Dignidade Tem Preço?

Qual é o maior mandamento?

Queridos amigos, gostaria que todos aqui meditassem.

Sei que muitos logo pensarão na escritura em que Cristo fala sobre o maior mandamento.

Porém, na Igreja que leva o nome de Cristo não é esse mandamento que se tornou o mais importante.

Venho observado uma situação que ocorre há algum tempo que me tem mostrado qual o maior mandamento atual para os lideres da igreja.

Atualmente, nas entrevistas para se conseguir uma recomendação para o templo, o mandamento que mais barra os membros de serem “dignos” de entrar na Casa do Senhor é o dízimo.

Para um membro da Igreja ser considerado uma pessoa "digna", deve submeter-se à uma entrevista e provar que segue todas as regras da Igreja

Para um membro da Igreja ser considerado uma pessoa “digna”, deve submeter-se à uma entrevista com um homem e provar que segue todas as regras da Igreja

Percebo que, nos dias de hoje, a recomendação tem, literalmente, seu preço. E, se este não for pago, você não tem direito de estar na presença de Deus. Percebo que, há algum tempo, os “irmãos” que não pagam os dízimos estão sendo cobrados, inclusive os dízimos atrasados!

Fiquei indignada, recentemente, com a cobrança de uma família para que pagassem 2 anos inteiros de dizimo para que pudessem entrar nos rols dos “membros dignos”.

A minha impressão é que tal cobrança vem se tornado padrão na igreja.

Qual a opinião de vocês sobre o assunto?

 

 

(Texto submetido por Priscila)

83 comentários sobre “Dignidade Tem Preço?

  1. As normas da Igreja dizem que o dízimo é anual, se algum líder estiver fazendo cobrança de anos anteriores ele está errado, então o erro é do líder e não da Igreja.
    Mas o dízimo é o que mais barra, porque as pessoas não estão devolvendo seus dízimos. Diferente de qualquer uma das perguntas da entrevista, o dízimo pode ser observado e é mais fácil de perceber uma falha por ser algo tangível. Na bíblia é ensinado que quem não paga seus dízimos e ofertas rouba a Deus. Quem rouba é o que? Será que alguém que rouba realmente é digno de entrar no templo? Se uma pessoa rouba de outra forma, o líder não consegue identificar a não ser que seja confessado, mas relatório de dízimo pode mostrar que essa pessoa rouba de Deus. Mais do que certo barrar, assim como nas demais perguntas.

    • Perfeita resposta! Dispensa comentários!!! As pessoas publicam informações com base em erros de um líder como sendo comum de toda a Igreja. Mas isso só comprova a veracidade da Igreja, uma vez que, assim como Cristo e os apóstolos foram perseguidos, não seria diferente na nossa dispensação, como aconteceu com os pioneiros e estava previsto que aconteceria nos últimos dias.

      • Concordo plenamente com vc. faz tempo que venho notado certas bizarrices dentro de minha ala e uma série de outras em outras unidades.

        Creio que a Restauração aconteceu, que Joseph foi o escolhido para inicia-la, no LDM no Templo e nas doutrinas de Salvação do Reino, mas creio que falando como estrutura humana (gerida por homens e nem sempre inspirada) a Igreja é falha e muito falha!

        Fechar os olhos pra isso não vai mudar nada. Uma apostasia geral sei que não acontecerá, mas que um grande processo de apostasia individual está atacando especialmente lideres, isso sim está! Saber disso em nada diminui minha fé em Cristo, ou na Restauração! Pelo contrário, me faz mais ainda desejar transformar meu lar numa Sião em miniatura, pois é lá que ensino minha família, e aprendo com eles.

        Confesso aos irmãos que minha fé na Restauração continua cada dia mais forte, ela amadureceu muito, mas pra mim e minha família Igreja (capela) no domingo é mera formalidade! um mal necessário por causa do sacramento. Minha esposa disse que se pudesse tomaria o Sacramento em casa e guardaríamos o dia santificado do mesmo jeito.

        Mas creio que em relação ao assunto levantado o dízimo é um mandamento que vivo e sempre fui super abençoado! eu não tenho fé nisso, tenho conhecimento perfeito! e olha que to longe de ser rico de grana!

        Creio que lideres despreparados tem feito confusão, não acredito que seja uma prática geral. Continuo crendo que de um jeito ou de outro o Senhor está a testa de sua Obra e mais cedo ou mais tarde vamos ter respostas pra tudo.

        Abs

    • Essa escritura em Malaquias nao se refere as pessoas que pagam ou deixam de pagar o dizimo mas sim aos Levitas sacerdotes que estavam se usufruindo do dinheiro do dizimo, o dizimo ja havia sido pago pelos fieis mas os sacerdotes estavam roubando o dinheiro do dizimo. A verdadeira doutrina do dizimo se encontra em D&C 119. Fica claro que o Senhor espera que pagamos e o dizimo sendo uma decima parte daquilo que temos acressimo ou seja o “surplus” em ingles, infelizmente no portugues eles mudaram para “renda anual” Mas desde o comeco o dizimo sempre foi pago depois que as necessidades basicas da familia foram supridas. Na Igreja o dizimo comecou com o Bispo Edward Partridge que declarou o dizimo como ser 2% depois das despesas familiares serem pagas mas como isso foi apenas uma ideia do homem, demorou alguns anos para finalmente Joseph Smith levar o assunto ao Senhor e isso aconteceu qd ja havia mais de 10 mil membros e se encontravam em Missouri, foi ai que a revelacao foi dada e se encontra na sessao 119 de D&C, infelizmente alguns meses depois da morte de Joseph Smith e 2 anos depois de o Senhor ter revelado como os membros deveriam pagar o dizimo, a primeira presidencia ja havia modificado esse mandamento e por coincidencia tambem votaram em sua propia exencao em pagar o dizimo ou seja eles talvez nao entenderam que no verso 4 o Senhor havia deixado bem claro que essa seria uma lei PERMANENTE para eles e que qualquer mudanca so poderia ser feito atraves de revelacoes o que nunca houve. Outra heresia ensinada dentro da igreja e que nao e encontrada en nenhuma escritura e portanto nao e doutrina e o fato de contantemente lideres dizerem que os membros devem pagar o dizimo antes de pagar suas propias contas ou mesmo de cuidar de sua propia familia, o Senhor jamais revelou isso em lugar algum. Em Ingles a sessao de Doutrina e Convenio deixa claro que o surplus nao significa 10% de sua renda total liquida ou bruta, mas todos na epoca de Joseph Smith entenderam a lei do dizimo como sendo 10% depois de suas necessidades serem atendidas, ou seja se uma pessoa ganhou 20 mil reais no ano e para suster sua familia e todas suas necessidades ela usou 13 mil entao ela deve pagar 10% do seu surplus 7mil, para isso os membros devem ser honestos em seus dizimos sabendo disntiguir o que e necessidade e o que nao e, ao deduzir suas necessidades nao podemos achar que tv a cabo, carro de luxo etc.. sejam necessidades. Se pagarmos o dizimo corretamente teremos recursos de ajudar os pobres que e um mandamento maior. Em D&C o dizimo nao foi designado para ajudar os pobres mas sim para manter a igreja funcionando e hoje em dia os membros estao pagando dizimo de forma exessiva.

      • Oi Fábio, obrigado pela colaboração, mas creio que o que diz em Malaquias não se limita apenas aos levitas, penso assim por causa do versículo 10, “Trazei todos os dízimos à casa do tesouro, para que haja mantimento na minha casa, e depois fazei prova de mim nisto, diz o Senhor dos Exércitos, se eu não vos abrir as janelas do céu, e não derramar sobre vós uma bênção tal até que não haja lugar suficiente para a recolherdes”. Acho que ele não prometeu as bençãos do dízimo para os que o recebem, mas sim para os que contribuem, sendo assim essa escritura se aplica a todos nós, é o que eu pude entender da escritura. A questão de pagar o dízimo em cima da renda bruta ou líquida é muito divergente, eu por exemplo, apenas retiro o valor que eu tenho como despesa para o meu trabalho, no caso as passagens para o transporte coletivo e pago os 10% no restante, mas conheço pessoas que pagam em cima da renda bruta assim como pessoas que pagam em cima do valor que sobra depois de pagarem suas contas fixas. Vamos responder por nossos atos individualmente, eu penso ser correta a forma com que eu contribuo, mas cada um tem o direito de pensar como bem entender, mas o que eu oro é para que todos nós não deixemos que nossos interesses falem mais altos e que busquemos uma resposta do Senhor para sermos honestos no pagamento dos nossos dízimos e ofertas. Boa tarde a todos. Abraço!

  2. Um grande amigo resolveu, depois de uma leitura de D&C 104, salvo engano, que ajudaria mais os pobres. Ele a esposa e filhos começaram a doar um lanche com suco nas noites frias e tristes da cidade.

    A coisa tomou tal proporção que começou a ser dispendioso. Ele, então, deixou de pagar a oferta de jejum, pois pensou que estava fazendo algo pelos pobres.

    O Bispo completou seu tempo de chamado e o Presidente da Estaca enviou o nome dele para a substituição. Alguns dias depois a Presidência de Área entra em contato negando o envio do nome do irmão para Salt Lake pelo fato que havia mais de 1 ano que ele não doava nada para o fundo de jejum (ele é fiel ao dízimo). Quando foi explicado a situação, a resposta foi que o procedimento do irmão não é o padrão da igreja. Precisa doar a oferta primeiro para a igreja e a igreja que decide o que fazer.

    Resultado: o irmão continua alimentando os pobres e o Bispo é um homem sem nenhuma caridade.

    Hoje funciona assim o conselho a respeito dos pobres: ide, vende tudo o que tens e doa para a igreja. Os pobres Ele decide, sua caridade não nos importa e a mão direita não saber o que a esquerda faz esquece. O registro da igreja está em primeiro lugar.

Deixe um comentário abaixo:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.