Testemunhas especiais do nome de Cristo

Apóstolos são “testemunhas especiais de Cristo” ou “testemunhas especiais do nome de Cristo”? Qual a diferença entre as duas definições? Que implicações doutrinárias há nessa mudança de linguagem? Embora grandemente despercebida, a mudança na tradicional definição do papel dos doze apóstolos ocorreu em uma das publicações de maior tiragem de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, o livro Princípios do Evangelho.

princípiosUm profeta, sob a direção do Senhor, dirige a Igreja. Esse profeta é também o Presidente da Igreja. Ele possui toda a autoridade necessária para dirigir o trabalho do Senhor na Terra (D&C 107:65, 91). Dois conselheiros ajudam o Presidente. Doze apóstolos, que são testemunhas especiais de Cristo, ensinam o evangelho em todas as partes do mundo.  Edição de 1995, p. 112.

principios-do-evangelhoUm profeta, sob a direção do Senhor, dirige a Igreja. Esse profeta é também o Presidente da Igreja. Ele possui toda a autoridade necessária para dirigir o trabalho do Senhor na Terra (D&C 107:65, 91). Dois conselheiros ajudam o Presidente. Doze apóstolos, que são testemunhas especiais do nome de Cristo, ensinam o evangelho e governam os assuntos da Igreja em todas as partes do mundo.  Edição de 2009, p. 100.

15 comentários sobre “Testemunhas especiais do nome de Cristo

  1. Dificil nao perceber a Igreja (corporacao) se afastando cada vez mais dos pontos essenciais do evangelho. Ja ha muito tempo que aqueles que dizem serem Profetas e reveladores nao produzem nenhum tipo de profecia e nem revelacao. Mesmo com tantas coisas acontecendo no mundo que afeta a vida de bilhoes de pessoas e os supostos servos do Senhor se limitam a se envolverem com coisas irrelevantes ao evangelho.

    • O profeta e os seus doze apostolo nos diz td o q irá acontecer pois eles são inspirados pelo Senhor a fazer tdoas as ordenanças da terra eles nos alerta de TUDO, mas eu reconheço q realmente os “membros” mtas das vezes n vivem os padrões do evangelho, mas n tem defeito na igreja pq td nela é perfeito

  2. Interessante,

    Eu li isso há alguns anos atrás, logo que o manual foi modificado para esta versão moderna eu li esta lição… pior que na época me chamou atenção, mas aquele tipo de coisa que teima em passar batido… eram outros dias, meu desenvolvimento em conhecimento um pouco diferente, talvez por isso.

    Mas não deixa de ser interessante. Mudanças sutis, mas pontuais ocorreram em vários manuais e lições desde essa época, mas as mais intensas foram nos manuais de: “Ensino, Não Há Maior Chamado”, os livros missionários e seminários e institutos, além dos manuais gerais de instrução.

  3. Talvez essa mudança tenha a ver com o requisito de ver Cristo para ser apóstolo. No novo testamento todos os que foram apóstolos viram Cristo pessoalmente. Agora sendo testemunha do nome de Cristo não exigiria uma experiência pessoal com Cristo para ser apóstolo Talvez essa mudança tenha relação com isso. É um palpite.

    • Concordo com vc Moroni,deve haver apóstolos que possuem diferenças nas experiencias com Jesus Cristo, uns pessoalmente,outros pelo Espírito, por sonhos, assim vai…”Nome” sugere autoridade. Seria o certo… Testemunhas da autoridade de Cristo? O importante é que a organização e liderança receba as revelações importantes e necessárias.E usemos nosso livre arbítrio para estabelecer o Reino de Deus.

    • Na verdade, a mudança é apenas para estar de acordo com o escrito em D&C 107:23

      “23 Os doze conselheiros viajantes são chamados para ser os Doze Apóstolos, ou seja, testemunhas especiais do nome de Cristo no mundo todo—diferindo assim dos outros oficiais da igreja nos deveres de seu chamado.”

  4. Quando fui membro da Igreja, o que sempre ouvi falar – e que tenho quase certeza de ter lido em publicação oficial – era que os Apóstolos tinham que ter um “testemunho pessoal” de Jesus, ou seja, que teriam que tê-lo visto pessoalmente. Dizia-se que esse encontro se dava no Templo de Salt Lake City. Como isso não pode mais ser vendido às pessoas, as lideranças devem ter decidido mudar a frase.

  5. Quando fui membro da Igreja, ouvia dizer – e talvez tenha lido em publicação oficial – que uma das condições para ser chamado como Apóstolo era um “testemunho pessoal” de Jesus. Isso era interpretado como sendo um encontro pessoal entre a pessoa e Jesus, e que teria lugar no Templo em Salt Lake City. Como não se dá mais para “vender” essa opinião, as lideranças devem ter decidido alterar a frase. Ou então Jesus não aparece mais aos Apóstolos atuais.

  6. A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, mudando dia após dia… Recordo também que, em uma reunião com um setenta de área com portadores do sacerdócio na Estaca, entre outras coisas, para estimular o adequado controle dos registros e procedimentos administrativos executados pelas Alas, disse em seu discurso: “como vocês acham que o presidente da Igreja fica, quando questionado pessoalmente por Jesus Cristo a respeito dos registros da Igreja?”. Já naquela ocasião julguei tal comentário estranho, muito estranho, – uma “forçação de barra”.

  7. Onde nas escrituras em especial no Novo Testamento lemos ou aprendemos que para ser chamado apóstolo ou testemunha especial de Cristo ou do nome de Cristo é necessário ser de forma ocular?

    Na igreja primitiva há indícios que nem todos os apóstolos (vide – Lucas e Matias) tenham sido testemunhas oculares de Cristo.

    Se o manual foi ajustado para dar melhor entendimento a este principio que não é novo, vemos que a Igreja segue aquilo que foi estabelecido por Deus, e se há erros são dos homens,as autoridades gerais afirmam que há, muitos ainda serão corrigidos e o reino de Cristo seguirá adiante até que a restauração de todas as coisas esteja completa e perfeita em sua ordem.

    • Lucas não era apóstolo, meu caro. Ele era historiador. Marcos foi outro que também não era apóstolo. Era médico e escreveu o evangelho baseado nas lembranças de Pedro.

      • Obrigado irmã Suzana pela correção, de fato Lucas não era apóstolo. Era companheiro missionário de Paulo (At. 16:10–11) – (At. 20:6) – (II Tim. 4:11).

        “Numa conferencia geral, o Presidente Harold B. Lee iniciou seu testemunho com as seguintes palavras: “Eu sei, com um testemunho mais poderoso que a visão … ” (CR, outubro de 1972, p. 20)

        Sem dúvidas, centenas de pessoas viram a Jesus durante seu ministério mortal – a exemplo de Pilatos e o sinédrio – porem eles não tinham o testemunho de que Jesus era seu Redentor.

        Mateus 16:15-17/ João 15:26/ 1 Corintios 12:3/ Atos 2:32.

    • Lucas jamais foi um apóstolo de Jesus Cristo e também não conviveu com o Mestre. Ele foi apenas um discípulo, um grande discípulo diga-se, companheiro de Paulo, médico e escritor. Matias, diferentemente de Lucas, foi chamado apóstolo e era contemporâneo de Jesus. Atos 1:21-22 – “É necessário, pois, que, dos homens que conviveram conosco todo o tempo em que o Senhor Jesus entrou e saiu dentre nós, começando desde o batismo de João até ao dia em que de entre nós foi recebido em cima, um deles se faça conosco testemunha da sua ressurreição”

  8. Um apóstolo recebe designações dos profetas para deveres especiais.Tenho uma dúvida é pergunto aos sábios irmãos deste blog.. alguém poderia enumerar as coisas que apóstolo faz e um setenta não pode…

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.