Joseph Smith: Arco-Íris Desaparecerá Como Sinal do Fim

O Profeta Joseph Smith explicou que o fenômeno meteorológico conhecido como arco-íris deixará de ocorrer pouco tempo antes do bíblico “fim dos tempos”, confirmando os “últimos dias” antes da Segunda Vinda de Cristo.

O arco-íris é um fenômeno meteorológico resultante de efeitos físicos elementais, como refração, reflexão, e dispersão de luz (usualmente, mas não exclusivamente, proveniente do Sol) sobre gotículas de água suspensas na atmosfera, resultando na famosa formação de arco circular multicolorido.

Não obstante tratar-se de um fenômeno físico fundamental e universal, Smith profetizou que Deus irá suspender a formação de arcos-íris nos “últimos dias” para avisar da proximidade da Segunda Vinda:

Continuar lendo

Brigham Young: Sinais e Símbolos da Investidura

O Presidente Brigham Young fez os seguintes comentários sobre a importância dos sinais e símbolos ensinados durante a ordenança da investidura realizada apenas nos templos sagrados, durante a cerimônia da pedra fundamental do Templo de Lago Salgado em 6 de abril de 1853.

Brigham Young

Young explica como a importância principal da ordenança da investidura, como revelada ao Profeta Joseph Smith, é ensinar aos membros da Igreja os códigos secretos sem os quais não se pode entrar na presença de Deus (ênfases nossas):
Continuar lendo

Joseph Smith: Ordenanças do Templo Não Devem Ser Alteradas

O Profeta Joseph Smith explicou como as ordenanças do templo que ele havia instituído em 1842 não deveriam ser alteradas jamais, em discurso proferido no dia  11 de junho de 1843.

A reunião dominical, onde Smith alertou sobre a natureza eterna das ordenanças do templo, foi realizada em um palanque improvisado justamente ao lado do Templo de Nauvoo ainda em construção. Smith explicou que o maior propósito dos Santos dos Últimos Dias é construir um templo onde poderiam receber as ordenanças que Deus teria estabelecido antes da criação da Terra e que Smith teria recebido, e passado adiante, inalterado. Mórmons estariam sendo coligados em Nauvoo, afirmava-lhes Smith, justamente para receberem essas cerimônias do templo.

Desde esse pronunciamento claro de Smith em 1843, até a semana passada em 2019, a liderança d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias instituiu dezenas de mudanças, oras superficiais, oras profundas, em todos os aspectos das ordenanças que Smith havia declarado como inalteráveis. Mudaram o modelo das roupas íntimas, que Smith afirmara ser baseado nos modelos que Deus entregara a Adão e Eva, diversas vezes. Mudaram os juramentos sagrados, mais recentemente na semana passada. Mudaram os sinais sagrados do Sacerdócio, assim como o nome de um deles. Eliminaram um sinal sagrado e eterno que Smith afirmara ser necessário para entrar na presença de Deus no Reino Celestial. E assim por diante.

O que teria dito Smith dessas mudanças?

Eis, portanto, o ponto central do discurso do Profeta Joseph Smith sobre as ordenanças do templo (ênfases nossas), em junho de 1843:

Continuar lendo

Igreja Mórmon Cede, Muda Investidura

A Igreja SUD confirma, com relutância, rumores de mudanças a seus rituais templários mais sagrados de modo a torná-los menos machistas.

tempo rio de janeiro sud mórmon

Representação do futuro Templo do Rio de Janeiro © Intellectual Reserve, Inc. 2017

A mais importante ordenança religiosa no mormonismo, o ritual da investidura foi estabelecido pelo Profeta Joseph Smith em maio de 1842, aproveitando sinais, símbolos, expressões, palavras, juramentos, e temas dos rituais maçônicos aos quais fora iniciado 2 meses antes. Desde então, a ordenança recebeu algumas alterações pontuais para se acomodar melhor aos seus contextos sociais contemporâneos. As mudanças apresentadas estas semanas podem ser as mais profundas e impactantes dos últimos 177 anos.

Continuar lendo

Joseph Smith: Significado da Palavra Mórmon

O Profeta Joseph Smith explicou como ele, pessoalmente, define o termo “Mórmon” em uma carta aberta para o jornal oficial da Igreja Times and Seasons e seu diário oficial History of the Church.

Enquanto o atual Profeta Russell Nelson afirma que o uso do termo “mórmon” é ofensivo para Deus e uma “vitória para Satanás”, o Profeta Joseph Smith o definia assim¹:

Continuar lendo

Joseph Smith: O que é Mormonismo?

O Profeta Joseph Smith explicou como ele, pessoalmente, define o termo “Mormonismo” em uma carta para James Arlington Bennet em 8 de setembro de 1842.

Enquanto o atual Profeta Russell Nelson afirma que o uso do termo “mórmon” é ofensivo para Deus e uma “vitória para Satanás”, o Profeta Joseph Smith o definia assim¹:
Continuar lendo

Anjo Néfi ou Anjo Morôni?

Quando Joseph Smith ditou a sua história oficial para ser publicada para a Igreja SUD e o mundo, que eventualmente seria incluída no volume canonizado de escrituras conhecido como a Pérola de Grande Valor, ele recontou como o anjo Néfi – e não o anjo Morôni, como se narra hoje em dia – lhe visitara em seu quarto enquanto jovem para lhe explicar sobre as placas de ouro que continham o que viria a ser chamado de Livro de Mórmon.

"Morôni Aparece a Joseph em Seu Quarto" ou "O Anjo Morôni Aparece a Joseph Smith", por Tom Lovell sob encomenda para, e publicado pela, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Reproduzido sob permissão

Néfi aparece a Joseph Smith? “Morôni Aparece a Joseph em Seu Quarto” ou “O Anjo Morôni Aparece a Joseph Smith”, por Tom Lovell sob encomenda para, e publicado pela, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Reproduzido sob permissão

Publicações, textos, arte, gravuras, estátuas, adornos de templos, e até mesmo as escrituras mórmons de hoje o denominam como “Anjo Morôni”. Templos mórmons mundo afora são adornados com uma estátuta do “Anjo Morôni” inaugurando a “nova dispensação” através do anúncio da descoberta e tradução do Livro de Mórmon. Não obstante, quando Joseph Smith ditou uma narrativa da sua história pessoal que recontasse essa visitação pela primeira vez, ele o chamou de Néfi, e não Morôni.

No manuscrito original da história de Joseph Smith, ditada pessoalmente por ele e transcrita pelo Setenta e escrivão James Mulholland, encontramos o seguinte relato¹:  Continuar lendo

O Que Esperar do Profeta Dallin Harris Oaks?

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias anunciou ontem a formação de uma nova Primeira Presidência após o recente falecimento do Profeta e Presidente Thomas Monson. O novo Presidente da Igreja SUD, como é o costume estabelecido desde 1898 quando Lorenzo Snow reorganizou a Primeira Presidência 9 dias após a morte de Wilford Woodruff, é o até então Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos Russell Nelson.

Presidente Dallin Harris Oaks, Primeiro Conselheiro da Primeira Presidência e Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos da Igreja SUD sob a adminitração do Profeta Presidente Russell Nelson (à direita)

Nelson assume aos 93 anos de idade e, como era esperado, mantém um dos 2 conselheiros que serviram a seu antecessor Monson por uma década: Henry Bennion Eyring como Segundo Conselheiro. Assim como Joseph Fielding Smith há 48 anos atrás, Nelson chamou o novo Presidente do Quórum dos Doze Dallin Harris Oaks como seu Primeiro Conselheiro. Melvin Russell Ballard Jr. assumirá como Presidente Atuante dos Doze.

Da mesma maneira como Lee assumira a liderança da Igreja para um Profeta e Presidente nonagenário e frágil servindo tanto como Presidente do Quórum dos Doze e como Primeiro Conselheiro na Primeira Presidência sem nunca haver servido neste quórum previamente, Oaks assumiu a liderança da Igreja SUD ontem igualmente sem jamais pertencer ao quórum presidente e obrigado a demoção de Dieter Uchtdorf com uma década de experiência. Considerando que Oaks, ainda por cima, é o primeiro na linha de sucessão no eventual falecimento de Nelson, Oaks tornou-se de facto o líder da Igreja SUD, se não o líder de jure.

O atual e futuro Profeta

Nascido Dallin Harris Oaks em agosto de 1932 em Provo, Utah, Oaks permaneceu em sua cidade natal até formar-se em Contabilidade pela Universidade de Brigham Young em 1954, quando mudou-se para Chicago, onde se formou em Direito pela Universidade de Chicago em 1957. Oaks seguiu em Chicago trabalhando em escritórios de advocacia e lecionando na mesma universidade até ser chamado pela Igreja SUD em 1971 para voltar para sua cidade natal como Presidente da Universidade de Brigham Young. Esta posição Oaks abandonou ao ser indicado pelo Governador de Utah para servir como membro da Supreme Corte do Estado de Utah em 1980, mas seu mandato durou apenas até 1984 quando foi chamado para o Quórum dos Doze Apóstolos por causa da morte de Mark E Petersen.

Em 1965 Oaks publicou artigo acadêmico demonstrando que Joseph Smith havia destruído ilegalmente a prensa do jornal Nauvoo Expositor¹. Em 1968 Oaks foi um dos fundadores da revista acadêmica mórmon Dialogue: A Journal of Mormon Thought, que incidentemente fora categorizada direta ou indiretamente como “apostasia” por vários Apóstolos como Ezra Benson, Bruce McConkie, e Boyd Packer, e serve até hoje como uma das inspirações para o Vozes Mórmons. Em 1975 Oaks publicou, com o historiador Marvin Hill, uma excelente análise do julgamento dos assassinos de Joseph Smith².

Oaks foi casado com sua namorada do colegial, June Dixon, por 46 anos com quem teve 6 filhos. 2 anos após o falecimento dela, Oaks casou-se novamente em agosto de 2000 com Kristen Meredith McMain, tornando-se na época o mais recente Apóstolo mórmon polígamo na história (até o segundo casamento do atual Profeta Russell Nelson em 2006).

O que esperar de Dallin H. Oaks como Profeta e de facto líder da Igreja SUD? Vejamos algumas notas que nós noticiamos apenas nos últimos anos a respeito dele: Continuar lendo

A Investidura na Maçonaria

Um fato conhecido por muitos estudiosos da história do mormonismo é que Joseph Smith ingressou na maçonaria.

Templo SP 2017

Foto do Templo de São Paulo da Igreja SUD (© Vozes Mórmons)

 

Esse fato é contado pelo próprio em seu diário pessoal em 15 de março de 1842, dois dias antes de organizar a Sociedade de Socorro: Continuar lendo

Livro de Abraão: 50 Anos dos Papiros

Em 27 de novembro de 1967, o Museu Metropolitano de Arte de Nova Iorque devolveu para A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias os papiros originais usados por Joseph Smith, Jr., para produzir o Livro de Abraão.

Esse evento foi comemorado com grande antecipação e efusivos sentimentos de esperança, e até uma sensação de validação. Por mais de um século, estes antigos documentos haviam sido dados como perdidos, e subitamente em 1967 não apenas haviam sido reencontrados, mas haviam sido retornados à Igreja SUD!

Contudo, tão logo passou a euforia e o regozijo inicial, recaiu sobre a Igreja o que apenas pode ser descrito como “desconforto” sobre o documento, levando a quase silêncio da instituição oficial, e a décadas de esforços intensos (e inúteis) de dúzias de apologistas. Continuar lendo

Igreja Mórmon Expressa Preocupação Com Refugiados

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias publicou no último sábado, 28 de janeiro, um comunidado à imprensa, um dia após o decreto presidencial americano suspendendo a entrada de refugiados e imigrantes de sete países, incluindo aqueles que possuem green card. O breve, quiçá tímido, comunicado afirma:

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias demonstra preocupação com o bem-estar temporal e espiritual de todos os filhos de Deus em toda a Terra, com atenção especial àqueles que têm fugido de situações de violência física, guerra e perseguição religiosa. A Igreja exorta todas as pessoas e governos a cooperar plenamente ao buscar as melhores soluções para atender às necessidades humanas e aliviar o sofrimento.

Mórmons refugiados política

Imagem: lds.org

Em dezembro de 2015, reagindo a declarações do então pré-candidato Donald Trump sobre impedir a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos, a Igreja SUD havia publicado um comunidado em favor da liberdade religiosa, citando um documento do Profeta Joseph Smith, escrito em 1841, em que são mencionados “maometamos” [muçulmanos] dentre grupos religiosos que seriam bem-vindo à cidade mórmon.

Utah é considerado o quarto estado mais conservador dos EUA e lar de uma das religiões menos racialmente diversas dos EUA. Continuar lendo

Joseph Smith Preconizava Violência?

1º de Janeiro de 1843. O Profeta Joseph Smith jantava com amigos, quando decidiu compartilhar duas histórias pessoais que sugerem que ele acreditava que violência era uma forma justificável para expressar diferenças de opiniões.

Joseph Smith

Os dois relatos foram anotados no diário pessoal de Joseph Smith pelo Apóstolo Willard Richards, o primeiro na terceira pessoa (i.e., Richards recontando a narrativa de Smith), e o segundo na primeira pessoa (i.e., Richards citando diretamente a narração de Smith). Segue abaixo uma tradução para o português desse trecho do diário do Profeta, apenas com correções gramaticais, como pontuações, para facilitar a leitura, e adições nossas em colchetes para contexto. Continuar lendo