, religiões, ideologias politicas, etc..
        Concordo que há muitos paradoxos nas escrituras canônicas, creio que é porque não conseguimos compreende-las perfeitamente, as metáforas ora dificultam, ora ajudam.
        Doutrina é como uma construção civil, se mexemos na fundação toda a estrutura fica comprometida e pode até mesmo vir a ruir totalmente; os princípios são a fundação, a doutrina é a construção.
        Se há mudanças no entendimento dos princípios das escrituras ao longo dos tempos, há algumas hipóteses a considerar; ou entendemos elas erroneamente, ou Deus muda, se ele muda a escritura se contradiz, se ela se contradiz, ela é falha, então perde sua confiabilidade, não existe um deus perfeito,ou os autores da escrituras não são orientados por nenhum ser divino e escrevem sua próprias opiniões de posições, então tudo é um engodo, Joseph Smith mentiu ou foi um alucinado.
        Teria Apostolo Paulo sofrido intempéries, arriscado a vida muitas vezes, morrido de morte violenta em vão ? Ou ele tinha certeza do que defendia, ou ele apenas acreditava sem prova nenhuma, ou era uma alucinado, as muitas letras o fizeram delirar.
        Se os escritos canônico são opiniões de homens não tenho por que segui-los como conduta de vida, a não ser por a prova sob analise criteriosa, serei dono do meu nariz, usarei a inteligência que possuo para me conduzir, não tem porque perder meu tempo do domingo de manhã e muitas vezes todo o resto do dia, escutando discursos chatos e entendiantes, aulas mal dadas de professores que sabem e tem menos conhecimento das escrituras do que muitos alunos, não tem porque pagar meu dízimo, limpar capela, trabalhar de graça, etc.., para uma instituição feita por homens espertalhões ou alucinados.
        Não creio em uma religião feita por idéias de homens que não me ligam a nada, a não ser tomar meu dinheiro e tempo, não creio em religiões feita por idéias por homens para ligar a um ser longínquo que não se tem provas cientificas racionais ou transcendentais.
        Creio em uma religião feita por Deus para os homens, onde Ele ditas as leis, estatutos regras e todo o ordenamento doutrinário. Ou a Igreja de Jesus Cristo dos Santos de Últimos Dias é esta Igreja, ou se descobrir que ela é guiada por opiniões de homens, estou fora e não perderei mais meu tempo com escrituras, assuntos sobre religião, pois considerarei como idéias insanas e confiarei apenas na razão.
        Tudo isto parece PARADOXAL ?

  3. Considero esses posts apenas como curiosidades do mundo mórmom e acho muito legal pois são realidades dentro da igreja e não vejo porque não falar sobre elas, também não vejo como defesa da homossexualidade, as criticas acima apenas mostram a ignorância e o fanatismo de que existe entre muitos mórmons que se esquecem do mais importante, o puro amor de Cristo.

  4. Galera nos que somos sud não temos de ficar discutindo essas coisas os mandamentos e princípios do evangelho nos que somos sud sabemos porem não devemos julgar ninguém ele é membro e sabe o que faz é de maior, respeitamos o próximo só isso sem julgamentos sobre o site ou o cantor, amaivos uns aos outros como eu vós amei a vós….

  5. Bom se a igreja aceita gays . Desculpe amanha mesmo peço desligamento . Isso contradiz tudo que aprendi e jamais aceitarei um casamento ou aceitação de casamento homoafetivo. Eles são a minoria e devem se curvar . Se ele tem problema com sua masculinidade ele que se trate e procure uma cura . Não venha dizer que nós somos errados .

    • Sou mórmon, partilho da mesma fé que você, nasci gay, o que você acha que vai ser de mim depois desta vida?
      Deus vai me rejeitar por sentir algo que Ele ”reprova”?
      Não seja alienado, existem mais mórmons gays do que você consegue imaginar.

  6. Marcelo, eu tenho uma curiosidade, você ainda é mórmon? Se sim, como consegue continuar numa religião que prega várias coisas que você não parece concordar? Eu tenho parentes mórmons, são totalmente contrários ao casamento igualitário, ao feminismo, a papeis iguais pra homens e mulheres na igreja e você não parece ter a mesma visão dos meus parentes, como seria isso, se você ainda for mórmon?

  7. Pratica pecaminosa, ou não, é um ser humano.

    Amar a Deus acima de tudo, e amar ao seu próximo como a ti mesmo, esses, são os dois principais mandamentos. Não podemos criticar, nem proibir o vocalista do Neon Trees de viver a sua vida e de frequentar a Igreja.

    Eu sou fã da banda, e também mórmon, mas confesso que esse discurso totalitário e fanático me causa nojo. Assim quando dizem que só a nossa Igreja é verdadeira, que as demais não prestam. Creio que todos são iguais perante a Deus, e não é um mergulho na piscina da capela, que vai ser garantia de salvação. Muitos estão na Igreja, e fazem coisas até piores do que esse rapaz, e acabam, mantendo em sigilo. Na minha capela, sei, que tem um agiota. Como também sei que tem um marido que espanca a sua esposa. Não seria bem pior? Ao menos ele teve a decência de dizer o que ele sente.

    Jesus poderia ser perfeito, mas os que estavam ao seu lado não eram: Um cobrador de impostos, uma prostituta (Maria Madalena), um bando de Apóstolos comilões e beberrões. Ele sabia que Judas iria trair. Ele sabia que Pedro iria negá-lo, ele sabia que Tomé não acreditaria em sua ressurreição, aliás, ele sabia que todos os apóstolos iriam fugir quando Ele fosse crucificado. E ele negou o pão para algum desses? Todos eram pecadores, e nem por isso, o Salvador negou a salvação.

    É nessas horas que penso, seriamente, em me desligar da Igreja e me tornar agnóstico. Amo a todos, independente de como são – aliás, meu princípio cristão não me permite julgar nem condenar um outro ser humano, tão pecador, quanto eu.

  8. Penso que primeiramente, todos tem o livre-arbítrio, para decidirem tudo o que fazer de sua vida. Para cada escolha também existem consequências… que também podem ser boas ou más, dependendo do que escolhemos. As coisas não são tão complicadas como parecem. Muitos realmente podem nascer com uma atração por alguém do mesmo sexo, isso cientificamente comprovado, não tem o que se discutir. A Igreja de Jesus Cristo, seguindo as revelações, e a base dela, que é Jesus Cristo, não prega ódio e perseguição a nenhuma “criatura”, seja homem, mulher, homosexual ou outro… Mas as coisas devem ser como Deus quer que elas sejam, ninguém deve ultrapassar a vontade dele, se deseja seguir o caminho dele… O Pai Celestial também não odeia as pessoas por suas escolhas ou por sua natureza, se ele mesmo as criou. Ele porém não pode concordar com tudo o que suas criaturas fazem aqui na terra, do contrário não haveria pecado, nem o livre-arbítrio faria qualquer sentido. Se ele instituiu o casamento de uma forma, pediu que a raça humana enchesse a terra, e ele mesmo NÃO alterou esta forma de união, então a vontade dele foi que assim a humanidade deveria prosseguir… Sem mais. A igreja de Jesus Cristo tolera e respeita à todos em sua igreja, todos que se achegarem à Cristo, e respeitarem a sua casa, serão bem vindos por ele. A Igreja dele simplesmente não pode aceitar a PRÁTICA homosexual: (Matrimônios homosexuais, Relações homosexuais etc…) Porque o Pai Celestial não autorizou e nem aprovou que assim fosse… O racismo ou preconceitos contra os homosexuais são repugnantes, no mundo ou até mesmo dentro da igreja, os que cometem essas perseguições maldosas ou simplesmente menosprezam estas pessoas, por suas escolhas ou por sua natureza, estão errados! estão pecando! e não estão sendo verdadeiros cristãos, estão usando o seu livre-arbítrio para julgar por si próprias, e não pelo exemplo de Jesus Cristo. Na minha ala, conheço um homem que tem trejeitos e fala como um homosexual, não sei realmente se ele se sente assim, nasceu assim, ou não. Recentemente, ele me falou que ficou afastado, por “pecado mesmo”. Este homem, é membro à mais de 20 anos. Não sei o que ele fez de errado, que ele mesmo denominou como pecado, mas não perguntei à ele, se ele mesmo não teve vontade de dizer. A conversa terminou, e continuei tratando ele da mesma maneira que antes, como sempre foi. Acho este homem uma pessoa muito agradável de se conversar, brincar e conviver dentro da igreja, somente vejo a pessoa que ele é pelas atitudes dele, e não o respeito menos do que qualquer outro membro. Não concordo apenas quando vejo pessoas revoltadas com a igreja, até utilizando o nome da igreja, negativamente (de todas as maneiras), e também com os seus líderes. pelo fato de ela ter suas posições tomadas, baseadas na época da criação do mundo, na vontade do Pai Celestial, perpetuada pelos profetas, desde a bíblia, até os dias de hoje. e isso tudo ainda ser taxado como “ultrapassado” e como “anti-cristianismo” etc… O Senhor, é sábio, conhece todas as coisas, e determina o que deve ser correto ou não, se somos feitos à sua imagem e semelhança, devemos ser como ele espera, nas atitudes, escolhas, pois do contrário, estamos escolhendo outro caminho. Sua inteligência é infinita, nós nos achamos inteligentes, mas é algo limitado, somente a porcentagem suficiente, que o Pai Celestial decidiu que precisaríamos nesta vida terrena. Tudo o que parecer injusto, ou errado, em alguns pontos de vista, o Senhor, irá revelar muitas coisas… que ainda não tenham talvez, uma resposta satisfatória, pois ele prometeu, e assim será…

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s