Mulheres integrarão comitês gerais da Igreja SUD

Bonnie L. Oscarson, Rosemary M. Wixom e Linda K. Burton. (Foto: Jeffrey D. Allred/Deseret News)

Bonnie L. Oscarson, Rosemary M. Wixom e Linda K. Burton. (Foto: Jeffrey D. Allred/Deseret News)

Três mulheres farão parte de comitês formados pelas autoridades gerais d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. A decisão inédita tornará permanente a participação de presidentes das chamadas organizações auxiliares em comitês até então exclusivamente masculinos. A decisão foi anunciada no ultimo dia 18.

A presidente geral da Sociedade de Socorro, Linda K. Burton, integrará o Comitê Executivo do Sacerdócio e da Família. O Comitê antes era chamado de Comitê Executivo do Sacerdócio e teve seu nome modificado com o novo anúncio.

A presidente geral da Organização das Moças, Bonnie L. Oscarson, fará parte do Comitê Executivo Missionário, refletindo a mudança na idade missionária ocorrida em 2012 e o aumento do número de mulheres servindo missões a partir dos 19 anos.

A presidente geral da Primária, Rosemary M. Wixom, servirá no Comitê Executivo do Templo e História da Família.

Os comitês são responsáveis por elaborar e supervisionar políticas da Igreja em relação a orçamento, obra missionária, templos e currículo. A inclusão feminina tem sido celebrada como um importante passo para a maior participação das mulheres na Igreja.

Na moderna Igreja mórmon, mulheres enfrentam dificuldades para serem ouvidas pela liderança eclesiástica masculina. Mesmo uma presidente geral da Sociedade de Socorro falou sobre o status secundário relegado à organização, excluída da tomada de decisões. Mais recentemente, um apóstolo afirmou que mulheres não deveriam falar demais nas reuniões de conselho locais. A distinção se manifesta até na linguagem: mesmo as três mulheres que presidem mundialmente as organizações auxiliares não são chamadas pelo título “presidente”, mas “irmã”. Elas tampouco são “autoridades gerais”.

Por outro lado, a Igreja SUD tem cedido discretamente a anseios por uma maior participação feminina, permitindo que mulheres orem em Conferências Gerais, incluindo as presidências gerais femininas no quadro de líderes gerais da Igreja, fazendo da Reunião Geral das Mulheres parte das Conferências Gerais e outorgando funções de liderança a jovens missionárias.

“Estamos confiantes de que a sabedoria e discernimento dessas presidentes gerais de organizações auxiliares darão uma valiosa dimensão ao importante trabalho alcançado por esses conselhos”, afirmou a Primeira Presidência sobre a inclusão das mulheres aos três comitês.

Os demais comitês internos permanecem totalmente masculinos, como, por ex., o Comitê Para Fortalecimento dos Membros, que supervisiona a disciplina, e o Comitê Executivo de Correlação, que avalia publicações e outros materiais oficiais.

Atualizado em 21/08/2015.

23 comentários sobre “Mulheres integrarão comitês gerais da Igreja SUD

    • É que conheci uma gaúcha que morava em São José quando servi missão. É que o nome é mais “raro” e pensei ser ela. Abraços…

    • Se uma mulher pode ser uma missionária, e por que não uma autoridade geral? O homem negro antes não podia, e hoje pode. A mulher hoje não pode, mais com certeza um dia poderá. É questão de tempo. As idéias dos homens estão sempre mudando. Um dia será chamado um homem negro para ser apóstolo, NÃO SOU PROFETA, NEM TÃO POUCO VISIONÁRIO, é questão de LÓGICA. Como disse a idéia dos homens estão sempre mudando. O mormonismo é a prova viva dessas mudanças teológicas ao longo do tempo.

      • Que mudanças acontecem na igreja ao longo do tempo pode até ocorrer, contudo, ainda não consigo vislumbrar uma mudança sexista na igreja, quando se fundamenta no princípio patriarcal. Apesar de pensar que as mulheres recém chamadas para compor o comitê deveriam receber o título de Autoridades Gerais tal como os homens, o machismo da liderança impede que isso seja possível, infelizmente.

  1. Missão, concordo muito com vc, estas revelações nunca me surpreendem, é sempre o que eu imagino, tudo é lógica mesmo, com as “pressões” da sociedade eles mudam fácil, pois se não perderam cada vez mais os seus “fiéis”.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.