Venezuela Sairá da Crise com Dízimo?

O Setenta Autoridade Geral brasileiro Carlos Godoy aparentemente prometeu aos membros da Igreja SUD venezuelanos, num país que está vivendo uma das piores crises econômicas da atualidade, que se os mórmons pagarem seus dízimos adequadamente, o país passará por uma recuperação milagrosa.

Para um membro da Igreja ser considerado uma pessoa "digna", deve submeter-se à uma entrevista e provar que segue todas as regras da Igreja

Para um membro da Igreja ser considerado uma pessoa “digna”, e poder participar de seus ritos mais sagrados, deve submeter-se à uma entrevista  e provar que está pagando seus dízimos em dia

De acordo com o primeiro conselheiro da Missão Venezuela Valencia, Godoy teria prometido aos membros da Igreja: Continuar lendo

Quais Membros Inativos Valem a Pena Recuperar?

O bom pastor abandona 99 ovelhas seguras para sair à procura daquela uma ovelha perdida, ensinou Jesus de acordo com um trecho do Novo Testamento.

ovelha

Uma membro da Igreja que recentemente afastou-se oferece pungente e inteligente introspeção sobre como seus líderes e correligionários de sua Ala reagiram à sua decisão de não participar das atividades da Igreja, oferecendo importante consideração sobre quais membros inativos a Igreja costuma buscar para resgatar de volta ao rebanho.

Eis seu texto, anônimo por sua solicitação expressa.

∼¤∼

Continuar lendo

Neurocientistas Estudam Mórmons ‘Sentindo o Espírito’

O que ocorre no cérebro de um(a) mórmon durante suas experiências religiosas? Resposta curta: circuitos cerebrais de recompensa são ativados, de forma semelhante ao que ocorre com reações geradas por amor, sexo, jogos de azar, drogas e música.

vm-cerebro

Representação da atividade neural no cérebro humano. Fonte: Wikimedia Commons.

Em artigo científico publicado hoje, pesquisadores da Universidade de Utah divulgaram os primeiros resultados do projeto de pesquisa iniciado em 2014. “A neurociência da experiência religiosa e espiritual é um passo-chave para a compreensão da motivação do comportamento religioso e dos efeitos da prática religiosa em comunidades”, afirma o artigo publicado no periódico Social Neuroscience.

Para os autores, a experiência carismática que santos dos últimos dias geralmente descrevem como “sentir o Espírito” é central na religião mórmon e de seu proselitismo: Continuar lendo

Mórmons Seguem As Escrituras?

Reagindo às notícias do vazamento, da reação oficial da Igreja SUD, e das reações de outros Mórmons, sobre a nova política da Igreja discriminar contra crianças em famílias LGBT, muitos membros da Igreja abriram as escrituras para defender a posição oficial da Igreja.

Citando passagens de escrituras, esses membros SUD se propõe a demonstrar que a discriminação institucionalizada com essa nova medida está em linha com o comportamento esperado de um discípulo de Cristo.

Nem todos os Mórmons creem que Jesus chama para si as criancinhas

Nem todos os Mórmons creem que Jesus chama para Si as criancinhas

Afinal, condenar homossexualidade não é um princípio ensinado na Bíblia?

Vejamos.

Continuar lendo

Sociedade de Socorro: A Caridade Falha?

O lema, copiado de um trecho do Novo Testamento, da Sociedade de Socorro, organização de mulheres apoiada por Joseph Smith em sua fundação em 1842, é “a caridade nunca falha”.

'Cristo Curando o Doente em Betesda' por Carl Heinrich Bloch (1883)

‘Cristo Curando o Doente em Betesda’ por Carl Heinrich Bloch (1883)

Uma membro da Igreja que recentemente serviu como presidente voluntária da Sociedade de Socorro em sua ala oferece pungente e inteligente introspeção sobre como essa lema norteia o dia-a-dia da organização em suas raízes locais.

Eis seu texto, anônimo por sua solicitação expressa.

∼¤∼

Certa vez, como presidente da Sociedade de Socorro, em uma reunião com a presidência da estaca, fui questionada quanto às ações para autossuficiência. Disse que acabara de ser chamada, mas que tinha vários projetos em mente para auxílio ao próximo.

Recebi a seguinte resposta: Continuar lendo

História Mórmon Não Ocorreu Como Ensinada Pela Igreja

Há poucos dias, publicamos a declaração do historiador e apologista Richard Bushman sobre a narrativa oficial da história mórmon não ser verdadeira.

Patriarca e ex-Presidente de Estaca, Editor para a Igreja SUD, e historiador biógrafo de Joseph Smith, Richard Lyman Bushman

Em um serão informal, ele havia sido questionado se acreditava haver espaço no mormonismo para diferentes narrativas históricas ou se a Igreja SUD manter-se-ia atrelada à sua atual narrativa oficial. Bushman respondeu (ênfase nossa):

Eu acho que para a Igreja permanecer forte, ela tem que reconstruir sua narrativa. A narrativa dominante não é verdade. Ela não pode ser sustentada. Assim, a igreja tem que absorver toda essa nova informação [histórica], ou ela vai se basear numa fundação instável, e é isso que ela está tentando fazer. E vai ser uma pressão para um monte de gente, para pessoas mais velhas especialmente, mas eu acho que tem que mudar.

Apesar da tendência recente em publicar fontes antes pouco acessíveis ou mesmo secretas, bem como incluir informações e narrativas que haviam sido marginalizadas em sua história, e até mesmo retirar uma mentira histórica de suas escrituras, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias ainda sustenta e promove algumas narrativas que beiram o ficcional, distorce fatos a fim de adequá-los às suas práticas e doutrinas atuais, e falha grosseiramente em disponibilizar novas informações históricas ao seu público interno. Nesse sentido, a “narrativa dominante” na Igreja, como afirma Bushman, não é verdadeira.

Tal constatação absolutamente não implica em desacreditar ou deixar de acreditar em conceitos subjetivos e abstratos que constituem a fé religiosa em geral, ou a fé mórmon em específico. Não obstante, devido a leituras deficientes e/ou ao desejo de confirmar suas próprias crenças (acerca do mormonismo, ou de Bushman, ou destas Vozes Mórmons), alguns erroneamente atribuíram (a Bushman ou a este site) essa conclusão de natureza espiritual.

Richard Bushman publicou, há dois dias, uma nota em que reafirma suas crenças pessoais no chamado profético de Joseph Smith e nos eventos sobrenaturais por ele narrados, refutando a conclusão infundada e débil de que teria “perdido seu testemunho”.

Eis a nota, traduzida na íntegra (ênfases e links nossos): Continuar lendo

Depois da Excomunhão

A pedido de um leitor, publicamos seu relato e reflexões sobre a experiência de ser excomungado d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias.

Jesus Cristo. Crianças. Mórmons. Mormonismo.

Detalhe de “Deixai as crianças”, pintura de Carl Heinrich Bloch.

***

Eu sou membro excomungado da Igreja SUD. Apesar do meu testemunho e do desejo de me reconciliar com a Igreja, decidi não fazê-lo ainda. Então me preocupo: “e se eu morrer nessa situação?”. Continuar lendo

O Profeta e o Náufrago

Thomas S. Monson, Presidente da Igreja SUD, chegando para a Sessão da Manhã da Conferência Geral, visivelmente abadito (Chris Detrick | The Salt Lake Tribune)

Thomas S. Monson, Presidente da Igreja SUD, chegando para a Sessão da Manhã da Conferência Geral, visivelmente abadito (Chris Detrick | The Salt Lake Tribune)

Nesta semana seguida à Conferência Geral, publicaremos artigos explorando alguns seletos discursos proferidos no fim de semana que passou. Em consideração hoje, o discurso do Presidente da Igreja Thomas S. Monson.

∼¤∼

Discursando na sessão geral do sacerdócio, o Pres. Monson relatou a experiência de um soldado mórmon náufrago durante a Segunda Guerra. Ele já havia utilizado a mesma narrativa, com bem mais detalhes e maior destaque, na Conferência Geral de outubro de 2008.

Diferente do autoplágio cometido em outro trecho do discurso, no último fim de semana, o relato do náufrago foi abreviado e contado com outras palavras: Continuar lendo

Dallin Oaks: Profetas Modernos Não Recebem Revelações Especiais

Membros da Igreja SUD creem que os Profetas e os Apóstolos recebem revelações divinas diretas de Deus e Jesus em como dirigir e conduzir a Igreja.

O Apóstolo Dallin Oaks, segundo na linha de sucessão para Presidente do Quórum dos Doze Apóstolos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, prestou seu testemunho de que nem ele, nem qualquer outro dos demais 14 Apóstolos e Profetas da Igreja, recebem tais revelações diretas.

Dallin H. Oaks, Apóstolo d’A Igreja SUD desde 1984 ao presente.

Em um serão para jovens de múltiplas estacas na cidade de Bellevue,  no estado de Washington, há três dias atrás, Oaks desmistificou essa lenda popular ao responder a seguinte pergunta:

Pelo quê devemos orar para receber o mesmo testemunho, se não a mesma conversão, que Alma, o filho recebeu, para os nossos amigos que não são membros?

O evento fora improvisado com algumas perguntas pré-selecionadas, e uma das jovens que tiveram sua pergunta escolhida pediu para o Apóstolo lhe explicar como ela poderia também receber visões sobrenaturais ou outras experiências sensoriais que lhe pudessem servir de confirmação para suas crenças. Oaks, contudo, lhe corrigiu explicando que tais experiências proféticas são raras, e que nenhum dos Profetas modernos gozaram desse privilégio mais do que ela mesmo:

Continuar lendo

Ordenanças do templo – parte 7

Investidura: instruções junto ao véu

Quase três meses antes da sua morte, o então presidente da Igreja Brigham Young decidiu que deveria haver uma maior padronização das ordenanças da investidura. Parte desse esforço foi a redação de uma palestra a ser recebida pelos iniciados antes de sua passagem pelo véu e ingresso na sala celestial do templo.

Templo de St. George. Mórmons.

Templo de St. George, o primeiro templo em Utah, dedicado em 06 de abril de 1877.

 

Continuar lendo

CEO da Igreja Mórmon: Pobres Não São Espirituais

Keith Brigham McMullin atualmente serve como o CEO da Deseret Management Corporation, o braço com fins lucrativos d’A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, desde abril de 2012 quando foi desobrigado do cargo de Conselheiro no Bispado Presidente, onde servia desde 1995.

Keith Brigham McMullin

O Bispo McMullin disse em entrevista que a Igreja ensina que pessoas pobres não são capazes de espiritualidade plena.

Continuar lendo

Joseph Smith: Não Sou Muito Justo

Joseph_Smith,_Jr._portrait_owned_by_Joseph_Smith_IIIDiscursando aos santos reunidos em frente ao templo em construção, em Nauvoo, Joseph Smith disse:

Eu não acredito que houve muito poucos homens bons desde Adão. Houve um homem bom: Jesus. Muitos acham que um profeta deve ser muito melhor do que qualquer um. Suponha que eu tivesse a complacência – sim, eu chamaria isso de complacência – de ser muito melhor do que qualquer um de vocês. Eu seria levado ao mais alto céu, e quem eu teria para me acompanhar? Eu amo mais o homem que xinga aos montes e administra aos pobres e divide seu sustento do que hipócritas de cara séria e impassível.

Não quero que vocês pensem que sou muito justo, pois não sou muito justo. Deus julga os homens de acordo com a luz que lhes dá.

Diário de Joseph Smith, por Willard Richards. 21 de maio de 1843 (domingo de manhã).  Words of Joseph Smith, p. 204.