Os Doze e a Primeira Presidência

ppQuando Joseph Smith organizou a Igreja de Cristo, em 1830, não havia uma Primeira Presidência ou um Quórum dos Doze. Joseph e Oliver Cowdery eram respectivamente primeiro e segundo élderes, sendo também considerados apóstolos (D&C 20) em um sentido diferente do utilizado modernamente no mormonismo – e mesmo diferente do que viriam a ser os apóstolos escolhidos pelas Testemunhas do Livro de Mórmon. Foi só em 1832 que surgiu a Primeira Presidência e em 1835 o Quórum dos Doze.

Até a morte de Joseph e Hyrum Smith, havia um equilíbrio de poder entre a Primeira Presidência, o Quórum dos Doze e o Sumo Conselho de Estaca. Era missão dos Doze Apóstolos ser um “sumo conselho viajante”, ou seja, um corpo missionário, atuando em áreas onde não existissem estacas organizadas (D&C 107:25-26;36-37).

Equilíbrio de poder entre a Primeira Presidência, os Doze e o Sumo Conselho da Estaca.

Equilíbrio de poder entre a Primeira Presidência, os Doze e o Sumo Conselho da Estaca.

Em 1847, quando Brigham Young reorganizou a Primeira Presidência, pela primeira vez ela foi escolhida dentre e composta por membros do Quórum dos Doze. Dessa forma, a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias passou a contar desde então com um número constante de 15 apóstolos vivos na liderança máxima da instituição. Sua atuação deixou de ser exclusiva no “campo missionário” para englobar toda a igreja.

Essa primazia conquistado pelo apostolado, no entanto, não foi de consenso entre todos os santos dos últimos dias. Outras formas de sucessão foram propostas ou tentadas após a morte de Joseph Smith.

2 comentários sobre “Os Doze e a Primeira Presidência

  1. Quando eu era bem pequena, ainda da primária, éramos ensinadas que os apóstolos eram missionários viajantes, ou seja: que eles eram testemunhas especiais de Cristo viajando por todos os lugares e cuidando da igreja. Na minha época de criança não havia tantas autoridades gerais e o trabalho ainda estava muito centralizado nos apóstolos. Creio que hoje a responsabilidade está mais compartilhada com os muitos homens no primeiro e segundo quóruns dos setentas.

  2. “havia um equilíbrio de poder entre a Primeira Presidência, o Quórum dos Doze e o Sumo Conselho de Estaca.”

    Será? Ao que parece, na prática, o poder era carismático, embora concentrado em Joseph Smith, já que ele tinha o monopólio de receber revelação para toda a igreja. Nisso, parece-me, já estava o embrião da primeira presidência.

    O interessante é que a própria palavra “igreja” (que significa “assembleia”) nos leva a imaginar que as resoluções seriam colegiadas, sendo que o colégio é a própria assembleia.

    A meu ver a ideia de uma igreja de governo monárquico (poder concentrado em um só) ou aristocrático (poder concentrado em uma pequena parte da assembleia) contraria a etimologia da palavra “igreja”.

    A “moção de apoio popular” aponta para a ideia de que nenhum governo é legítimo sem o consentimento dos governados.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s