Igreja Mórmon Muda Nome Online

A Igreja Mórmon anunciou uma nova e ampla medida de relações públicas ao mudar seu nome fantasia nas plataformas digitais, tanto nas redes sociais, como em seus sites oficiais.

first-presidency-2018-cropped

Russell M. Nelson (centro) e seus dois conselheiros na Primeira Presidência, Dallin H. Oaks (esquerda) e Henry B. Eyring (à direita), em janeiro de 2018. | Imagem: Cortesia de Intellectual Reserve.

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, conhecida popular e informalmente como “Igreja SUD” ou “Igreja Mórmon” há mais de 180 anos, e reconhecida assim oficialmente em público por ela mesma até a semana passada, anunciou que a partir das próximas semanas deixará de aceitar que sua presença digital responda pelos termos populares “mórmon” ou “SUD”.

Enquanto estratégia de marketing, não há absolutamente nada de novo ou errado em se alterar estratégias de branding em um mundo digital constantemente em fluxo. Infelizmente, porém, o anúncio e a mudança de estratégia convenientemente ignora (ou intencionalmente distorce) alguns fatos históricos, além de outros fatos contemporâneos. Continuar lendo

Missionários e o Dom de Línguas

“E também a alguns é dado falar em línguas; E a outros é dada a interpretação de línguas.” Assim diz a revelação dada a Joseph Smith Jr. Porém, para mim foi dado uma única vez.

Jovens missionários d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. | Foto: Acessórios Sud

Enquanto servia como missionário, sempre tive muita dificuldade com os estudos para aprender a falar e com a gramática do inglês. Poucas vezes estudei com companheiros, ainda que fosse uma regra importante na missão em que servi. O dom de línguas conforme ensinado pela Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias é usado para a pregação do evangelho e seus missionários o teriam pela facilidade com que aprendem outro idioma. Continuar lendo

‘Assim diz o Senhor’ sobre James Strang

Duas revelações recebidas pelos Apóstolos Brigham Young e Orson Hyde em 1846 nos mostram como James Strang e sua igreja foram percebidas pelos Doze em Nauvoo¹.

James Jesse Strang

James Jesse Strang | Foto por J. Atkyn, 1856, cortesia da Church History Library, Salt Lake City.

O movimento strangita foi capaz de atrair personagens importantes da história mórmon, de John C. Bennet a William Smith, mesmo que a liderança reivindicada por James Strang não remetesse a nenhum dos prováveis princípios pelos quais a sucessão do profeta Joseph Smith poderia ser imaginada: converso recente ao mormonismo, ele não era um Smith, não havia feito parte do Conselho dos Cinquenta, do Quórum dos Doze ou do Quórum dos Ungidos. Continuar lendo

Escolha Não Apelidar

Na última Conferência Geral, o Presidente d‘A Igreja (Mórmon) relembrou o mundo de que o Evangelho não é para todo mundo.

Estou falando sério. Deixe-me explicar.

first-presidency-2018-cropped

Russell M. Nelson (centro) e seus dois conselheiros na Primeira Presidência, Dallin H. Oaks e Henry B. Eyring. | Imagem Cortesia de Intellectual Reserve.

Na Conferência Geral de outubro de 2018, o profeta e Presidente do Evangelho Restaurado de Jesus Cristo dissse palavras firmes, as quais chamou de “um assunto de grande importância”. Continuar lendo

Igreja Retoma Luta Contra “Mórmon”

“Mórmon”, ‘Mormonismo” e “SUD” são termos a serem evitados, de acordo com o presidente e profeta d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Em anúncio feito em 16 de julho, pela Sala de Imprensa Mórmon, Russell M. Nelson retoma inesperadamente uma tendência compartilhada por algumas Autoridades Gerais na Igreja SUD e exposta pelo próprio Nelson na década de 1990.

first-presidency-2018-cropped

Russell M. Nelson (centro) e seus dois conselheiros na Primeira Presidência, Dallin H. Oaks (esquerda) e Henry B. Eyring (à direita), em janeiro de 2018. | Imagem: Cortesia de Intellectual Reserve.

A nova diretriz de Nelson soa gratuita e contrasta com o uso publicitário da palavra “mórmon” durante a administração de seu antecessor, Thomas S. Monson. A Igreja fez marketing do termo com a campanha multi-milionária “Eu Sou Mórmon” entre 2011 e 2014, e o documentário “Meet the Mormons” de 2014. Em anos recentes, a Igreja SUD processou legalmente empresasorganizações pelo uso do termo “mórmon” por suposta violação de direitos de propriedade intelectual. Continuar lendo

Por Que o Rótulo “Seita” Atrapalha o Entendimento de Novas Religiões

“Seitas” estão de volta ao noticiário.

O documentário “Wild Wild Country” da Netflix ressuscitou o interesse pela seita do amor livre” fundada pelo guru indiano Rajneesh, ou Osho, e que em 1984 lançou um “ataque bioterrorista“, espalhando salmonella em restaurantes perto da sede do grupo no Oregon.

Reverendo Moon Seita Casamento

Cerimônia coletiva de casamento ou “rededicação” para mais de 3800 casais na sede da Igreja da Unificação em Gapyeoung, Coreia do Sul, em 2015. Imagem: Chung Sung-Jung | Cosmopolitan.

Depois, há o NXIVM, uma “seita sexual” sediada em Albany, Nova York. Reportagens na mídia afirmam que as integrantes do NXIVM recrutavam “escravas”, que eram marcadas com as iniciais do líder do grupo, Keith Raniere. Raniere, também chamado de “Vanguarda”, foi preso por tráfico humano. 

Acadêmicos às vezes usam o termo “seita” [ou, em inglês, cult, “culto” ] para descrever grupos que possuem crenças distintas e fortes níveis de comprometimento. O problema vem com o uso popular da palavra, frequentemente usada para descrever grupos autoritários que induzem crenças ou ações através de “controle da mente” ou “lavagem cerebral”.

Como acadêmico que ensina e escreve sobre religião, acredito que o rótulo “seita” atrapalha a compreensão de religiões novas ou alternativas.

Eis o porquê Continuar lendo

Por Que é Hora da Igreja Mórmon Revisitar Seu Passado Diverso

Numa época em que a frequência tradicional a igrejas diminuiu e a filiação religiosa de mais rápido crescimento na América são os “não” — aqueles que não reivindicam afiliação com uma fé organizada —, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias continuou a se expandir.

Missionários FIJI

Missionários SUD em Fiji (Foto cortesia d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Esse crescimento na Igreja SUD, comumente chamada de Mórmon, é em grande parte resultado do número crescente de congregações predominantemente brancas, bem como de um grande número de novos conversos latinos. Em outros lugares, as taxas de conversão mórmon diminuíram visivelmente.

Da minha perspectiva como estudioso da história religiosa e política americana, essas duas correntes para o crescimento significam uma tensão crucial no coração da experiência mórmon: a comunidade mórmon está lutando para manter sua identidade cultural, ao mesmo tempo que abraça múltiplas origens raciais, étnicas e nacionais. Continuar lendo

Por Que Nos Enfurecemos Sobre Religião no Facebook

No dia de Natal, o CEO do Facebook Mark Zuckerberg usou seu site para contar ao mundo que ele não era mais ateu. Dessa forma, o bilionário usou o Facebook para expressar seus sentimentos sobre religião, como muitos usuários de mídia social antes dele.

mídia religião debate

Debates sobre religião estimulam fortes reações emocionais em mídias sociais. Foto: Frank McKenna

Minha pesquisa mostra como debates sobre religião em redes sociais realçam emoções passionais nos usuários. Descobri que cristãos conservadores que discutem assuntos controversos sobre religião em debates do Facebook frequentemente o fazem de maneiras emocionalmente carregadas. Continuar lendo

Mormonismo É Uma Seita?

O que é uma seita?

Mórmons são uma  seita?

Você pertence ou pertenceria a uma seita?

Vlogueira Anna Flores (Foto: YouTube Screengrab)

Vlogueira Ana Roxo (Foto: Print do YouTube)

A vlogueira Ana Roxo apresenta, através de um testemunho pessoal, um interessante resumo do que ela qualificaria como uma seita, e como identificar se determinado grupo é ou não uma seita.

Você concorda com os parâmetros que ela estabelece? Baseando-se nesses critérios, mórmons formam uma seita?

Assista o vídeo: Continuar lendo

O Dicionário Está Certo?

As palavras mórmon e mormonismo fazem parte da linguagem comum, apesar de opiniões em contrário, e obviamente encontram-se dicionarizadas. Para crentes e/ou estudiosos do mormonismo, definições encontradas em dicionários servem como importantes expressões do modo como a religião é vista na sociedade e fazem-nos pensar sobre que aspectos mais distintivos a caracterizam. Continuar lendo

Jeffrey Holland: Mentindo Sobre o Templo

O Apóstolo Jeffrey R Holland mentiu descaradamente sobre as ordenanças do templo durante uma entrevista para um documentário da emissora britância BBC em 2012.

Jeffrey R. Holland acha que se algo não é feito hoje em dia, nunca foi feito!

O desconforto com o resultado final da entrevista foi tamanho que a Igreja SUD tentou pressionar a BBC a editar ou remover a entrevista do documentário  antes de ir ao ar. Continuar lendo

Mulher Mórmon Censurada no Facebook

Uma membro ativo na Igreja SUD é chamada pelo Bispo e pelo Presidente de Estaca por um comentário publicado no Facebook, e pressionada a apagá-lo.

Sobre o que era tal comentário “apóstata” que motivou tal censura oficial?

Sobre mulheres sendo testemunhas perante Deus.

Entenda: Continuar lendo

Nova Edição Abandona Mentira Histórica em Doutrina e Convênios

Uma frase a menos sobre o Manifesto

A Primeira Presidência que aprovou o Manifesto: Presidente Wilford Woodruff (centro) com seus conselheiros George Q. Cannon (esq.) e Joseph F. Smith (dir.)

A Primeira Presidência que aprovou o Manifesto: Presidente Wilford Woodruff (centro) com seus conselheiros George Q. Cannon (esq.) e Joseph F. Smith (dir.)

As novas edições das escrituras SUD em português, lançadas no mês passado, seguem as mudanças feitas em inglês no ano de 2013. Dessa forma, o cabeçalho da Declaração Oficial 2, por exemplo, passa a incorporar a informação de que a exclusão de negros do sacerdócio mórmon não foi iniciada por Joseph Smith.

Declaração Oficial 1

Outra importante mudança em Doutrina e Convênios ocorreu na edição inglesa online em setembro de 2014: na Declaração Oficial 1, foi retirada a frase “[o] voto para apoiar a moção foi unânime”. No mês seguinte à edição, o site oficial da Igreja publicava em inglês um ensaio sobre o fim da prática do casamento plural, onde eram mencionadas abstenções durante a Conferência Geral que aprovara o Manifesto: “a maioria votou a favor, embora houvesse abstenções”. Continuar lendo

185a Conferência: Discursos Só Em Inglês

wpid-wp-1443897538371.jpegTodos os discursantes da 185a Conferência Geral Semi-Anual d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santo dos Últimos Dias, encerrada ontem, falaram em inglês, independentemente de sua língua materna.

Em outubro do ano passado, Chi Hong (Sam) Wong, dos setenta, foi o primeiro discursante em 184 anos a falar em outro idioma que não o inglês em uma Conferência Geral. Wong discursou em cantonês, enquanto legendas em inglês apareciam nos telões do Centro de Conferências.  Além dele, os também setentas Eduardo Gavarret (uruguaio) e Hugo Martinez (porto-riquenho) falaram em espanhol, e Carlos Godoy (brasileiro), em português. Continuar lendo