Romney Poderá Integrar Equipe de Trump

O mórmon Mitt Romney está sendo cotado como futuro Secretário de Estado do governo de Donald Trump. Caso seja nomeado, Romney passará a ser o mórmon a ocupar o mais alto cargo político dos EUA.

Após seu segundo encontro com o presidente eleito, ontem à noite (29/11), Romney não poupou elogios: “tive uma noite maravilhosa com o presidente eleito Trump”, disse aos repórteres. “Tivemos outra discussão sobre assuntos ao redor do mundo e essas discussões que tenho tido com ele têm sido esclarecedoras, interessantes e envolventes”, declarou. Romney ainda se disse “muito impressionado” com o discurso de vitória de Trump.

romney-trump

O ex-governador de Massachusetts, e ex-candidato derrotado à presidência em 2012, teceu elogios à equipe de transição de Trump e às pessoas selecionadas para o gabinete ministerial. Romney disse que todos esses fatores lhe dão “uma esperança crescente de que o presidente eleito Trump é o homem que pode nos levar a esse futuro melhor”.

Oito meses atrás, no entanto, Romney tinha uma opinião muito diferente sobre o futuro sob a liderança de Trump:  Continuar lendo

Mórmons Ajudam a Eleger Presidente Trump

Surpreendendo a todos os analistas e as pesquisas de opinião pública, Donald J. Trump foi eleito o 45º Presidente dos Estados Unidos da América.

trump-eleitoE com considerável e majoritário apoio da comunidade mórmon.

As eleições de ontem viram o estado de Utah, cuja maioria mórmon Continuar lendo

Mórmons: Votem para Derrotar Donald Trump

Enquanto a Associação Brasileira de Estudos Mórmons não toma posições oficiais sobre política e não favorece partidos ou ideologias políticas, sentimos confiantes o suficiente nos fatos para encorajar todos os mórmons que nos acompanham dos Estados Unidos, que são eleitores registrados ou que conheçam amigos e familiares que o sejam, para votar no(a) candidato(a) que hoje oferece uma real possibilidade eleitoral em seu estado para derrotar o candidato Republicano à Presidência dos Estados Unidos.

Julie Beck, a 15a Presidente Geral da Sociedade de Socorro e membro do conselho do Sistema Educacional da Igreja, em campanha por Donald Trump

Julie Beck, a 15a Presidente Geral da Sociedade de Socorro e membro do conselho do Sistema Educacional da Igreja, em campanha por Donald Trump oferecendo oração pedindo-lhe a bênção de Deus

Independente de motivações pessoais, ideologias políticas, ou considerações de interesses de grupos, o candidato Donald Trump oferece uma visão francamente aberta de xenofobia, racismo, misoginia, intolerância religiosa, desonestidade, ignorância, preconceitoautocracia e irresponsabilidade antidemocrática. Isso sem falar na apologia ao bullying e o incentivo ao racismo contra crianças.

Há quatro anos atrás, nós publicamos alguns artigos documentando o hábito, desconfortavelmente frequente, do candidato mórmon ao mesmo cargo pelo mesmo Continuar lendo

Ex-Candidato Demonstra Machismo Mórmon

O candidato a presidente dos EUA pelo partido Republicano, Donald J. Trump, está sendo severamente criticado por comentários sexistas em vídeo vazado, no qual ele defende abuso sexual contra mulheres.

Mórmon Mitt Romney foi o candidato à presidência dos EUA em 2012 pelo Partido Republicano

Mórmon Mitt Romney foi o candidato à presidência dos EUA em 2012 pelo Partido Republicano

Dezenas de políticos Republicanos imediatamente criticaram Trump, entre eles o ex-candidato mórmon a presidente dos EUA pelo mesmo partido, Mitt Romney.

Contudo, a declaração de Romney não apenas repudia a postura de Trump, mas perfeitamente ilustra e expõe o machismo dentro do mormonismo.
Continuar lendo

Hotel Mórmon Celebra Famílias LGBT

A mundialmente famosa rede de hotelaria Marriott International lança campanha publicitária celebrando famílias LGBT.

Conheça Chad, Scott, Olivia e Lucas: Depois que os gêmeos nasceram, eles celebraram o real significado de amor incondicional. Juntos com a Marriott, eles demonstram ao mundo como o amor viaja.

Conheça Chad, Scott, Olivia e Lucas: Depois que os gêmeos nasceram, eles celebraram o real significado de amor incondicional. Juntos com a Marriott, eles demonstram ao mundo como o amor viaja.

Mais impressionante do que possuir a quinta maior rede de hotéis no mundo, a rede Marriott, que promove igualdade de orientação sexual, é Mórmon. Continuar lendo

Brigham Young: Honestidade

Citação de Brigham Young sobre honestidade.

BY Mitt Romney

“Há homens nesta comunidade que, pela força da educação que receberam de seus pais e amigos, enganariam uma pobre viúva até lhe tirar sua última vaca apenas para ajoelharem-se para dar graças a Deus pela benção e divina providência que Ele lhes deu para obter uma vaca sem se expor à nenhuma lei dos homens, embora a pobre viúva tenha sido ludibriada.

Vemos este aspecto de caráter na humanidade. São tais pessoas capazes de discernirem entre verdade e erro? Não. Mas eles, através de suas tradições, julgam todas as pessoas exceto elas mesmos: pesam cada pessoa na balança da justiça, mas nunca imaginam usa-la em si mesmos. Isto vem da força da educação e falsa tradição em suas mentes, e muitos ainda permanecem ignorantes dos muitos verdadeiros princípios do que é certo e errado, mesmo havendo abraçado o Evangelho. Continuar lendo

Mundo não acabou, ainda

Crônicas da Babilônia: notícias mórmons e outras nem tão mórmons assim

Maias, mais uma profecia, manuscritos do Mar Morto e missionárias sequestradas

Não foi desta vez

E eis que a profecia maia não se cumpriu. Ou melhor, a interpretação new age do calendário maia sobre o fim do mundo não se cumpriu. (Mesmo apesar de algumas mulheres terem ido à sacramental de calças, como bem lembrou Robert Kirby na sua coluna!)

Pequenos maias guatemaltecos

Pequenos maias guatemaltecos

Os verdadeiros maias

Sim, os maias de verdade – que ainda hoje vivem no México e na Guatemala – não estavam esperando o fim do mundo, mas receberam o fim do seu calendário com festas. Já outros milhares de descendentes dos maias aproveitaram a data para um protesto silencioso que fez voltar à vida o EZLN. Quem sabe não serão eles que cumprirão as profecias concernentes ao lamanitas afligindo os gentios?

Políticos metem a colher na profecia “maia”

Aqui no Rio Grande do Sul, um prefeito levou a sério a data fatídica. Já Vladimir Putin

O mundo acabou para Romney?

O mundo acabou para Romney?

fez questão de dizer aos russos que o mundo vai acabar sim, mas só daqui a 4,5 bilhões de anos. Meu correligionário religioso Mitt Romney não falou nada sobre calendários e fim do mundo, mas muitos apostam que 2012 tenha marcado o fim de sua carreira política. Será que o também sud (mas moderado) Jon Huntsman será o candidato republicano na próxima corrida presidencial? Continuar lendo

Machismo no Mormonismo

Anotem a data: 16 de Dezembro de 2012 é dia das mulheres da Igreja SUD irem às reuniões dominicais vestindo calças!

A campanha ‘Vista Calças Para Sacramental’ foi organizada por um grupo de mulheres SUD ativas que, apesar de valorizar a Igreja em suas vidas, sente-se discriminadas dentro de uma cultura religiosa patriarcal:

Cremos que muito da inigualdade cultural, estrutural, e mesmo doutrinária que persiste na Igreja SUD hoje em dia advém da dependência de — e persistência em — modelos de genêro rígidos que não tem qualquer relação com a realidade.

Vista Calças Pra Sacramental

A opção de vestuária pode parecer uma questão absolutamente trivial e inconsequente, mas infelizmente ela é uma pequena amostra — a proverbial ponta do iceberg — do que é um assunto muito não-trivial e importante.

A Igreja SUD e a cultura Mórmon são, fundamentalmente, machistas.

Dizem que o primeiro passo para se mudar um problema é admitir sua existência.

Continuar lendo

Mentiras e Mórmons, Mórmons e Mentiras

Templos são sagrados para os mórmons. Tão sagrados que os Santos dos Últimos Dias, membros da maior igreja mórmon na atualidade, precisam comprovar sua “dignidade” para sequer poder entrar ou frequentar um de seus muitos templos.

Esta “comprovação de dignidade” ocorre durante duas entrevistas oficiais com líderes eclesiásticos, que devem ocorrer bienalmente. Durante essas entrevistas, uma lista de 14 perguntas são feitas. Entre elas uma sobre honestidade:

9. Você é honesto em palavras e ações?

Obviamente, honestidade é um princípio valorizado entre mórmons. E isso não é surpreendente. Afinal, a Bíblia Hebraica (popularmente conhecida como Velho Testamento) inclui, em uma das duas listas de Dez Mandamentos (Êxodo 20; c.f. Êxodo 34), a mesma preocupação:

16. Não darás falso testemunho contra o teu próximo.

A Bíblia Cristã (popularmente conhecida como Novo Testamento) é ainda mais gráfica em sua condenação da prática da mentira (Apocalipse 21):

8. … todos os mentirosos — o lugar deles será no lago de fogo que arde com enxofre. Esta é a segunda morte.

Além de todo o foco doutrinário e teológico, honestidade é um dos temas recorrentes no ensino da Primária (crianças), com canções famosas — e muito repetidas — como a ‘Creio em ser Honesto‘:

A minha honestidade vai,

Brilhar em tudo que eu fizer,

Bons hábitos cultivarei,

E só verdades eu direi,

O certo eu defenderei,

E um exemplo eu serei.

Não há como passar uma mensagem mais clara que essa: mórmons acreditam em ser honestos! Mórmons acreditam em ensinar (doutrinar, até) seus pequenos mórmonzinhos a serem honestos. Mórmons acreditam em incentivar (coagir, até) seus adultos a serem honestos.

Não obstante, existe um experimento social que contradiz essa mensagem e sugere que mórmons, na prática cultural, não aderem tão estritamente ao conceito de honestidade.
Continuar lendo

O Estereótipo Mórmon – Como Parece No Brasil?

Nos blogs do autodescrito “bloggernacle,” na maioria escritos em inglês, o “momento mórmon” não é nada novo. A mídia norte-americana também já vem explorando esse tema faz anos.

Então, por que falar mais disso nos Vozes Mórmons?

Bem, pelo menos da minha parte, o motivo é que estou bem insatisfeito com um lado dessa conversa pública sobre o mundo mórmon: estão esquecendo (na maior parte) o melhor aspecto dele, a cultura e vida dos mórmons fora dos EUA.

O Estereótipo Mórmon

A maioria aqui já sabe daquilo que vou descrever agora — há um estereótipo dos mórmons prevalece muito nos EUA, e aqui não estou falando das percepções erradas que as pessoas têm sobre a gente (especialmente sobre a prática continuada de poligamia) ou dos padrões e normas de vida que são identificados com membros da Igreja (como a Palavra de Sabedoria, o uso de garments, e outros mais) — estou falando das características estereotipadas que vão além de tudo isso, e que enchem o saco ainda mais porque têm alguma base na realidade. Aqui nos EUA, este estereótipo é mais forte com respeito aos homens (em parte, eu acho, por causa da ênfase da Igreja desde os anos 50 no princípio que diz que a mulher deve se manter em casa, e por isso fica fora do olhar público). Então, como parece este estereótipo do homem mórmon?

Branco. Pelo menos classe média, senão rico. Casado cedo com um monte de filhos (ou pelo menos com a expectativa de tal). Homem de negócios, muitas vezes com MBA na mão. De política conservadora, normalmente registrado nos EUA como Republicano ou Libertário.

Esse estereótipo é forte não só porque é refletido no mórmon atualmente mais famoso do mundo, Mitt Romney, mas porque é também refletido em muitos outros (A familia Huntsman, com o ex-governador de Utah Jon, Jr. e seu pai, Jon, Sr., fundador de uma empresa bem sucedida de química; a família Marriott, com a sua rede enorme de hotéis de luxo; Nolan Archibald, CEO de Black & Decker; David Neeleman, fundador das linhas aéreas JetBlue e Azul; e tantos outros).

Pessoalmente, sou muitas destas coisas–sou branco, criado numa família de classe média alta com pais que são professores universitários, casei mais ou menos cedo (aos 25 anos) e eu e minha esposa queremos três filhos, senão mais.

Ao mesmo tempo, não sou muito a fim de uma carreira de negócios (para mim, parece igualzinho ao sétimo grau do inferno descrito por Dante). Minha política vai mais ao lado dos socialistas e hippies (posso indicar meus pais como os responsáveis disso, que se descrevem como “hippies mórmons” e se encontraram em São Fransisco no início dos anos 70 — cresci ouvindo Bob Marley desde o ventre).

Mas estou começando a fugir do tema — se já eu fujo desse estereótipo como homem branco de classe média, quanto mais mórmons negros, mórmons pobres, mórmons asiáticos, latino-americanos, ou mais especificamente nesse caso, mórmons brasileiros, com toda a diversidade que esse grupo já tem em si? Sei pela minha experiência que há muitos mórmons brasileiros que se acercam desse estereótipo (entrando pelos negócios, torcendo politicamente pela centro-direita), muitas vezes em parte pelo incentivo de líderes da Igreja dos EUA, mas o que adorei sobre minhas experiências na Igreja durante os anos que já passei no norte e nordeste do Brasil (antes, durante e após a missão) é a diversidade de gente que entra pelos portões a cada domingo. Não é que esta diversidade não exista também em várias partes ou diversas alas nos EUA — adorei minha ala no Harlem quando fui professor da escola primária em Nova Iorque, onde tinha uma mistura gostosa de gente negra, latina e imigrante de toda parte (Haiti, Gana, Nigéria, República Dominicana, e toda parte da América Latina). Também adorei o ano em que minha esposa e eu passamos na Reserva Indígena da Tribo Navajo, onde também fui professor da escola primária. E ainda nem falei da diversidade de experiência e opinião que existe nos cantinhos de qualquer ala ou ramo nos EUA, mesmo que muitas vezes essas pessoas tenham receio de abrir a boca durante a Escola Dominical. O problema é que nos EUA, mesmo que você saia do estereótipo, ele ainda existe no pensamento da sociedade como todo.

Pelo menos ao meu ver (e estou ansioso para ser corrigido) parece que o maior estereótipo mórmon que existe no Brasil é dos missionários, não dos membros, e por falta de expectativa cultural do que seja “normal” entre os mórmons, há mais espaço para todo tipo de gente.

O que vocês acham? Sei que isso pode variar em várias partes do Brasil, como meus amigos Marcello e Antônio me mostraram quando conversamos no podcast da Mormon Matters na semana passada. Eles me disseram que na experiência deles em São Paulo, Rio e Rio Grande do Sul, onde a Igreja é melhor estabelecida, não há muita tolerância para diversidade de opinião que saia da ortodoxia.

Quero chutar esta pergunta para todos vocês: além de viver os padrões da Igreja, há um estereótipo de um “estilo de vida mórmon” no Brasil aos quais os membros são comparados?

“Dentro do império mórmon”

Esta é a América capitalista, não?
Sheri Dew, CEO da Deseret Book
As finanças da Igreja sud mais uma vez têm sido objeto de discussão na mídia, especialmente desde a candidatura de Mitt Romney e a construção de um super shopping em Salt Lake. Na semana passada, a revista Bloomberg Businessweek, especializada em economia e negócios, publicou uma reportagem de capa sobre o assunto. A revista destaca principalmente a alta lucratividade de algumas empresas mantidas pela Igreja e a falta de transparência de suas finanças. Assinada por Caroline Winter, “Dentro do império mórmon” não é sensacionalista, apresentando opiniões diversas e dados concretos (ver lista abaixo). Ou seja, bom jornalismo. Continuar lendo

Mais um mórmon candidato à presidência dos EUA

Edward C. Noonan, candidato à presidência americana

Enquanto Mitt Romney segue sua campanha para suceder Obama, há mais um mórmon concorrendo à presidência dos EUA. Edward C. Noonan, um comerciante aposentado da Califórnia, é o candidato do Partido Independente Americano, o mesmo partido que nomeou Ezra Taft Benson em 1968.

Sem projeção social ou muito dinheiro, sua candidatura é bem nutrida de teorias conspiratórias. Continuar lendo

Política e poligamia

Obama e Romney descendem ambos de famílias poligâmicas. Mas o que democratas e republicanos pensam sobre poligamia?

Poligamia é um dos temas mais persistentes na história mórmon e ainda hoje afeta tanto a maneira como a Igreja sud é vista por não-membros quanto o imaginário dos próprios membros. Não é de se estranhar que no chamado “momento mórmon”, quando um sud, Mitt Romney, coloca-se como o  mais forte (numericamente falando) adversário republicano de Barack Obama, que o tema do casamento plural venha à tona nos debates sobre o mormonismo. Mas o que pensam eleitores independentes e aqueles identificados com os dois maiores partidos dos EUA em relação ao tema? Continuar lendo

Mórmons que se candidataram à presidência dos EUA

Mitt Romney não é o primeiro mórmon a almejar a  presidência dos Estado Unidos. Antes dele, outros oito mórmons tentaram a corrida presidencial, sem contar outros dois que à época de sua candidatura não eram membros de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias. Começando com Joseph Smith, que concorreu sem filiação partidária, os candidatos listado a seguir refletem a ampla diversidade de posições politicas ao longo da história mórmon. Continuar lendo

Mitt Romney Representa Mórmons?

Você acha que Mitt Romney representa bem os Mórmons?

Com o fim de campanha preliminar se aproximando, esta cada vez mais aparente que Willard Mitt Romney será o candidato a Presidente dos Estados Unidos da América pelo Partido Republicano, para concorrer contra o atual Presidente Barack Obama. Principalmente agora que o seu principal rival nas eleições primárias, Rick Santorum, anunciou a suspensão de sua campanha ontem.

Muito tem se falado sobre o fato de Romney ser Mórmon, e veículos jornalísticos brasileiros já cobriram ou estão cobrindo o ângulo religioso de Romney. Membros da Igreja SUD no Brasil, ao que parece, [1] estão animados pela presença de destaque de um correligionário num contexto de tanto prestígio.

Não obstante, eu me pergunto: será que Mitt Romney representa bem os Mórmons? Será que há motivos para orgulho em tê-lo como um representante famoso e proeminente da fé e da tradição Mórmon?

A Revista TIME levanta a questão da sinceridade e honestidade: No que realmente crê Mitt Romney?

A Revista TIME levanta a questão da sinceridade e honestidade: No que realmente crê Mitt Romney?

Sem dúvida alguma, Mitt Romney é um homem de sucesso. Multi-milionário, com uma carreira brilhante no mundo de finanças, estudando em faculdades prestigiosas como Stanford e Harvard, nascido em berço privilegiado, e governador de sucesso do estado de Massachusetts. Além de empresário e político de sucesso, Romney é pai de uma linda família, com uma esposa elegante e filhos bonitos e, aparentemente, inteligentes e competentes. No âmbito religioso, Mitt foi Bispo e Presidente de Estaca, além de haver servido como missionário na França.

Com tantas qualidades em seu currículo, qual a sua característica mais notória, mais famosa, mais facilmente reconhecida pelo público em geral?

Não, não é o fato de Mitt Romney ser Mórmon.

Continuar lendo