Mórmon Fundamentalista processado pela Igreja Sud

Wiston Blackmore (Imagem: globalnews.ca)

Wiston Blackmore (Imagem: globalnews.ca)

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias está processando o líder de uma pequena comunidade mórmon fundamentalista no Canadá. Wiston Blackmore registrou a marca “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Inc.”. Advogados da Igreja sud deram entrada ao processo no último dia 18 na Suprema Corte da Colúmbia Britânica, com o argumento de que o registro feito “apropria-se indevidamente dos nomes, identidade e reputação” da Igreja e pode comprometer doações feitas a ela.

O registro surpreendeu a Igreja sud em janeiro passado, quando não conseguiu ter a marca registrada do nome junto às autoridades canadenses, por ser demasiadamente semelhante ao nome registrado pelo fundamentalista.

Blackmore havia registrado em 2008 o nome “A Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias”. Em janeiro de 2010, alterou para “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Fundamentalistas Inc.”. Em maio daquele ano, veio a última mudança: “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Inc.”

Wiston Blackmore é um dos principais líderes de Bountiful (“Abundância”, nome de uma localidade do Livro de Mórmon), uma comunidade mórmon fundamentalista, surgida na década de 1940 na província canadense da Colúmbia Britânica. Muitos dos seus 500 membros vivem o casamento plural. Até 2002, Blackmore era o bispo local da Igreja Fundamentalista de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, quando rompeu com a liderança de Warren Jeffs, profeta da denominação, e foi excomungado. Blackmore também é investigado pelas autoridades por casar com jovens de 15 e 16 anos.

“Mórmon fundamentalista” é um termo que designa mórmons que acreditam e/ou praticam casamento plural e outras doutrinas abandonadas pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, sediada em Salt Lake City, com a qual não são filiados. A Igreja Fundamentalista, de Warren Jeffs, é apenas um dos vários grupos fundamentalistas existentes. A maioria dos mórmons fundamentalistas acredita que, no mesmo ano em que recebeu uma revelação reafirmando a necessidade do casamento plural, John Taylor teria realizado ordenações secretas para perpetuar a poligamia, caso a Igreja sud viesse a suspendê-la.

Atualização em 15/01/15: de acordo com o jornal canadense Vancouver Sun, a Igreja Sud venceu a ação na Suprema Corte da Colúmbia Britânica, a qual proibiu Blackmore de usar nomes registrados pela Igreja baseada em Utah. Blackmore desistiu do uso da marca “A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias Inc.” e pretende registrar o nome “Igreja de Jesus Cristo (Doutrina Original) Inc.”. A decisão ocorreu na última segunda (12/01).

4 thoughts on “Mórmon Fundamentalista processado pela Igreja Sud

  1. Se BY era um profeta verdadeiro. Então a igreja de JS prosseguiu e existe hoje. Agora, se BY era falso profeta, então justifica todo este fundamentalismo. Pois Deus não pode estar dividido em si mesmo, ou não há restauração.

  2. O fundamentalismo mórmon surge com a proibição da poligamia. Pelo visto o “anônimo” desconhece que B. Y. era polígamo…

  3. Não sei o que vem acontecendo mas a igreja de hoje é bem diferente da da época de Joseph e Brigham!! Confesso que me identifico mais com a igreja do sec 19 do que com a de hoje. Claro que não em tudo.

Deixe um comentário abaixo:

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s