Mulheres integrarão comitês gerais da Igreja SUD

Bonnie L. Oscarson, Rosemary M. Wixom e Linda K. Burton. (Foto: Jeffrey D. Allred/Deseret News)

Bonnie L. Oscarson, Rosemary M. Wixom e Linda K. Burton. (Foto: Jeffrey D. Allred/Deseret News)

Três mulheres farão parte de comitês formados pelas autoridades gerais d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. A decisão inédita tornará permanente a participação de presidentes das chamadas organizações auxiliares em comitês até então exclusivamente masculinos. A decisão foi anunciada no ultimo dia 18.

A presidente geral da Sociedade de Socorro, Linda K. Burton, integrará o Comitê Executivo do Sacerdócio e da Família. O Comitê antes era chamado de Comitê Executivo do Sacerdócio e teve seu nome modificado com o novo anúncio.

A presidente geral da Organização das Moças, Bonnie L. Oscarson, fará parte do Comitê Executivo Missionário, refletindo a mudança na idade missionária ocorrida em 2012 e o aumento do número de mulheres servindo missões a partir dos 19 anos.

A presidente geral da Primária, Rosemary M. Wixom, servirá no Comitê Executivo do Templo e História da Família.

Os comitês são responsáveis por elaborar e supervisionar políticas da Igreja em relação a orçamento, obra missionária, templos e currículo. A inclusão feminina tem sido celebrada como um importante passo para a maior participação das mulheres na Igreja.

Na moderna Igreja mórmon, mulheres enfrentam dificuldades para serem ouvidas pela liderança eclesiástica masculina. Mesmo uma presidente geral da Sociedade de Socorro falou sobre o status secundário relegado à organização, excluída da tomada de decisões. Mais recentemente, um apóstolo afirmou que mulheres não deveriam falar demais nas reuniões de conselho locais. A distinção se manifesta até na linguagem: mesmo as três mulheres que presidem mundialmente as organizações auxiliares não são chamadas pelo título “presidente”, mas “irmã”. Elas tampouco são “autoridades gerais”.

Por outro lado, a Igreja SUD tem cedido discretamente a anseios por uma maior participação feminina, permitindo que mulheres orem em Conferências Gerais, incluindo as presidências gerais femininas no quadro de líderes gerais da Igreja, fazendo da Reunião Geral das Mulheres parte das Conferências Gerais e outorgando funções de liderança a jovens missionárias.

“Estamos confiantes de que a sabedoria e discernimento dessas presidentes gerais de organizações auxiliares darão uma valiosa dimensão ao importante trabalho alcançado por esses conselhos”, afirmou a Primeira Presidência sobre a inclusão das mulheres aos três comitês.

Os demais comitês internos permanecem totalmente masculinos, como, por ex., o Comitê Para Fortalecimento dos Membros, que supervisiona a disciplina, e o Comitê Executivo de Correlação, que avalia publicações e outros materiais oficiais.

Atualizado em 21/08/2015.

23 comentários sobre “Mulheres integrarão comitês gerais da Igreja SUD

    • É que conheci uma gaúcha que morava em São José quando servi missão. É que o nome é mais “raro” e pensei ser ela. Abraços…

    • Se uma mulher pode ser uma missionária, e por que não uma autoridade geral? O homem negro antes não podia, e hoje pode. A mulher hoje não pode, mais com certeza um dia poderá. É questão de tempo. As idéias dos homens estão sempre mudando. Um dia será chamado um homem negro para ser apóstolo, NÃO SOU PROFETA, NEM TÃO POUCO VISIONÁRIO, é questão de LÓGICA. Como disse a idéia dos homens estão sempre mudando. O mormonismo é a prova viva dessas mudanças teológicas ao longo do tempo.

      • Que mudanças acontecem na igreja ao longo do tempo pode até ocorrer, contudo, ainda não consigo vislumbrar uma mudança sexista na igreja, quando se fundamenta no princípio patriarcal. Apesar de pensar que as mulheres recém chamadas para compor o comitê deveriam receber o título de Autoridades Gerais tal como os homens, o machismo da liderança impede que isso seja possível, infelizmente.

  1. Missão, concordo muito com vc, estas revelações nunca me surpreendem, é sempre o que eu imagino, tudo é lógica mesmo, com as “pressões” da sociedade eles mudam fácil, pois se não perderam cada vez mais os seus “fiéis”.

  2. Fui de uma epoca onde questionar as “revelações” era motivo no mínimo de advertência. O Bispo logo advertia contra a apostasia, pois pensar o contrário era sinal que você estaria entrando em apostasia. O tempo passou, uma compreensão Cristã se desenvolve com mais fé, e os fatos contraditórios explodem na sua mente, e assim você se liberta.

  3. A igreja Mórmon resolverá o problema da mulher com uma revelação divina dada a um profeta(presidente da Igreja) no futuro.Da mesma forma que ocorreu com os negros que tinham restrições sacerdotais. Resolver problemas com revelação profética é um privilégio mórmon. As denominações protestantes vivem o dilema de se perpetuarem numa leitura fundamentalista da bíblia ou desrespeitar “o está escrito” do livro sagrado.

    • O bom de tudo isso é que você acredita que um dia será resolvido o que você julga um problema, sobre a condição da mulher na igreja mórmon. O que você chama de “revelação”, eu chamo de lógica ou pressão
      social.

      • Minha visão é teológica,a sua sociológica. Entendo sua visão e concordo,porém a nível religioso pressões sociais jamais serão admitidas como fator de mudanças. A justificativa final sempre será a vontade de Deus,a revelação divina.

    • dhan Silvhard, acho que uma revelação que surge após a pressão da sociedade ou porque se não fizer isso vai perder muitos membros, talvez não seja muito inspiração e sim adaptação dos padrões da igreja à voz do mundo. Não dá para querer ser machista em quanto a sociedade está com um pensamento de igualdade de gêneros. A Igreja sabe que que não fizer essas adaptações, vai perder muito e precisa, cada vez mais, atrair mais membros. Algo que percebo é que as ditas “revelações” do passado, hoje não valem mais nada. Se pessoas pregaram várias vezes sobre a inspiração do espírito quanto a não ter homem negro com o sacerdócio ou o casamento plural e depois ver tudo isso sendo liberado pela igreja, pois se não acontecer, como ela iria entrar nos países latinos, africanos? A pressão sofrida vai sim, fazer com que, futuramente, tenhamos mulheres do quorum dos setenta, mulheres com o sacerdócio e até mulheres no quorum dos doze.

  4. Poder acabar com problemas mediante uma revelação divina é um privilégio mórmon. Os negros tiveram acesso ao sacerdócio com revelação divina. As mulheres terão acesso a plena igualdade com os homens( leia-se acesso ao sacerdócio) da mesma forma – revelação divina. É um privilégio mórmon porque nenhuma outra religião cristã tem essa saída. Todas lidam com o dilema de ser bíblico ou não ser bíblico.

    • Os líderes mormons modernos são mais cautelosos do que os líderes pioneiros, basta vê o que eles pregavam contra os negros. Essa cautela deixa a janela aberta para os já conhecidos ajustes teológicos, pra você uma “revelação”.

    • Recentemente a Igreja publicou que TODOS os lideres do passado estavam completamente errados com relacao ao doutrina do sacerdocio aos negros. Como vc pode dizer que isso seja revelacao? Como podemos saber se daqui 30 ou 50 anos lideres no futuro nao dirao o mesmo sobre os lideres atuais? Deus nao se contradiz, nao mente e nao engana. Quando os EUA lutava por igualdade racial, os lideres da epoca afirmavam que a doutrina do sacerdocio jamais mudaria, Ezra T. Benson declarou que nao havia nada que pudesse mudar a doutrina do sacerdocio com relacao aos negros e disse em conferencia geral. Logo que o direitos de igualdade racial foram conquistados a igreja decidiu mudar sua “doutrina”. Se vamos apoiar lideres como profetas e reveladores (titulos que implicam uma capacidade maior de antecipar o progresso humano) entao eles devem providenciar verdadeiras revelacoes e profecias. Nas escrituras vemos exemplos de Profetas ditando o ritimo dos eventos muito antes de acontecerem mas na Igreja atual vemos a igreja correndo atras tentando se adptar.

      • As contradições teologicas do mormonismo são a marca dessa organização. Antes tudo era revelação de Deus, tudo que saísse da boca desses homens era no mínimo um mandamento. Hoje a própria igreja diz que esses homens estavam errados, ou seja, a igreja colocou os profetas mormons no canto da parede. Ensinaram uma doutrina por séculos, semearam odio e ate separaram famílias para hoje os “sabios profetas” reconhecerem que os homens que dirigiram a igreja estavam errados. Como um profeta, vidente e revelador prega uma falsa doutrina? Quem falava com esses homens? Como um profeta mormon diz que os idolatrados profetas mormons do passado estavam errados? Como o deus mórmon permitia tamanha crueldade contra o seu proximo?

        “Acautelai-vos dos falsos profetas, que se vos apresentam disfarçados em ovelhas, mas por dentro são lobos roubadores. Pelos seus frutos os conhecereis…” Mateus 7:15-16 

      • Concordo plenamente com você, vejo este fato sobre Etnia e o Sacerdócio como um divisor, e só não entende quem não quer. Parafraseando JS quando diz: O que o homem é Deus já foi, o que Deus é o homem poderá vir a ser”:
        “O que foi revelação já não é. O que é revelação um dia poderá não mais ser.”

    • ‘(…) nehuma outra religião cristã tem essa saída’

      Mas e a Igreja Católica Apostólica Romana, e todos as denominações do movimento lds (só para citar algumas)?!

  5. Te digo uma coisa amigo, se você observar vai verificar que na igreja mórmon, sempre atrás de revelação vem uma pressão social. Esses ajustes foram necessários pois caso o mormonismo não o fizesse, essa igreja hoje seria apenas uma seita isolada no oeste americano.

    • Meu amigo “missão”, concordo totalmente com vc. Estamos vendo isso acontecer tb com a liberação dos gay na igreja. O Livro Milagre do Perdão deixa bem claro que não deveria ser aceito, que é pecado, que não tem como a igreja aceitar os homossexuais. Agora como a pressão está grande em todo o mundo e a Igreja já perdeu uma fortuna com os processos que tiveram nos EUA, eles estão dizendo que não devemos rejeitar. Não entendo essa posição.

  6. Gente, acho que não me fiz entender direito. Apenas quis dizer que quando a mulher for admitida ao sacerdócio, a desculpa oficial da igreja vai ser ter recebido uma revelação. Não estou dizendo que tais revelações são verdadeiras. Me ative a uma visão teológica interna do mormonismo. Não fiz análise sociológica,nem histórica da questão. Não pensem que sou um apologista mórmon no meio de vocês. Estou aqui mais para aprender do que ensinar. Paz!

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s